quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Reflexão, Flexão

Quando o Benfica renovou com Jorge Jesus em Maio defendi a ideia da direcção mas achei que existiam várias questões que ficavam no ar. A primeira, desde logo, a provável saída de vários elementos chave da equipa como Garay, Matic ou Cardozo e a forma como a - inábil - estrutura Benfiquista colmataria as saídas. Fomos brindados, na semana passada, com uma entrevista do presidente na qual o mesmo defendia que não tinham sido vendidos jogadores para o Benfica poder continuar a alimentar o sonho de chegar longe na Champions. Surreal. Ou a direcção vive num universo de fadas e dragões ou então, confirma-se, não percebem mesmo nada da poda. Outra questão seria a forma como os jogadores reagiriam à continuidade de um homem que perdeu tudo juntamente com eles na época passada. Aqui entram dois factores ao barulho: a capacidade do treinador e equipa técnica para os motivar e a fibra de que estes rapazes são feitos. Jesus vive isolado no Benfica. Tem um braço direito competente - Raul José - e depois tem uns quantos senhores que, a meu ver, fazem figura de corpo presente - Quaresma e Pietra. Já a fibra dos jogadores parece a fibra de uns Kellogs Light, fora de prazo, moles e prontos a dar uma bruta de uma caganeira a quem os come. Observei, desconfiado, a chegada de um batalhão de sérvios. Pensei na forma como o núcleo do Luisão, o núcleo dos sul-americanos e o núcleo menos influente dos portugueses os iria receber. Como os rapazes mostravam ser jogadores interessantes, não me preocupei.

Eu pensei nisto tudo. A direcção pensou no quê? Pensou que fazia sentido orquestrar mundos e fundos (fundos, literalmente) para contratar opções para o ataque, muitas, mesmo tendo o nosso clube uma centena de jogadores com contrato e mesmo tendo esta mesma direcção investido recentemente em jogadores para esta posição. Lembrem-se que estes senhores ainda nem há muito tempo contratavam Yannick Djaló. Lembrem-se que o Benfica tem Ola John, Urreta e sub-21s portugueses como Ivan Cavaleiro ou Bernardo Silva. Mas a direcção achou que fazia sentido contratar. Contratou muito, só não gastou milhões para colmatar as posições que necessitavam verdadeiramente desses milhões. Apesar de todo o turbilhão que o clube viveu no final da época passada, a direcção achou que este era o momento ideal para introduzir uma quantidade absurda de jogadores novos.

Luis Filipe Vieira e Jorge Jesus entenderam, no início da época enquanto a planeavam, que a cisão do plantel era o melhor para o Benfica. O Cardozo tem um processo disciplinar? Os jogadores estão arrasados mentalmente? Temos jogadores nas selecções e sem férias? Momento ideal para introduzir um batalhão de jogadores no plantel! Isto... É varrer o lixo para debaixo do tapete. Se o raciocínio foi "vamos introduzir sangue novo e esperar que o corpo doente o aceite" isto é varrer o lixo para debaixo do tapete. Ou isto é... Construir uma casa pelo telhado. Se o raciocínio foi "vamos contratar jogadores tão bons que sozinhos vão carregar a equipa e fazer esquecer o resto do plantel do pesadelo passado" deviam ter-se lembrado que a casa não se constrói pelo telhado.

Jesus é um treinador espectacular e Vieira sabe disso. Mas Jesus tem limitações e Vieira ignora-as, não faz nada para as contrariar. O primeiro problema de Jesus é a comunicação. Por este motivo perdeu o plantel e não conseguiu adaptar, no timing que se exigia, tantos sérvios.Vieira e Jesus devem ter pensado que o Matic podia ser tradutor, jogador e ainda ter tempo para aprender uma nova posição no 11 inicial. Enganaram-se. O segundo problema de Jesus são os adeptos do Benfica. Os adeptos do Benfica, na sua maioria, de bola percebem o mesmo que eu percebo de cosméticos. Por este motivo Jesus inicia a época pressionado pela massa associativa, que agora comprou saquetas de exigência em pacote, juntou com água e despejou tudo a ferver em cima de um homem que se tivesse sido devida e estruturalmente apoiado, teria de certeza resultados diferentes. Há mais problemas, como a equipa técnica -- por exemplo, não se percebe como Cardozo e Fejsa, que não fizeram a pré-época no clube, são os jogadores em melhor forma. Poderia continuar a enumerar problemas, mas todos eles seriam mais ou menos abafados se este clube tivesse uma direcção que em vez de marketing, olhasse para futebol de vez em quando.

