segunda-feira, 25 de novembro de 2013

10ª Jornada 2013/14

Benfica 1-0 Braga - Já a formiga tem catarro! O menino Markovic todo constipadinho depois de uma exibição patética dele e do seu amigo Djuricic. Ai a culpa é do Jesus que o encosta à ala? Realmente o Jesus tem cá uma culpa dos passes para o Sr Pontapé de Baliza que é obra. O fórmula 1 Markovic que sente o seu Sr Rabo nas boxes e o triciclo Djuricic que vá aprender a jogar à bola para a equipa B. Já agora dêem-lhe umas figuras geométricas daquelas de encaixar e uns cubos com letras para ele se entreter, porque o futebol parece que o aborrece. O Braga não merecia ter saído da Luz com a derrota e só não sai com pontos porque Rafa e Alan não conseguiram acompanhar a exibição do tanque Éder na frente. Ruben Micael foi mais do mesmo. Do lado do Benfica, Enzo rebentou cedo no jogo, Matic voltou às boas exibições e Siqueira faz mais um jogo sem conseguir ir ao último terço do terreno. Estou a pensar pedir para instalarem uma guita na linha de fundo atada à cintura do Siqueira e um gajo vai puxando quando for preciso.

Porto 1-1 Nacional - 77% de posse de bola. 30 remates. 17 cantos. Caudal ofensivo maior só quando os adeptos do Porto sacaram do lenço branco da punheta no final do jogo. O Josué olhava aparvalhado para as bancadas. Os adeptos estavam-lhe a dar resposta aos piretes que tinha andado a fazer ultimamente. Aliás, este jogo o que teve mais mesmo foram piretes. O Mexer gigantezão a central? Pirete! O Gottardi a voar entre os postes? Pirete! O Licá e o Ricardo a extremos no FCP? Pirete!
Um bocado mais a sério, a 1ª parte do Porto foi, entre os 3 grandes, o melhor futebol da jornada. Nem vou falar na ausência de Moutinho porque uma equipa que faz a posse que o Porto fez não está de certeza a notar a ausência de Moutinho aqui. Acho que é mais o que o Josué não faz nas alas e as alternativas que o Porto não tem no banco para o ataque. Quem empatou este jogo não foi Rondon, foi Gottardi. 

Vitória de Guimarães 0-1 Sporting - Uma das piores exibições da época para os rapazes de Alvalade e mais um galo para os de Guimarães ao cair do pano. Rui Vitória foi para este jogo com um meio campo de combate. Barrientos e Tomané completavam o trabalho de André André, André Santos e Leonel Olimpio. O Sporting pouco ou nada se viu. André Martins não aparecia em jogo e o Adrien andou mais em tarefas defensivas do que em apoio ao ataque, com o William Carvalho a fazer um jogo um pouco abaixo do normal. O Guimarães, fruto do seu principal problema da época - falta de qualidade no último terço, Maazou só não chega - não resolveu o jogo em seu favor e Slimani, talismã de Jardim, aproveitou uma dádiva de Abdoulaye para estabelecer o resultado final. 

Rio Ave 0-2 Estoril - Ele sofre falta. Ele marca o livre. Ele protesta. Ele simula. Ele leva amarelo por simular. Ele diz que sim ao árbitro. Ele levanta-se. Ele desmarca-se. Ele corre. Ele chuta. Ele passa. Ele finta o guarda-redes. Ele marca golo. Ele é Luís Leal. Quem viu esta seca de jogo não se vai lembrar sequer do erro do Vilas Boas que praticamente ofereceu o 0-2 ao Estoril. Não se vai lembrar do monstro Tarantini que parece omnipresente em campo. Não se vai lembrar do modo Chipre do Ukra ou Braga. Vai-se lembrar do Luis Leal e dos dois golões que marcou.
só é pena que no final do jogo o Luis Leal tenha vindo cagar na boca de quem lhe paga ordenado para falar já em mudança de clube em Janeiro. Na última jornada, contra o Setúbal, quando ele falhou golos atrás de golos de forma patética não o ouvimos pedir "o salto"

Paços de Ferreira 1-0 Belenenses - Mas que seca de jogo oub'lá. Levantei a sobrancelha para este jogador que marcou o golo da vitória, o Fernando Neto. Formado no Fluminense, ao que consta fez boa pré-época no Paços mas depois não sei por que raio o Costinha nunca o meteu a jogar. Lesão ou opção? Não sei. Parece ter bom pé esquerdo o puto e realmente prova que o principal problema do Paços não são as opções para o meio campo e ataque, mas sim a defesa. Quanto ao Belenenses, quando o Tiago Silva foi substituído e sem Miguel Rosa em campo eu vi logo que ia ser um sofrimento para eles criarem chances. A equipa sem Rosa ou Tiago Silva ganha dimensão de 2ª liga.

