segunda-feira, 30 de setembro de 2013

6ª jornada 2013/14

Antes de passarmos à habitual análise da jornada, o blog Ai Vale Bujas gostaria de felicitar com veemência, os familiares de árbitros de futebol desempregados que conseguiram emprego nas últimas semanas! Menos uns quantos na estatística! Aos poucos o nosso país vai recuperando! Um abraço a todos os familiares de árbitros de futebol que o conseguiram e, aos que ainda não conseguiram, não se preocupem, as próximas nomeações não tardarão. Chegará a vossa vez.

FC Porto 1-0 Vitória Guimarães - Aniversário do Porto! 30mil nas bancadas! Moreno a titular no Guimarães! Abdulaye lesionado (true story)! Proença no apito! Caracóis de Licá ao vento! Penduricalho dos dados no carro do Fernando Madureira a abanar! Tudo montado para alcatroar o pobre Vitória mas... Ué, ué, ué, ué... Uma excelente primeira parte do Douglas e da defesa do Vitória, Moreno e tudo, anula por completo o cilindro tripeiro. Na 2ª parte o jogo é fraquinho, penalty para o Porto e mais 3 pontos rumo ao campeonato número não sei quantos. A seguir foi tudo curtir a vida loka e conhecer futuras concorrentes da Casa dos Segredos.

Académica 0-0 Arouca - Parou tudo! A defesa da Académica não sofreu golos! Leram bem. O Djavan, Capela, Dias e o mago Reiner Ferreira conseguiram deixar virgens as redes do Ricardo. Mas isto tem uma explicação. Primeiro que tudo o almoço deve ter sido pesadote e bem regado porque o jogo foi uma seca descomunal... Mas há mais. Este fim de semana fui ver o meu avô ao lar e vi lá PELO MENOS dois idosos que, de andarilho na mão, se deslocavam a uma velocidade superior à do David Simão e à do Bruno Amaro. Assim se justifica a seca que o tridente ofensivo do Arouca apanhou neste jogo. Resultado natural mas achamos que o melhor trinco da liga, Fernando Alexandre, merece mais que esta Académica. 

Rio Ave 0-3 Nacional - O Braga e o Ukra estão a fazer os possíveis e os impossíveis para irem para o Chipre em Janeiro. Achamos que estão no bom caminho. Estamos também atentos ao actual momento de forma de Mendonça que, a continuar assim, está também no bom caminho para ir para o Kabuscorp em Janeiro e para oferecer a titularidade ao Djaniny.
Excelente vitória do Nacional. A buja do Claudemir é magnífica e depois foi sitcom by Salin. Está a ganhar pontos na corrida a pior GR do campeonato. No lance do 2º golo faz uma saída ao nível do Ricardo laringe de clarinete. O 3º golo é uma ode aos parques da nossa infância. Rodriguez escorrega, Edimar baloiça e o Salin fica a brincar com as meninas ao Ioga.

Marítimo 3-4 Paços de Ferreira - É assim... Eu não quero ser mauzinho mas... Odeio dizer que nós avisámos mas... O que é certo é que avisámos. Já fizemos o trabalho de muitos treinadores neste blog e os resultados estão à vista. O Belenenses desde que começou a deixar o Paulo Jorge no banco começou a mostrar resultados. O Marítimo quando deixou o Briguel no banco mostrou resultados. O que é que sucede neste jogo? Briguel titular. Não queremos ser mauzinhos mas factos são factos. 
A prova da sapiência suprema do blog Ai Vale Bujas é este jogo mesmo. Sabem o resultado do encontro no minuto 56? Marítimo 2-2 Paços. Sabem o que acontece neste minuto? Mr 30 milhões substituído. Resultado final já sabem. Leiam as crónicas deste blog e façam as contas. Nós damo-vos OURO. Ouro.
Gabarolice à parte, grande jogatana na Madeira. Os cérebros dos defesas madeirenses pareciam congelados Pescanova e a prova disso é o golo do Caetano e o golo da vitória do Paços. Grande buja do Manel Zé. Parabéns ao nosso treinador favorito: Costinha! Nunca nos viram gozar com ele! Nunca!

Olhanense 1-2 Estoril - Estádio quase cheio, só faltaram vender 29500 lugares para esgotar a nova casa do Olhanense! Foi graças a este ambiente hostil que os jogadores mostraram toda a sua raça e tornaram a 1ª parte num jogo de caça à caneleira onde futebol que é bom, nicles batatóides. Este meio campo do Olhanense é medonho. O Rui Duarte já tem idade para estar no Pinhalnovense a mamar imperiais com o Rui Baião. O que safa o espectáculo é o Celestino que dá gosto vê-lo tentar jogar à bola. O Estoril chegou à vitória com naturalidade, mesmo jogando lentinho a pensar na Europa. Não fosse uma chouriçada, como diz o Rui Vitória, e o Olhanense tinha mais uma vez ficado em branco. Temos pena que a equipa do Abel Xavier comece a mostrar sinais de se estar a ir abaixo. Aqui o blog continua a acreditar nos galácticos de Olhão!

Benfica 1-1 Belenenses - O Belenenses chegou à Luz com um novo relatório e contas para o Benfica. Menos 2 pontos? Nada disso! Mais 1 ponto! É que este empate e a choradeira directiva no Benfica vão fazer com que a equipa comece a fazer exibições de raiva! Isto foi tudo estratégico para agora o Benfica começar a ganhar. Mas vamos ao jogo...
Rua Jesus! Porquê? O Jesus tratou de voltar a apostar no Cortez e mais uma vez o golo é sofrido por culpa dele. Porquê? Minhas bestas vejam bem quem é o jogador que está entre o fiscal que devia ter invalidado o golo e o Fredy. Claro! É o Cortez! É o Cortez quem tapa a visão do auxiliar e torna isto tudo possível.
O Benfica não fica atrás do Sporting em nada! (Só em pontos mas...) O Sporting tinha o Missé Missé? O Benfica este ano tem Lima "o mosca" Tsé-Tsé. O mister Jesus, claro, burro, continua sem saber o que é a doença do sono! Além disso o Jesus só desperdiça activos valiosos do clube. Vejam bem o que o Marco Silva está a fazer com o Balboa e o que o Jesus está a fazer com o Markovic! O Markovic foi claramente picado pela mosca Lima. 

Braga 1-2 Sporting - Duas equipas cheias de internacionais portugueses, todos eles tão bons, subiram ao relvado do Estádio Axa para saudar os 15 mil espectadores que animadamente gritavam impropérios uns aos outros. O jogo começa com o Custódio e o Eder a jogar ao sério, com o Montero a aparecer entre os dois para inaugurar o marcador. Segue-se a resposta natural do Braga, encostando no Sporting e preparando a ultrapassagem com uma buja de Alan. Surge então a ultrapassagem mas.. Alto e pára o baile! Camião TIR Aderlan Santos, em sentido contrário, surge a cantarolar "sou camionista, sou o maior, tenho a minha autopista onde sou rei e sou cantooooor" e pronto, Braga esmagado contra o alcatrão, vidros por todos os lados e o Ruben Micael. Sim, que tem? A frase acaba ali em Ruben Micael. Algum mal?
Foi uma questão de tempo até o Cedric mandar uma valente buja para dentro das redes do extraordinário internacional português Eduardo.