O Ai Vale Bujas fez as suas reflexões. Estes meninos do Benfica têm que começar a fazer flexões.

11 comentários:

  1. Excelente texto mas a parte final expões algumas opiniões das quais discordo e assim:

    Jesus, para mim é um treinador vulgarissimo e tu mesmo apontas aqui algumas deficiências essenciais e por isso não compreendo quando o dizes ""espectacular"" s´+ se for pelos espectaculos circenses com que nos vai divertindo e inquietando. Depois JJ devido ao seu narcisismo e egocentrismo nunca permitirá conselhos ou ""apoios"" e n em é preciso o mestrado em psicologia ou relações humanas para o concluir.

    Sim, e estranho que Cardoso e Fesja e já agora Siquera sejam os que melhores indices fisicos apresentam. Porque será ?? Tenho opinião mas eximo-me de a expor publicamente.

    Para mim Viera e JJ são um embuste e sempre o pensei e se tu dizes que muitos Benfiquistas são néscios futebolisticamente eu digo-te que a grande maioria não sabe o que é o Benfica nem Ser Benfiquista.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, Conde.

      É pá discordamos aí na questão do treinador ser vulgaríssimo. Em relação aos adeptos, não é um problema exclusivo aos Benfiquistas, é um problema dos adeptos de desporto em Portugal. Em Portugal só se liga ao clube quando o clube ganha. Compra-se bilhete para ver o clube ganhar. Quando o clube perde, as pessoas têm vergonha de dizer de que clube são. Em Portugal clubes crescem no meio do ódio (O nosso clube, felizmente, é grande desde a sua génese, é um clube de ricos, pobres, espertos, burros, etc.). Por causa disto é que estes adeptos podem ver 140mil jogos do seu clube que continua sempre a perceber o mesmo de futebol. Porquê? Porque não estão a ver futebol, estão a ver o clube de acordo com o estado de espírito e não de acordo com o que acontece no terreno. Se o clube joga bem, são os maiores, "viste aquela jogada?". Se o clube joga mal, culpa-se o treinador, os avançados que não marcam e o lateral que está mal posicionado.
      Nós temos o clube mais bonito de todos. As nossas camisolas são vermelhas, não parecem guarda-sóis da praia das Maçãs. Os nossos adeptos não mijam sentados. Temos uma história bonita, gloriosa e invejável. Isto, independentemente da equipa, seria suficiente para encher um estádio de 65mil e os pavilhões. Mas o clube do guiness dos 200 e tal mil sócios, nem metade do seu estádio enche. Não enche o pavilhão (nem em clássicos ou finais). Pior. O clube dos 200 e tal mil sócios, não tem no fundo quase sócios nenhuns. São pessoas que chegam a uma loja, compram um kit, usam umas borlas e depois, se a coisa correr bem, comprar bilhetes e merchandise. Ser sócio não é isto.

      Por isto tudo, voltando à temática "culpa - onde anda ela?", para mim em 1º lugar a culpa é dos adeptos e sócios (votaram Vieira e não participam no Benfica), em 2º lugar, ex aequo, a direcção. Só depois o Jesus e a equipa podem ser culpabilizados... Não quer dizer que não tenham também muita culpa.

      Eliminar

    2. Claro Bujas, o teu último paragrafo diz tudo e com ele concordo pois JJ não passa de um funcionário a quem convidaram. Continuo que ele é vulgar mas a culpa de ele lá estar não é dele e depois até poderia ser melhor se tivessemos uma direcção competente que o disciplinasse.