Marítimo 3-2 Gil Vicente - Buja do Alex Soares e Marítimo finalmente de regresso às vitórias. Adivinhem? Briguel no banco, Marcio Rozario nem convocado foi! O Pedro Martins sabe muito bem que o problema do seu Marítimo não reside no ataque e então começou a mexer os cordelinhos lá mais atrás. Gegé, apesar de não me parecer nada de especial, melhor que o Márcio Rozário deve ser. João Diogo é um lateral muito limitado mas parece-me ter mais cabecinha (e pernas) que o Briguel. As coisas neste jogo resultaram e, não fosse a chouriçada do Peixoto para dentro da baliza, a vitória teria sido muito mais confortável.

Vitória de Setúbal 1-0 Arouca - O Ruben Vezo está com tanta pressa para ir para o Valência que achou que 50 minutos neste jogo estava bom! Pudera, por cada mês a ser treinado pelo Couceiro deve ter medo de ficar mais próximo de um Paulo Madeira do que de um Cohene. Mesmo o Cohene, aos 26 anos, se calhar chega ao final da época a parecer o Anderson Polga! O Arouca a jogar contra 10 criou o mesmo perigo que um velhinho com alzheimer vos criaria no jogo do stop. Tacuarita faz o resultado. Couceiro: um! Pedro Emanuel: zero!

Olhanense 0-1 Académica - Derrota compreensível dos galácticos de Olhão. Não é fácil conjugar tantos internacionais e bons jogadores de tantas nacionalidades diferentes em tão pouco tempo! Hoje foi a estreia do Seric, um gajo que já jogou na Lazio com o Dino Baggio e que hoje joga no Olhanense com o Bigazzi! Jogou ao lado do Kroldrup que já jogou na Fiorentina com o Vieiri e que hoje joga no Olhanense com o Dionisi! É difícil, Paulo Alves, é difícil. Este jogo foi um jogo com muita qualidade a todos os níveis. Estiveram umas 100 pessoas ou mais no estádio a ver o par de jarras Celestino e Lucas no meio campo da Olhanense. Uns 20 adeptos da Académica a ver Ivanildo, Magique e Abdi, na frente da ataque, a responder sempre da melhor forma aos ataques do bombardeiro Djavan. Para terminar dizer que futebol é tão lindo, estes é que o vão destruindo.

6 comentários:

  1. Estes novos sérvios do Benfica acham-se uns bombons do caralho. Vedetas de merda, e o Matic também anda com as manias.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o Djuricic tenho impressão que nem pelo Paulo Almeida passava em velocidade

      Eliminar
  2. mas pronto, eles são vítimas da táctica! O Markovic joga mal porque é encostado às alas e o Djuricic é porque jogamos em 4-4-2 e ele não é 9,5. Ele afinal é um nº10 estilo Aimar! Coitadinhos. Contra o Braga devemos ter jogado num 4-4-2 meio esquisito, é que o Lima pareceu-me mesmo mesmo mesmo jogar sozinho na frente. Se calhar só jogou sozinho na frente porque neste 4-4-2 o Djuricic não lhe apeteceu aparecer ao lado dele, nem sequer a 20 metros, nem a 30 metros dele. Foi culpa da táctica porque o génio Djuricic se lhe dissessem que era para jogar em 4-3-3 já jogava à distância correcta tipo, sei lá, ao lado do Lima!
    A sério. Agora muito a sério. No dia em que eu vir o Djuricic sair em drible do meio dum Filipe Anunciação e dum Seri e avançar por ali acima em velocidade eu digo que o homem já deixou de estar em modo David Simão e dou-lhe as boas vindas ao Benfica.

    ResponderEliminar
  3. Eu gosto dessas teorias, jogadores que só sobressai-em num específico modelo de jogo e numa única posição,não devem ter informado o Enzo dessas inovações.

    ResponderEliminar
  4. E os cruzamentos maravilhosos do Sílvio para o espaço vazio? Uma delícia. Os colegas lá da frente é que não percebem. E o domínio de bola do Rodrigo? Lindo.
    Quanto à princesinha Djuricic, até o Chano no auge dos seus 36 anos jogaria melhor.

    Mítico jogador, esse Trifon Ivanov.

    ResponderEliminar
  5. Excelente o comentário ao Olhanense-Académica. Parece que a vida dá mesmo muitas voltas...

    ResponderEliminar