Setúbal 2-2 Gil Vicente - Ainda o Hugo Miguel mal tinha apitado para o início do jogo e já o Adriano Fachini se armava em Randy Orton em cima dos seus defesas, oferecendo o golo que inaugura o marcador ao Rafael Martins. Mas o wrestling não ficou por aqui! Uns escassos minutos volvidos e o Cohene tenta imitar os famosos pontapés do Shawn Michaels, falhando na bola e oferecendo o golo ao Bruno Moraes para o 1-1. Mas a coisa não ficava por aqui. Os erros defensivos sucediam-se dos dois lados e o lance que coloca novamente o Vitória na frente é mais uma sitcom by defesa gilista. O Rafael atrasa a bola para o Fachini. O Fachini ataranta-se todo, perde a bola, o Pecks fica a fazer de homem estátua, o Setúbal marca e o Fachini levanta o braço a pedir fora de jogo à Quim. Entretanto nas bancadas gritava-se "está tudo a dormir!", mas o Gil não estava! Foi para cima do Setúbal e o 2-2 é o resultado normal para um jogo animado, cheio de erros defensivos.

terça-feira, 24 de setembro de 2013

11 Pé de Barrote Nº5


Esta semana optámos por uma variação táctica que beneficia o equilíbrio defensivo da nossa equipa. Fomos ao passado recuperar uma posição da qual temos muitas saudades! O líbero! E quem melhor para ser o líbero da nossa equipa do que um jogador que consegue impedir o Luís Leal de ir isolado para o golo? Se pensaram no árbitro enganaram-se! Otamendi! 
O equipamento é o do Beira-Mar do Dino. Saudades do Estádio Mário Duarte. Mítico gradeamento.   

sábado, 21 de setembro de 2013

5ª jornada 2013/14

Arouca 0-1 Braga - O jogo pelo qual todos esperávamos! A deslocação do Ruben Micael ao estádio do Arouca, estádio que nem água quente deve ter! Bem feita para o Ruben Micael. A fantástica constelação de jogadores internacionais portugueses portou-se bem mais uma vez e venceu a partida. Curiosamente um dos poucos que não é internacional português, Aderlan Santos, foi quem desbloqueou a partida com uma espectacular buja para dentro das redes do Cássio. O Carlos Carneiro mandou logo uma SMS ao Costinha a dizer "tenho a certeza que esta o Degra defendia" à qual o Costinha respondeu, também por sms, "estou a conduzir, não posso responder agora". Gostámos imenso da exibição do Joãozinho, principalmente naquele excelente desarme por volta dos 75 minutos, pleno de timing na chegada às pernas de Ceballos e temos a certeza que o Paulo Bento tem ali o substituto ideal para o Coentrão. Grande arbitragem de Marco Ferreira. Mais uma vez vitória sem espinhas do Braga, zero borra, jogam muito.

Gil Vicente 1-1 Olhanense - Mais um jogo dos galácticos de Olhão, mais danças zulu do Ricardo. Ou então se calhar não é uma dança zulu... Sempre que a bola chega a um extremo, o cagalhão começa a descer pelo intestino do Ricardo com medo do cruzamento que se avizinha. Ou são danças zulu ou então é ele a abanar-se a ver se o cagalhão cai para o chão e não fica retido nas cuecas. Neste jogo foi interessante ver o imperial Pecks a abafar o Mehmeti por completo. Melhor central da liga! O Abel Xavier vai ter muito trabalhinho pela frente. O João Ribeiro está no ponto para ir para o Chipre. 

Belenenses 1-0 Marítimo - Dois treinadores que claramente lêem o nosso blog. Já há muito tempo vínhamos aqui alertar para os patetas laterais direitos que estas duas equipas tinham como titulares - Briguel e Paulo Jorge -, ora, o que é que estes 2 misters fazem? Deixam-nos no banco. Resultado: grande espectáculo de futebol com o Belenenses a conseguir a primeira vitória da época. Mais uma excelente exibição do Miguel Rosa que juntamente com o João Pedro pirilaram bem a defesa maritimista. Agora uma palavra para o menino Fidelis. Fidelis, tens alguma coisa contra o Palácio da Ajuda? Fez-te mal? Não bastou o incêndio em 1794 que destruiu metade e tu com aquelas 2 bujas querias destruir o resto? Não se faz, Fidelis!

Sporting 1-1 Rio Ave - O Xistra era um árbitro. Um dia destes foi apitar um jogo e no dia a seguir só se falou de futebol. Caiu da cama, acordou do sonho todo atarantado, bateu com a cabeça no chão e morreu. Nunca mais apitou na vida. Macabro! Estou a brincar! Está vivo e bem vivo! A fazer das suas! Passou a tesão do mijo ao Sporting e voltaram as exibições típicas mas, muito sinceramente, contra a equipa do Ukra nunca pensei que isto fosse acontecer. O Rio Ave está com uma defesa engraçadita até, mas a forma em que o Braga e o Ukra se encontram faz-me lembrar a forma do Sinama Pongolle. E o Rinaldo? Ou Reinaldo, ou Rinalde, ou o caralho? Que jogador meu Deus. Foi um dia capitão do Sporting. É sempre bom ter um Reinaldo no balneário. Que o diga a Ágata. Quando o Rio Ave fez o empate e o Nuno Espírito Santo mete o Roderick em campo vimos logo que o Sporting não tinha a mínima hipótese de voltar ao jogo. Se há coisa na qual o Roderick é especialista é em segurar resultados.

Nacional 1-0 Académica - Calma aí que eu ainda me estou a rir com o que o Zainadine fez no lance do 1-0. A Académica alinhou com João Dias, Aníbal Capela, Reiner Ferreira e Djavan de início! Quando este quarteto joga, é sitcom garantida. O Mateus esteve terrível neste jogo e se não fossem os falhanços do menino, o Nacional não tinha sofrido toda aquela tremideira no final do jogo. Diz que anularam mal um golo à briosa mesmo no finalzinho.

