segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Conta aquela, avôzinho! Nº5

A GARRAFA DO SOUSA CINTRA


Esta história não deve ser novidade para ninguém mas tinha que figurar nesta rábula do Conta Aquela, Avôzinho... 

Antes de Bruno de Carvalho chegar a brigada do croquete reinava em Alvalade. Os salamaleques tornaram-se corriqueiros e o Sporting afundava-se num pântano de Paulas Bobones, com gente que de futebol percebia zero e que conduziam o clube para um fundo de onde seria complicado sair. Mas e antes da brigada do croquete? Antes mesmo antes? Antes, antes, antes? Sousa Cintra. 

Para aqueles que começaram a gostar de futebol nos 90s, como eu, Sousa Cintra era um corpo estranho no Sporting. O meu avô ensinou-me que o Benfica era o clube do povo e o Sporting o clube dos ricos, um clube de aristocratas com ideais opostos aos do meu clube... Mas o Sporting tinha Sousa Cintra e o Benfica tinha um senhor chamado Jorge de Brito. Não era suposto o presidente do clube dos aristocratas ter classe? 

Foi com Sousa Cintra que Portugal percebeu que classe não é eloquência nem um canudo da Universidade. Classe é entrares numa igreja com charuto aceso na boca. Classe é roubares duas pérolas ao teu rival e despedires um dos melhores treinadores do mundo só porque podes. Classe é conduzires o teu carro com tudo na mão menos um volante. Classe é gritares "é pénalte, porra!". Classe é começares como homem do elevador num Hotel e acabares dono, com o teu apelido, duma marca de cervejas. Isto sim é classe. Sousa Cintra era uma das principais alavancas dum novo Portugal que se erguia no pós-CEE, um Portugal pop de homens que vinham de baixo e que chegavam lá acima pelas manhas do chico-espertismo. A diferença é que Sousa Cintra sabia canalizar o seu dinheiro para coisas que realmente importavam, ao contrário de alguns latifundiários que preferiam canalizá-lo para jeeps.

"Em Portugal só não ganhas se não quiseres, pagas 30 mil contos e tens um campeonato nacional. Eu? Pagar para esses fdp? Nem morto!"
Não conseguimos apurar a 100% a veracidade destas afirmações mas confiamos na malta deste blog porque se está na blogosfera é porque é verdade. Antes de Vieira ou Dias da Cunha, já este homem falava no Apito Dourado!

Mas vamos ao que interessa. Vamos a um dos momentos mais hilariantes da história do futebol português, um momento que será para sempre recordado por aqueles que o ouvirem. Passem-no de pais para filhos, de avós para netos, passem-no aos primos da França, metam legendas e mostrem-no aos amigos no estrangeiro. Se nunca ouviram, ouçam agora! Quem me dera estar a ouvir este belo registo audio pela primeira vez.


Sousa Cintra - Ora bem, o meu amigo quer saber?
Jornalista - Pois sobre se há alguma novidade em relação ao Carlos Xavier e ao Oceano se...
Sousa Cintra - Ora o Carlos Xavier e o Oceano, dois dias de negociações, mete-se o fim de semana, não é? Finalmente chegámos a um entendimento né
Jornalista - Portanto é certo que o Carlos Xavier e o Oceano vão para Espanha, certamente um negócio muito vantajoso para o Sporting...
Sousa Cintra - É caraças, agora parti o vidro aqui vá ó caralho. Parti o vidro aqui do meu carro, pá
Jornalista - É pá isso é que é pior
Sousa Cintra - É pá ca granda porra pá. Fiz agora aqui... Tava a olhar pra... Tava a beber uma água *suspiro*. Tava a beber uma água. Coisa *suspiro* É preciso um gajo ser estúpido pá. Daquelas garrafas de deitar fora, então não é que eu acabei de beber a garrafa *suspiro* água, a falar consigo ao telefone... É pá... 
Jornalista - Ficou cara a garrafa de água e esta chamada...
Sousa Cintra - Que ganda coisa... Isto é inacreditável. Como é que é possível eu fazer uma coisa destas? 
Jornalista - Vai sozinho no carro, é?
Sousa Cintra - Hã?
Jornalista - Vai sozinho?
Sousa Cintra - Sozinho, pá! *vrrruuummm barulho de camião a passar* Isto é quase inacreditável, pá, olhe, eu pensei que tinha o vidro aberto, pá
Jornalista - Eiiiiiiiiiiii
Sousa Cintra - É pá...
Jornalista - Tão mas magoou-se?
Sousa Cintra - Hã?
Jornalista - Magoou-se?
Sousa Cintra - Não, não magooei mas parti o vidro do meu lado, pá
Jornalista - Eiiii
Sousa Cintra - Como é que é possível isto?
Jornalista - Essa agora...
Sousa Cintra - Esta. Esta é inacreditável, pá. Como é que é possível, desculpe lá esta conversa...
Jornalista - Então mas, mas como é que partiu o vidro?
Sousa Cintra - Hã?
Jornalista - Como é que partiu o vidro?
Sousa Cintra - É pá ia a passar ali ao pé de... No carro... Ia passar ali ao pé dum... Dum sítio... Dum sítio onde estava um... Arvoredo... Não é? Ia atirar a garrafa para fora da via *suspiro profundo*
Jornalista - Conclusão... A janela estava fechada e partiu o vidro
Sousa Cintra - A janela estava fechada e o vidro foi à vida

Para aqueles que ainda querem mais Sousa Cintra e que acham isto pouco, deixo-vos mais momentos fantásticos deste grande senhor:


12 comentários:

  1. Esta história é mítica. Estava a ler no meu reader e não vi o vídeo, vinha aqui dizer que a história era verdadeira e lembro-me de há muitos anos a ouvir. Mas o Bujas não facilita...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. POC quando puderes vê o video do Sporting vs Bolonha. O Sousa Cintra ao lado dos dirigentes do Bolonha a rir-se e a gritar "é penalte! LIMPISSIMO! LIMPISSIMO!" É lindo!

      Eliminar
    2. Eish, já não me lembrava disto... O gajo a falar português com o outro. Épico. Que grande figura. Saudades.

      Eliminar
  2. O futebol precisa de gajos míticos como o Sousa Cintra. Uma espécie de Jorge Jesus dos dirigentes desportivos.

    ResponderEliminar
  3. Já te disse uma vez e repito, esta é a tua melhor secção ó Bujas! É sempre um regalo ler estas postas do avôzinho!

    Grande abraço méne!

    ResponderEliminar
  4. Sousa Cintra deixa saudades,nao foi um presidente de conquistas,nao teve muitas,mas era sportinguista,coisa de que muitos dos que tem estado na direcçoes do sporting nao podem dizer.Recordo-me dessa mitica historia,entre muitas outras,é um negociador nato,tendo conseguido talvez a melhor contrataçao de sempre do futebol leonino um sr chamado paulo sousa,mesmo nao tendo ganho muito como disse em cima teve para mim ou construiu talvez tambem aquela que foi uma das melhores equipa que o sporting teve.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora nem mais. E nesse verão quente de 1993, para alem do Paulo Sousa e do Pacheco, o Sousa Cintra ainda evitou a ida do Figo para o Benfica.

      Eliminar
  5. amigos ouvi essa entrevista em direto, já lá vão muitos anos, e nem queria acreditar no que se estava a passar, lembro-me de ter parado o carro para poder rir à vontade...o homem era um autêntico espetaculo...

    ResponderEliminar
  6. sim, sim, paraste foi o carro para mandares a tua garrafa de água pela janela

    ResponderEliminar