      Depois é com mágoa que realmente vejo o pavilhão às moscas e o estádio meio cheio mas penso que isso se deve mais à descrença em que dirige á a uma das muitas lacunas de Viera que é a capacidade nula de galvanização.

      Estive muitas vezes na velha Catedral (( votei vencido na Assembleia que dicidiu a sua demolição e ainda hoje penso que foi um crime. Eram já os empilha tijolos a sinhar com negócios)) com mais de 100.000 e poucas vezes teria menos de 50.000.

      Bujas andei lá muitos anos mas com esta gente não quis nem quero andar porque antes para lá irem já os conhecia bem.

      Poderia ir por aí fora mas já chega pois ando há muitos anos a repetir e a acrescentar mais do mesmo.

      Abraço

      Eliminar
  2. Ai Vale Bujas,

    Excelente texto! Mas, o problema de Jesus é pensar que sabe.

    Já agora, dá uma vista de olhos aos golos desta jornada da "Chémpións". Vais encontrar umas boas "bujas". ;)

    ResponderEliminar
  3. Boas pessoal.

    Pá o Jesus não é um treinador perfeito mas eu acho que é bastante acima da média. Digo-vos já porquê.

    1º A direcção do Benfica sempre lhe deu planteis deficientes. Se não fosse o Jesus o Vieira já tinha tremido e bem nas últimas eleições porque não existem muitos treinadores capazes de fazer as adaptações que este homem faz. Ele fez vinho sem uvas. O que fez no ano passado foi um verdadeiro milagre e não acredito que no início da época existissem muitos Benfiquistas crentes. Aconteceu o que aconteceu no fim, é certo, mas a culpa ali na minha opinião não foi do treinador. Em suma: quem tem aguentado a popularidade da direcção tem sido o Jesus.

    2º Nos últimos 4 anos, fomos 3 anos "melhores" que o Porto no relvado. Isto não desculpa o desastre de não termos conquistado títulos, mas a meu ver desculpa a total responsabilidade do treinador. A culpa tem que ser bem repartida e aqui a Srª Dª Direcção e os Sr Dr Plantel têm culpa até superior, a meu ver, à do treinador.

    Eu neste momento admito: não faço a mínima ideia sobre o que é melhor. Gostava que existisse oposição, gostava que existisse militância, queria ver mais Benfiquistas no estádio. Mas o Benfiquista é um adepto que aparece nas vitórias e esconde a cabeça debaixo da areia nestes momentos. Quem aparece agora? O Jaime Antunes?

    Se o Jesus sair não fico escandalizado... Só espero que a culpa não morra solteira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas um tipo que ganha 4M€/ano, mais do que muitos dos jogadores de top do Benfica, não tem interferência na política de contratações?!
      Bujas, alguma coisa está a falhar. Acredito que a direcção e o departamento de scouting do clube tenha referências de jogadores, mas o Jesus tem sempre uma palavra a dizer. Cá para mim ele não sabe é gerir isso tudo. Nunca na sua carreira teve tanta qualidade disponível. Há pessoas que não sabem gerir, pura e simplesmente e estou convicto de que esse é o caso.

      Qual milagre? A época passada teve 4 finais e perdeu as todas. Estatisticamente é quase impossível!

      Se tivéssemos sido mesmo melhor que o Porto no "relvado" tinhamos ganho pelo menos os jogos em casa contra eles, não?

      Concordo! O principal culpado de tudo é o presidente, pois o Jesus é o treinador dele.

      Neste momento, é aguentar até ao final da temporada. Para mim é simples, o LFV fez a promessa de 3 campeonatos em 4 épocas. Uma época já passou, logo se falhar neste ano, ou no próximo, ou no seguinte, é mandá-lo embora e com ele o seu treinador. Se o LFV mandar o Jesus embora então é porque o seu projecto foi para o galheto e também aí que se convoque eleições. Simples!

      Alternativas? Está na hora das pessoas que querem e podem ser presidentes do Benfica começarem a moverem-se.