Vitória Guimarães 0-1 Benfica - Quando vimos que o Moreno não era titular percebemos imediatamente que as coisas hoje não iam ser fáceis para o lado do Benfica... Mas o Moreno não foi titular porque foi ele que foi incendiar uns "eucaliptos" da Jamaica ao lado do estádio, que provocaram uma data de danos no jogo. O menino Moreno tem jeito é para estas coisas, para futebol é zero. Então o que é que acontece? Primeiro o fiscal de linha começa a inalar estes fumos, fica com a visão toda turvada e assinala dois offsides ao Enzo que o isolavam. Depois o Djuricic, que já não consumia disto desde o ano passado, passou o tempo a curti-la com o Markovic. A Sport TV fica toda Bob Marley, nuns lances mete zoom, noutros não há câmeras, depois o Luis Freitas Lobo, bate-lhe o amor e passa o tempo todo a dizer "grande jogo de primeira liga"... Mete-se o intervalo e começa a dar a fome aos jogadores. Ora, tendo fome, dá-se fruta. E assim foi. Era ver o Siqueira a distribuir maçãs nas pernas dos adversários, o Addy entretanto manda um pêssego no Enzo e vai para a rua e depois surge um senhor chamado Marco Matias a fazer de banana, que tenta fazer de Guarda-Redes num remate do Cardozo e que mete a bola dentro da baliza. Estão a ver o nível de moca? Mas calma, o futebol jamaicano de influência dadaísta ainda tinha muito para dar, vai daí o Benfica lembra-se de adormecer e os meninos começam a querer montar um quadro à Kurt Schwitters, todo estúpido e mal amanhado, só que o Guimarães não teve a sorte de ter um Lima a enfiar umas meias nas mãos a fingir que era o Artur. Entretanto acaba o jogo e o Jesus, não contente com os fumos do eucalipto, mete umas cenas mais agressivas e mais típicas da América do Sul, terras de Erwin Sanchez, por exemplo. As imagens que surgiram na Sport TV fariam corar qualquer ultra do Partizan de Belgrado. Grande Jesus.

Estoril 2-2 FC Porto - Resolvi meter este jogo a vermelho porque quem o ganhou foi o Jorge Jesus. Ainda nem o Porto tinha ido à baliza do Estoril e já o Jesus fazia das dele. Ele era ver o Jesus a cortar bolas com a mão dentro da área do Porto, ele era ver o Jesus a fazer uma falta no Luís Leal quando ele se ia a isolar, ele era ver o Jesus a mandar calduços no presidente da AF Lisboa, enfim, uma vergonha pegada. Como se não bastasse, vejam bem o ridículo disto, vocês vejam bem: marcaram um penalty CONTRA o Porto. Contra o Porto, leram bem! Mas calma, revoltem-se mais ainda meus azeiteiros da Rebordosa: mal assinalado. Eu vou agora tirar os dedos do teclado e vou dar uma volta para apanhar ar porque me encontro extremamente revoltado. 
Pronto. Já estou mais calmo. Vou agora agarrar no telemóvel e vou perguntar ao meu amigo Litos de Canidelo se o Saxo já saiu do mecânico... Está na hora de reunir tropas e marchar ao Sul. Já estou a sentir a união aqui no lagar de azeite, estamos no ponto para fazer mais uma época de ódio cerrado aos do Sul. Não se esqueçam de chorar todos um bocadinho pelo apoio do Sporting que isto não é só mandar para lá Cleytons, também temos que ter retorno. Somos Portó!
parêntese para futebol: o Estoril deu um bailarico no Porto. Até o Balboa fez gato sapato do Alex Sandro. Grande exibição do Vagner.
parêntese para tripeirices: giro terem escolhido um árbitro envolvido no processo apito dourado, suspenso por 20 meses. Não é só giro escolherem-no para um jogo do Porto. É giro ele arbitrar - ponto final. A alcunha do Rui Silva, em Vila Real, é corrupto. É adepto ferrenho do FCP, doente mesmo e a alcunha DESDE PUTO é Rui Corrupto. 

Paços de Ferreira 1-1 Vitória Setúbal - E pagarem-me ordenado? Tive que ser eu a fazer a papinha toda ao Costinha e a explicar aqui no blog, por A+B, porque é que o Degra é um cepo? Enfim. Não fosse o Degra ter sentado o cu no banco e o Setúbal do grande Zé Mota tinha mais 3 pontinhos e o nosso treinador favorito continuaria com 0 pontos. E o Sérgio Oliveira? Vamos falar um bocado nele? Aquele livre ali quase a terminar a 1ª parte que mete a bola em órbita, que mel. Sei que sempre sonhaste com uma carreira de astrónomo. Só um astro como tu para teres uma cláusula de 30 milhões! Este é outro, como o Degra, que se não tivesse sentado o cu no banco tinha sido ele a marcar o livre e a bola em vez de bater na barra, para assistir o Ricardo, tinha batido num anel de Saturno. Foi uma boa jogatana no regresso à Mata Real. 

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

EUROPA, Fase de Grupos, 1ª Jornada


Benfica 2-0 Anderlecht - Lá teve que ser o Benfica a desmamar este Anderlecht que vinha todo fanfarrão para a Europa. Nem com os hooligans se safaram. O Fecha, Fejda, Feijo ou lá o raio, andou o jogo todo de cabeça no ar a controlar a criançada do Anderlecht e o resultado fez-se sem o Matic se cansar muito. É graças a este Benfica de Jesus que Portugal está quase a apanhar a Itália no ranking da UEFA, ou seja, é graças ao Jesus que vamos poder ver equipas como o Paços deste ano a espalhar os loles por esses relvados fora. Ai que saudades duma eliminatória estilo Sporting vs Bayern... 

Austria Viena 0-1 Porto - O Porto conseguiu igualar o resultado que o FC Pasching fez em Maio do ano passado quando pirilou o Austria de Viena na final da Taça. Os meus parabéns ao Porto que só não perdeu pontos em Viena porque o Roland Linz está a jogar na Tailândia em vez de jogar no clube que lhe compete. O Porto sempre teve boas lembranças da Áustria... Foi a final da Champignons. Foi o Arnold Wetl...

Fiorentina 3-0 Paços de Ferreira - "Fizemos um bom jogo na minha opinião". Não, não foi o criador do GTA V que disse isto! Foi o... Costinha. O Costinha fez 7 bons jogos esta época. Perdeu-os todos. A combinação Costinha+Maniche aliada aos ex-FCP Sergio Oliveira+Seri está-se a revelar uma aposta certeira! Estamos a adorar cada minuto deste Paços e esperamos, com muita força, que isto continue o máximo de tempo possível. O Paços ainda não tem o que merece.

Estoril 1-2 Sevilha - Excelente resultado tendo em conta que o Estoril jogou fora! Os espanhois, não conseguindo invadir Portugal, optaram por invadir o pobre Coimbra da Mota e conseguiram. Foram milhares a assistir a um bom jogo de futebol, onde até o Balboa e o Seba jogaram bem, em que o resultado mais justo seria provavelmente o empate.

Vitória Guimarães 4-0 Rijeka - O Vujacic ou o Sretenovic jogaram no Rijeka? Não... O Kralj foi titular? Nope. O Pranjic, o Dudic ou o Buturovic eram os laterais? Não senhor. O Spehar ou o Krpan eram os pontas de lança? Parece que não. Então como é possível uma equipa com o Moreno a titular ganhar 4-0 numa competição europeia? Não vou pensar muito no assunto. Fico-me só a rir mais meia horinha com o lance do 1º golo. Parabéns ao Vitória!

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

11 Pé de Barrote Nº4




Esta semana, quando percebemos que os maiores artistas tinham sido centrais, resolvemos adaptar a táctica à equipa e chamámos o Pedro Emanuel para fazer um daqueles autocarros que ele costumava estacionar na Luz.
O equipamento é em homenagem às peixeiras da Naval que este ano já tiveram que ver a sua equipa empatar com o Pampilhosa e com o Sourense.
Uma achega ao menino Cohene que sei que lê o nosso blog. Desta vez escapas mas só porque ainda acreditamos que tens valor para o Real Madrid. Melhor que o Pepe és de certeza. Da próxima vez que o Mota te meter a jogar ao lado do François, diz que te esqueceste da lancheira em casa, leva o Tacuarita e fica lá com ele a ver a Navegante da Lua. Navegante da Lua é como quem diz... O Pecks ou o Nuno André Coelho.



Pontapé Canhão Nº2 - Isaías

ISAÍAS

Alcunha: O Profeta



Falar de Isaías sem falar daquela dança inolvidável em Alvalade é como ir a Roma e não ver o Papa. Agora que as hostilidades estão abertas passemos a falar um pouco mais deste senhor, que tinha uma buja de se lhe tirar o chapéu.

Nenhum especialista em futebol no Mundo nos saberá dizer com rigor a posição do Isaías (a resposta “certa” será: “do meio-campo para a frente joga em qualquer lado”).

A carreira deste “todo-o-terreno” brasileiro, nascido em Vitória do Espírito Santo, começou no Cabofriense onde apenas passou uma temporada, tendo sido contratado pelo Rio Ave, não pelo Jorge Mendes mas pela mão do treinador brasileiro Mário Juliatto. Não foi fácil brilhar numa verdadeira equipa de cepos como Moke, Dema, Maravalhas, Lourival ou Antero, mas Isaías destacou-se e, apesar da época ter acabado com a descida dos vilacondenses, Isaías deu o salto para o Boavista.

No Bessa a música era outra, não era assim tão fácil pontificar num plantel recheado de estrelas: Hubart, Alfredo, Frederico, Agatão, Phil Walker, Casaca, Jorge Andrade, Juary, Chiquinho Carioca, João Vieira Pinto… Ainda assim, o “Profeta” ajudou a equipa axadrezada de Raúl Águas a chegar ao 3º lugar do campeonato de 88/89 e a um menos brilhante 8º lugar em 89/90. Quem estava atento era Sven-Goran Eriksson que foi pescá-lo ao Bessa.

A primeira época na Luz, apesar de acabar com um título de campeão no bolso, é discreta para Isaías. Marca apenas 6 golos, o que leva o exigente 3º anel a olhá-lo com desconfiança, tamanhas eram as bolas rematadas pelo brasileiro para aquelas bandas. O momento de viragem dá-se em Highbury Park, na 2ª mão do “playoff” da edição experimental da nova Taça dos Campeões (agora Liga dos Campeões): depois do golo na 1ª mão (1-1) o brasileiro arrancou para um jogo soberbo em Londres, onde fez dois golos e permitiu ao Benfica entrar na fase de grupos da Liga dos Campeões. A partir daí as dúvidas acabaram-se e o Profeta conquistou os benfiquistas época após época, mesmo que “precisasse de rematar 10 vezes para marcar um golo”.

Possuidor de uma buja invejável, quer de pé direito quer de pé esquerdo, ficam para a história jogos e golos marcantes como “aquele” golo no Bessa, o bis no 3-6 em Alvalade, as duas bujas nas Antas e por aí fora. Foi peça fundamental na conquista de dois campeonatos e uma Taça de Portugal nesse início dos anos 90 no clube da Luz.

Ainda assim a sua 5ª e última época no Benfica não foi fácil e nem os 15 golos marcados na época 94/95 mudaram a decisão do seu treinador Artur Jorge, mononeurónio, que fez questão de o despachar sem honra nem glória do clube. Voou para Inglaterra, onde fez duas épocas discretas no Coventry, antes de regressar ao campeonato português, ingressando no Campomaiorense, onde consegue ser o 3º melhor marcador do campeonato aos 34 anos, com 14 golos.

Em 99 volta para o “seu” Cabofriense, jogando duas épocas e passando ainda outras duas pelo Friburguense, retirando-se em 2003. Ainda hoje é um dos jogadores mais adorados por uma geração de benfiquistas, graças à sua raça dentro de campo mas, principalmente, graças às suas bujas mortíferas e certeiras.

Mito urbano: o Fernando Couto (sim, o central cabeludo) não gosta de sopa. Reza a lenda que, sempre que vai a casa da sogra, esta para o “agradar” faz sempre uma sopinha de caldo verde bem apetitosa, com rodelas de chouriço e tudo! Consta-se que a sogra, mal ouve as primeiras resmunguices do menino Fernando em relação a tal prato, lhe diz sempre: “Come a sopa senão chamo o Isaías.” E o Fernando come.

“Ah e tal isso são balelas”. Ai é? O AiValeBujas? mostra-vos os melhores momentos:


domingo, 15 de setembro de 2013

4ª jornada 2013/14

Braga 3-2 Estoril - A nossa liga tem árbitros verdadeiramente extraordinários e João Capela é um deles. Na 1ª parte este artista expulsa o Baiano e assinala penalti a favor do Estoril. O Baiano é bem expulso mas acontece que a falta... É fora da área. Vai daí ao intervalo alguém lhe lembra que o Estoril vai jogar contra o Fêquêpê para a semana e começa o festival. Assinala outro penalti noutra falta fora da área, como brinde ainda expulsa o Yohan e a seguir ainda manda o Gerso para a rua por uma suposta agressão. A boa notícia para os Benfiquistas é que para a semana jogam com o Guimarães, que na jornada seguinte defronta o Fêquêpê (começa já a preparar a táctica para jogares contra 9, Jesus!). Voltando ao jogo, temos que salientar 2 coisas: Baiano e Nuno André Coelho. Sim, coisas. O Baiano consegue a proeza de ser expulso com 15 minutos de jogo. É sempre de louvar. O Sr Nuno André Coelho, jogador de selecção nacional, conseguiu a proeza de, com o Braga a jogar 10 vs 9, mamar uma cueca de todo o tamanho do L.Leal que dá o golo ao Sebá, depois disso fica à procura da pinhata enquanto vê um cabeceamento a ir à barra e, não contente, no último lance da partida, fica a marcar o fantasma do Odair e o Evandro só não marca o golo do empate porque o próprio fantasma se encarregou de ir lá trocar-lhe as voltas. Sim, senhor. Mais uma vitória do Braga sem borra nenhuma.