      Eliminar
    2. Falhámos no confronto directo contra o Porto mas ao longo desses anos jogámos um futebol mais agradável. Claro que isto é sempre discutível e não passa da minha opinião pessoal e pouco importante. Para além de ser discutível é pouco importante porque não resulta em títulos.

      Contratações são também culpa do Jesus, sem dúvida, mas sinceramente eu acho que nesta época e na anterior os fundos e os negócios do Vieira tiveram um papel ainda mais importante que a opinião do Jesus. Basta veres os negócios do Ola John (Doyen Sports), Fariña, Pizzi, etc. Efeito que isto tem no plantel? O Jesus até pode ter ficado todo contente pela remessa, mas numa equipa destroçada - pelos vistos - a remessa não foi bem recebida. Acho que o Jesus tem mais "culpa" em contratações como a do Cortez ou a do Silvio... Não vou ser hipócrita porque achei Cortez boa contratação - enganei-me -, talvez por ter em mente os joguinhos que o vi fazer no Botafogo. Não estava a par do actual estado do rapaz no São Paulo.

      Eliminar

    3. PP

      É isso amigo, na mouche e só não vêm quem não quer.

      Eliminar
  4. Bujas,

    Em primeiro lugar parabens, tou fan absoluto do blog. 15-0!

    Em segundo, acho que se por um lado, concordando contigo, há coisas que escapam do poder do JJ, há de facto incompetencia em certas contrataçoes com a direcçao a nao saber o cu de bola para gerir melhor a pasta. E orgulha-se de não saber! (??) por outro, acho que ontem o que escandalizou mais o adepto não foi o ter perdido (aliás o Gordo, Vai à baliza fala disso mesmo) mas a forma como perdeu. O BENFICA (e o CAPS é por ser adepto do clube porque podia na verdade ser qualquer equipa com o minimo de historico) não pode sair para o intervalo a perder 3-0 e voltar como se o resultado fosse o inverso porque provavelmente o treinador disse "epah esqueçam porque daqui nao levamos nada e no fds temos de ir à amoreira que lixou o fcp". Isto, acho eu, alguem que me corrija, nao devia ser uma atitude competitiva de salutar, ainda por cima de uma equipa com 20 jogadores de qualidade.

    É que nem pressão houve, foi o "não saber perder" os pobres emigrantes ontem sairam da mesma maneira que eu sai no sabado passado "fdx, nos ultimos 20 m é que correm e mesmo assim é pouco. Nem dignificar a camisola conseguiram!" E já nem falo dos que foram a Paris...

    Resumindo, não pode haver tanta desconexão entre o que se quer dar e o que se dá, se vão a Paris passear que o digam que não vão como favoritos e o PSG é melhor equipa etc etc, não é depois de levar 3 secos. Pior, é que já tirou a fé aos jogadores de ganhar na Luz aos francius, mas pronto ao menos foi sincero...Um bom treinador mas pessimo comunicador e que temo nunca mais se voltar a encontrar, porque o treinador que na primeira epoca disse que o Benfica ia jogar o dobro já lá não mora, muito menos o que dizia (e ameaçava...) que o Benfica nunca poderia sofrer mais que meia duzia de golos numa época.

    ResponderEliminar
  5. Obrigado, João.

    É pá tenho que concordar com isso que escreveste. Eu ontem no início do jogo comentava com amigos que aquela equipa não parecia o Benfica europeu a que nos habituámos nos últimos anos. Não ter calo para ir ao Parque dos Princípes e dar luta? Porra até o Valenciennes este ano meteu o PSG em sentido e nem meteram autocarro nenhum!

    Renovaram com o Jesus por 8 milhões. A única explicação que encontro chama-se FC Porto para isto ter acontecido. A consequência é o que escrevi no texto + Jesus com a faca e o queijo na mão... Se correr bem, será idolatrado pelos mesmos benfiquistas que agora o enxovalham. Se correr mal, mete milhões ao bolso.

    ResponderEliminar
  6. Olá Bujas! Gosto muito deste blog, é giro.

    Só queria perguntar uma coisa:
    Onde é que arranjaste tanto estilo?

    ResponderEliminar