Olhanense 0-2 Sporting - Anda aí muita gente maldosa a falar nos golos em fora-de-jogo do Montero e não sei quê... Meus amigos, o Sporting jogou contra o Ricardo! Querem mesmo falar de arbitragens? E que tal falarmos do laringe de clarinete que quando se sai à bola num cruzamento... Trava Abílio! A sério. Vejam o lance e vejam a dança Zulu que o Ricardo faz antes da bola cair na cabeça do Montero. É espectacular. Ou falar no lance do 2º golo do Sporting em que o Ricardo recorda a sua infância na Fonte da Telha, a estender a toalha e a fazer castelos na areia. Eu acho que isso sim é de valor. Também podíamos falar no metro e noventa de Vítor Bastos e nos seus cabeceamentos descontrolados. Mas não, é mais giro falar no Olegário, não é? Já não bastam os pais que de tantos nomes disponíveis lhe chamam Olegário e vocês ainda querem calcar mais? Porque é que o Olegário ainda é árbitro? É mais ou menos o mesmo motivo do Costinha ser treinador?

Nacional 0-1 Arouca - Jogo à porta fechada mas como nós aqui no blog somos omnipresentes, contamos-te tudo o que precisas de saber sobre este jogo. Precisas de saber 2 coisas. A 1ª é que o Cássio que no ano passado era do Paços agora está no Arouca a fazer o que os guarda-redes fazem: defender. Isso faz com que o Carlos Carneiro esteja a esta hora a dar no Jack Daniels para se esquecer que o Degra existe. A 2ª é que no ano passado as peixeiras tanto insultaram o Targino que agora tinha que vir um preto vingar outro preto. Ai o Pintassilgo é branco? É? Então vê lá esta imagem
para os estúpidos que têm a mania que percebem de zoologia fiquem a saber que os melros são primos dos pintassilgos. filhos da puta.

Setúbal 2-4 Marítimo - Futebol espectáculo. Emoção. 3 mil adeptos nas bancadas. Ruben Vezo suspenso dá origem a François a titular e... Toma lá 4. Isto só pode ter uma explicação. O François, que jogava na equipa chinesa do Jaime Pacheco, trouxe de lá uma gripe qualquer marada porque hoje até o Cohene, que era titular no Real Madrid de caras, parecia eu quando estou com anginas. Ele e todos! O José Mota, a mãe do Setúbal, hoje vai ter que fazer muito chá com mel e limão. Grande buja do Heldon no 1-0.

Académica 2-1 Belenenses - O Paulo Jorge lesionado e o Belenenses em vez de aproveitar deixa-se duartegomizar (verbo que inventei agora). É que se não fosse o golo que dá o empate ter sido em fora de jogo e a expulsão do Kay ter sido oferecida, eu queria ver a Académica com o Aníbal Capela e o Djavan ganhar este jogo... Ainda por cima o Deyverson foi expulso por ter pontapeado o Capela, uma coisa que todo e qualquer mancha negra sonha fazer. Não se compreende. Enquanto houve jogo propriamente dito, o Miguel Rosa e o Tiago Silva tourearam à ribatejana, qual Sérgio Conceição contra a Alemanha.

Porto 2-0 Gil Vicente - Uma tremenda injustiça. O melhor central da liga, Pecks de seu nome, merecia muito mais que isto por tudo o que fez neste jogo! Estou mesmo revoltado! A sério! No 1º golo do Porto vê-se perfeitamente um movimento breakdance que se fosse a concurso era vencedor pela certa. No 2º golo este herói faz um corte no cruzamento e depois precisa de um bocado de tempo para se recompor. Não é só chegar ali, cortar e voltar ao jogo. Não. É preciso fazer o corte, depois sair um bocadinho até fora das quatro linhas ver se o primo Eurípedes está na bancada, dar dois pulinhos só naquela, depois checkar a ver se o Peixoto já não está agarrado ao joelho porque podem ser precisos pensos, depois tentar ler o nome do guarda-redes porque pode ser preciso avisá-lo que a bola vai na direcção dele e não convém chamar-lhe Adriano Fognini, perceber que agora é para dançar o Vira do Minho, etc. Quando o nosso Pecks acabou todas as tarefas a bola estava dentro da baliza do Gil Vicente, mas não se podem apontar culpas ao homem. Clonem o Pecks e vão ver. 

Benfica 3-1 Paços de Ferreira - "perdemos, mas ao menos marcámos um golo" Palavras do nosso favorito: mister Cos-ti-nha! Ó Costinha, contra os laterais esquerdos do Benfica até o Deyverson marcava golos nos treinos... Mas adiante... O Cortez hoje não jogou e todos se preparavam para queimar o novo lateral, Siqueira, que é um nome que traz logo más vibes para os lados da Luz. Siqueira faz lembrar sequeira e se há coisa que os adeptos do Benfica não gostam é de secas: morrem de medo de uma seca de cerveja, vivem uma seca de títulos e passam secas sempre que vão ao banco tentar desbloquear mais crédito para pagar Benfica TV, quotas, bilhetes, cachecóis, entradas no museu, cuecas do Benfica, porta-chaves edição 1904, bandeira Cosme Damião e t-shirt Eusébio. Mas Siqueira vai ser quando forem todos a Fátima pagar as promessas que já andam a fazer de Benfica campeão...
Adiante... Quando todos se preparavam para queimar Siqueira eis que surge Fejsa e lixa os planos de toda a gente. É que ninguém, ninguém mesmo, sabe dizer o nome do homem. Então o jogo foi passado na sua íntegra a tentar adivinhar como se pronuncia Fejsa. Fecha? Feza? Feça? Feja? Fejeça? Feiça? Felha? Filha? Enfim... 90 minutos de linguística sérvia em vez de 90 minutos a cascar no lateral esquerdo ou no Cardozo. Por favor, Rui Oliveira e Costa, ilumina-nos para não mais falharmos. 

Rio Ave 0-1 Guimarães - Uma ventania desgraçada. Um golo dum jogador chamado André André aos 88 minutos (a 8ª letra do alfabeto é H, HH, Heil Hitler). Um treinador que mete o Roderick no banco para não dar estrilho mas mesmo assim o Roderick consegue ver um amarelo, sem calçar. Chegar à bancada dos gelados e não haver Calipo. Enfim, um pesadelo para o pai Jorge Mendes, o filho Roderick e para o Espirito Santo.


sexta-feira, 13 de setembro de 2013

O Boné do Paços está de volta!





E o Ai Vale Bujas? sempre na vanguarda da informação, informa os nossos estimados leitores que é a empresa ASC - Engenharia e Construção, quem garante no futuro o espaço publicitário nos míticos bonés do Paços.
Mas José Mota há só um e nós propomos a Costinha, um treinador muitos furos abaixo do nosso querido Mota, que opte por um tipo diferente de boné. Sugerimos o boné do Scumbag Steve que é para poderem fazer milhares de milhões de dezenas de memes a gozar com o Costinha do estilo:

"pega numa equipa da Champions - luta para não descer"
"5 milhões de médios centro no mundo - Sérgio Oliveira a titular"
"treina a equipa dos castores - leva ele com as madeiradas"
"sou do Sporting desde pequenino - bora lá jogar ao Dragão com o Zenit"
"faz 5 jogos oficiais com o Paços - perde tudo, diz que está feliz com a maneira de jogar"
"tinha o Cássio - Degra? Argentino? AEL Limassol do Chipre? Lol que borla"
"Cícero a ponta de lança - Mandem-no para o Cazaquistão, vamos buscar o Carlão"
etc


sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Tutoriais para Totós - Nº3

Como contratar um lateral esquerdo para o Benfica?

Toda a gente sabe que a culpa de todas as derrotas do Benfica, desta e de épocas anteriores, é sempre do lateral esquerdo. Um exemplo disso foi o golo marcado pelo Gil Vicente este ano na Luz. Pirilice do Maxi Pereira, está certo, mas que com um lateral esquerdo adequado que não faça os 100 metros barreiras à velocidade dum Paulo Almeida, tudo ter-se-ia evitado facilmente.

No entanto, comprar um bom lateral esquerdo é tão fácil quanto nos fazermos passar pelo neto de um velhinho qualquer com Alzheimer... Ora vejamos:

1º Não pode ser feio. O jogador tem que ir aos confins do adepto Benfiquista e descobrir lá lantejoulas perdidas ou uma nesga de Cláudio Ramos por baixo duma unha do pé. O adepto tem que olhar para o nosso lateral esquerdo e os seus olhos têm que brilhar, tem que se formar ali uma conjugação cósmica que lhe desperte uma atracção homoerótica.
É fácil comprovar a razão do aivalebujas neste capítulo. Atente-se ao olhar sedutor de Leo ou Coentrão em contraste com o dos nossos amigos Cortez e Emerson:


 

2º Contratar um central cepo para jogar ao lado dele OU vender o Garay e dar a titularidade ao Jardel.
Quando perguntas a um Benfiquista qual o melhor lateral esquerdo pós 93-94 a calçar no Benfica nos anos 90, todos te respondem "Scott Minto". Acontece que o Scott Minto jogava ao lado de épicos do futebol encarnado como Jorge ou José Soares, Ronaldo e Paulo Madeira. Meus amigos, por contraste com estes rapazes o Cortez era um Roberto Carlos, ok? Então é muito simples: METAM O JARDEL! Vão ver que quando comparado com o trabalho defensivo do Jardel o vosso lateral vai brilhar ao nível de um Coentrão! Então se ao lado estivesse um Roderick, jazus, tínhamos aqui lateral esquerdo para fazer carreira. 

3º Se possível, escolher um jogador natural de um país que não figure na seguinte lista:
- Brasil (Emerson)
- Marrocos (El-Hadrioui)
- Portugal (Jorge Ribeiro, César Peixoto, Quim Berto, Cabral, Miguelito, etc)
- Itália (Pesaresi)
- Inglaterra (Steve Harkness)
- Chile (Escalona)
- Paraguai (Rojas)
- Roménia (Sepsi)
- Argentina (Shaffer)
Assim evitam logo que o vosso jogador seja o novo Emerson, novo Sepsi, novo Pesaresi, etc

4º Selecções sub-21. Os adeptos do Benfica adoram camadas jovens pelos mais variados motivos. É raro terem jogadores da formação na equipa principal. Como é raro... O Miguel Rosa é uma vergonha ter ido para o Belenenses. O Cancelo é um Cafu que está para ali escondido. O Lindelof é o novo Thern. Até o Carole ainda hoje é visto por muitos como um rapaz que dava uns toques na bola! Isto porquê? Então, porque se era internacional pelas camadas jovens francesas, é porque é bom! Lembram-se do Wass? As saudades que esse escandinavo deixou na Luz!

5º O Preço. Depois de terem identificado o alvo está na hora de ir negociar com o clube dono do passe do atleta. Nunca contratem um lateral por menos de 5 milhões ou por mais de 7,5 milhões. Se custa 8 milhões está tudo tramado. Esse foi o "preço" do Roberto e 8 milhões seriam negociatas com certeza. 2 milhões e picos? É porque gastam tudo em extremos e não sobra para laterais. Custo zero? É o Marc Zoro que aí vem. Já sabem, o valor para não levantar estrilho é ali entre os 5 e os 7,5 milhões. 

6º  O Psicólogo. Pronto, agora que já escolheram o rapaz, pagaram e ele é nosso jogador, temos que contratar o psicólogo que vai ter que andar diariamente com o nosso lateral e ser o seu amigão. O Raminhos é o primeiro nome que me vem à cabeça... Manda umas larachas. É benfiquista. Mas numa abordagem mais profissional se calhar não era mal pensado escolher o Gabriel Alves para desvendar os mistérios do futebol português ao nosso lateral. Assim quando o rapaz for jogar a Alvalade no inverno já sabe que em vez de pitons de alumínio tem que levar galochas. Dizer-lhe que não há água quente no Estádio do Arouca e que em Olhão é preciso ser muito forte mentalmente para não passar a tarde toda antes do jogo a mamar patinhas de sapateira com pão. Tudo coisas muito úteis e que no fim fazem a diferença.







terça-feira, 3 de setembro de 2013

11 Pé de Barrote Nº3


Esta semana o 11 Pé de Barrote veste como os estudantes em homenagem à Académica de Pedro Roma, Sérgio Cruz, Mounir, Abazi, Rocha, Mickey, Vargas, Akwá, João Tomás, Pedro Lavoura, Dário e o mítico Febras.

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Pontapé Canhão Nº1 - Dinda

DINDA

Natural do estado de Sergipe no Brasil, não foi longa a viagem desde o campo da bola das Laranjeiras até ao campo do Náutico, no Recife. Cresceu com Bizu e Nivaldo no Náutico, numa das melhores participações de sempre desta equipa na Serie A brasileira -- não consegui descortinar se ele chegou a calçar as botas no Náutico. Nas épocas seguintes representou o AD Confiança, primeiro na Serie B e depois na Serie C, antes de rumar à UD Leiria, na 2ª de honra, para dar um pequeno contributo na subida à 1ª divisão em 1994/95.

Foi num jogo contra o Beira-Mar, ao lado de jogadores como Fua, Nelson Bertolazzi ou Poejo, que Dinda se estreou a marcar na 1ª divisão portuguesa. Não impressionou Vítor Manuel e este senhor tratou de o dispensar para o Lourosa, na 2ª divisão B, onde Dinda encontra o pai de Ariza Makukula, Kuyangana Makukula. Seguem-se duas boas épocas na Liga de Honra, primeiro com o Paços Ferreira de António Jesus e depois com a Académica de Vítor Oliveira. Quando Vítor Oliveira ingressa no Leiria, em 1997/98, sabe que não pode deixar Dinda em Coimbra e resgata-o aos estudantes para montar uma grande equipa campeã, responsável pelo regresso do Leiria ao escalão maior do futebol português. Esta equipa estava destinada a feitos maiores. Contava com jogadores como o mítico guarda-redes Miroslav Zidnjak ou Pedro Mingote (o do Pandurii, que anda a eliminar os Bragas desta vida da Europa), defesas como Paulo Duarte, Ricardo Silva, Bilro ou Sérgio Nunes (no comments), médios como Luís Vouzela (que aos 39 anos ainda joga em Oliveira de Frades), Tavares (esse mesmo), Lamptey ou Leão e avançados... Bem, dava para fazer um post inteiro a falar dos avançados que Dinda andou a servir nestes anos de Leiria: Paulo Vida, Duah, Paulo Alves, Derlei, etc. Os resultados eram visíveis e Dinda ajudou ao 6º lugar em ano de estreia na 1ª divisão, seguiu-se um 10º lugar e em 2000/01, o famoso 5º lugar do Leiria à frente do Benfica.

Com a chegada de Mourinho a Leiria dá-se a saída de Dinda para o Marítimo, onde nunca se conseguiu impor, dada a titularidade indiscutível de Wênio. Mesmo assim Dinda tem algumas histórias para contar ao serviço do Marítimo. Uma delas é o golo frente ao Benfica de Camacho, num livre directo que deixa Moreira sem qualquer chance, uma verdadeira buja com o selo de qualidade Dinda (vejam aqui). Outro momento é o golo da qualificação do Marítimo para a taça UEFA, em cima do minuto 90, contra o Rio Ave em Vila do Conde. 

A chegada ao Brasil deu-se pela porta grande, depois de 11 anos em Portugal, Dinda era anunciado no Atlético Paranaense. Não consegui descobrir se chegou a realizar algum jogo pelo furacão mas o que é certo é que este menino chega ao Brasil e o Atlético Paranaense consegue ser vice-campeão do Brasileirão. Esteve por lá mais uma época e depois rumou a divisões secundárias para jogar pelo prazer de dar umas bujas de vez em quando. 

Hoje em dia mora no Recife com a sua mulher apaixonada, Marcigleide, que até vídeos de youtube faz em honra do Dinda, e tem um negócio com o irmão em Sergipe. 

Têm saudades das bujas do Dinda? Então tomem lá disto:



AI VALE BUJAS? NA VANGUARDA DA INOVAÇÃO

Pois é, pois é. É com imenso orgulho que o blog Ai Vale Bujas apresenta hoje ao público uma característica inovadora em Portugal e, quiçá!, no Mundo. Achámos útil dar um passo à frente do tempo e resolvemos criar uma página de facebook para este blog, assim vocês vão poder seguir os novos posts em duplicado, com duas janelas abertas para, se vos apetecer, ler um parágrafo aqui, outro lá, outro aqui, outro lá, depois outro aqui, outro lá, etc...

É então hora de apresentar o extraordinário portal multimédia Ai Vale Bujas facebook!

CLIQUE AQUI PARA ENTRAR NO NOSSO FACEBOOK!



domingo, 1 de setembro de 2013


3ª jornada 2013/14

Vitória de Guimarães 1-4 Vitória de Setúbal - Mas eu estou a ver bem? Isto é a liga portuguesa ou é a Premier League? A equipa do Setúbal entrou em campo com 8 portugueses mais o Cohene, o Tacuarita e o Kieszek, andou ali a engonhar e vai nisto mete o Miguel Pedro em campo no início da 2ª Parte. Esfranganharam o Guimarães todo! O Tacuarita Cardozo fez torradas e barrou a manteiga o Moreno e o Paulo Oliveira. Enquanto isto acontecia o ex-Sporting André Santos assistia com as mãos nos bolsos a pensar "Roménia ou Chipre para o ano?". Olha, André Santos, um conselho de amigo, não envergonhes o nome de Portugal no estrangeiro e escolhe logo o Caçadores das Taipas que é o clube de onde o Moreno nunca devia ter saído e onde tu devias prosseguir carreira.

Sporting 1-1 Benfica

O Sporting com aquela tesão do mijo típica que costuma chegar ao Natal, recebeu um Benfica cheio de fome e com vontade de tomar o pequeno almoço dos campeões em Alvalade. Leite branco, magro e frio em jejum, é coisa para vos fazer voltar para a cama e desejar acordar só na próxima semana ou assim. O Benfica ainda desejava estar no dia a seguir ao jogo com o Nápoles. "Bem pessoal, perdemos aqui no San Paolo, nada de grave, marquem aí mais 14 amigáveis contra o Neuchatel Xamax para ver se a moral sobe a tempo do campeonato!". Não tem estômago ainda para o que o Sporting lhe serviu na 1ª parte do jogo, em especial 3 meninos portugueses e com muita de vontade de ganhar ao Benfica. Juntem-lhe dois laterais encarnados perdidos em campo, dois avançados-centro perdidos na cidade e dois extremos perdidos na enfermaria e podem imaginar a história do jogo.

O Benfica está TILT e o seu fliper direito, Maxi Pereira, fez ontem aquela que provavelmente foi a sua pior exibição com a camisola berrante. O Benfica está TILT e depois de ter perdido as fichas todas na época passada, joga hoje todo abananado e só lhe saem é duques. Acontece que o Sporting não sabe jogar poker nem pinball... E futebol também ainda joga muito pouquinho. Foi o que safou o Benfica de não ter perdido o jogo na 1ª parte. É, aliás, no final da 1ª parte, que o Benfica tem a sorte e o azar de lesionar Salvio. Saiu-lhe um ás que sozinho ganha uma mão a um royal straight flush: Markovic. Para além disto, a certeza que Salvio não será vendido neste defeso. O azar de ter um dos melhores jogadores do campeonato lesionados para muitas semanas, talvez meses e, provavelmente, o azar de que este jogador só possa aparecer em grande forma provavelmente na 2ª metade da época. Mas voltemos a Markovic... A forma como este rapaz toca a bola é mágica e só está ao alcance de muito poucos. A última vez que vi alguém tocar uma bola desta forma, no Benfica, foi através de Pablo Aimar. Ontem, por duas ou três vezes, reduziu a defesa do Sporting a uma insignificância gélida.

O Sporting fez o jogo que lhe competia. O desfecho do encontro dependeria sempre mais da forma como o Benfica actuaria. Entrou forte e com fome no jogo. Enquanto servia leite magro frio ao Benfica, bebia um primeiro cafezinho açucarado servido por Hugo Miguel e marcava o primeiro golo através de Montero. A partir daí, com a faca e o queijo na mão, era apontar a faca ao Benfica e comer o queijo. O queijo mal-cheiroso ontem foi Maxi Pereira. Eram bolas nas costas, faltas, fintas, tudo o que se quisesse sacar por ali, conseguia-se. O jogo não ficou entregue na 1ª parte porque Carrillo e Wilson Eduardo não souberam escavacar o que faltava escavacar nos laterais do Benfica. 

O tridente de meio campo do Sporting foi, aliás, para além de Maxi, sempre a chave de todo o jogo. Com Enzo em campo, fora de forma, André Martins e Adrien seguravam o jogo como queriam e davam ouro a Carrillo e Wilson Eduardo, encarregando-se estes últimos de o transformar em lata. Com Ruben Amorim, as coisas equilibraram rápido e foi o Benfica a fazer abanar a defesa do Sporting. Surpresa agradável para os adeptos do Benfica, para além de Ruben Amorim e Markovic, foi a chamada de Cardozo ao jogo, já que Lima e Rodrigo estão a fazer crescer cabelos brancos a muita gente.  Só quando Jardim repovoou o meio campo para os últimos 20 minutos é que o Sporting consegue voltar a dominar, não podendo Jesus fazer nada em relação a isso, devido aos três na enfermaria. 

O resultado final poderia ter sido diferente não fossem 3 erros de arbitragem de Hugo Miguel: o golo do Sporting é irregular, Maxi deveria ter sido expulso, Cardozo é vítima de falta dentro da grande-área do Sporting. De qualquer forma arrisco a dizer que este é um resultado que não chateia nenhuma das duas equipas, mas que chateia e muito os adeptos do Benfica.  

Belenenses 2-3 Nacional - Manuel Machado não perdeu a oportunidade de recuperar pontos ao seu rival Jorge Jesus e cumpriu, mesmo com Djaniny em campo, que até marcou um de encostar. Paulo Jorge, do lado do Belenenses, não fosse a exibição patética de Maxi Pereira e ia directamente para o 11 Pé de Barrote da semana. O rapaz não tem mesmo jeito para a profissão e conseguiu a proeza de ser substituído aos 26 minutos pelo João Pedro que está emprestado pelo Braga. Antes da substituição, conseguiu deixar uma via rápida para o Mateus inaugurar o marcador com um golo de encostar. Mas do lado do Nacional o lateral direito não era muito melhor. Bruno Moura de seu nome, brasileiro daqueles mesmo bons, foi toureado pelo Miguel Rosa no lance do 1-1. Digno de se ver, sim senhor. Foi substituído pelo Djaniny no início da 2ª parte. Único lance de jeito da partida foi o 2º golo do Belenenses; uma buja digna de se ver, sem deixar a bola cair no chão, do rapaz que entrou para substituir o Paulo Jorge. 

Paços de Ferreira 0-1 Porto - Espectacular jogo amigável realizado em Felgueiras. A afluência de Saxos Cup kitados, Ford Escortes rebaixados e Opeis Corsa com faróis xenon foi enorme e podia-se ouvir Yves Larock até ao horizonte. Uma coisa bonita de se ver. Farturas, algodão doce e muitas grávidas com tops curtinhos e mini saia, de piercing na bochecha, falavam sobre as novidades da Primark enquanto os seus namorados falavam todos no Benfica. Outra coisa bonita de se ver foi o Sérgio Oliveira, com a bola nos pés e o Helton fora da baliza, a mandar um balão a 20 metros de altura para as mãos do Helton que entretanto já lá tinha chegado. Muito bonito, sim senhor. Também bonito foi o golo do Jackson, que sem ter que tirar os pés do chão, enquanto o Gregory se encolhia com vontade de fazer cocó, na sequência de um canto, deu a vitória à equipa que ele estima até ao dia de amanhã nunca mais ter que ver na vida. Um apontamento final para o boné na cabeça de Costinha na conferência de imprensa! (obrigado ao leitor!) Na minha opinião o Costinha quis elevar o nível de azeiteirice do Paços para não ficar a perder para os adeptos da equipa visitante. 

Gil Vicente 1-0 Braga - Confesso que antes do jogo, quando vi os onzes e não vi o Ruben Micael, pensei que isto ia ser uma vitória fácil para o Braga... Afinal enganei-me. Mas este jogo foi um jogo para mais tarde recordar. O Sr Vasco Santos, natural de Gaia e árbitro pela AF Porto tratou de montar o pandan com a expulsão dos dois centrais do Gil. O quê? O Gil joga com o Porto para a semana? E depois? Coincidências acontecem, pá. Não sejam assim... Eu só disse que o homem era de Gaia e da AF do Porto porque sou um gajo que gosta de fornecer toda a informação necessária ao leitor. Enfim, adiante. A mim deu-me a sensação que a equipa do Braga, depois de eliminada pela equipa do Panduru, foi toda para uma festa de trance meter selos e bitolas no bucho. O Edinho e o Pardo passaram o tempo todo a ver aranhas gigantes na bancada e duendes irritantes com o cachecol do Guimarães, vai disto e era chutar com o pé que tinham mais à mão, como diz o outro, a ver se matavam alguma coisa. Depois começou a bater o amor pelo Faccini, a solidariedade, a fraternidade e o resultado final está à vista. Muito bom. Os meus parabéns ao Nuno André Coelho também, esse convocável da nossa selecção, tão bom jogador que ele é mas pronto, há momentos de infelicidade e permitir ao Gil Vicente marcar com 9 jogadores na sequência dum canto é manifesta infelicidade. Braguinha, Braguinha, não vás buscar o Gaúcho ao Estrela da Amadora que não é preciso. 

Marítimo 1-1 Olhanense - O Abel Xavier foi aos Barreiros fazer um resultado melhor que o Jesus e o seu Benfica. Acontece que o Abel Xavier tem o Ricardo voz de clarinete na baliza, tem o Luís Filipe (esse mesmo) a lateral direito e tem o Celestino como maestro do meio campo. É que este menino não tem cá o Mr Sérgio "cláusula 30 milhões" Oliveira como o Costinha! Os galácticos do marisco ainda vão dar muito que falar neste campeonato e não fosse o Marítimo ter a sorte do jogo, ou seja, o Briguel ter sido expulso, isto teria terminado com uma vitória incontestável do Sr Celestino e seus pares

Arouca 1-0 Rio Ave - Qual Pedro Emanuel qual quê. Não fosse o Jorge Gabriel e este clube em vez de contratar jogadores ao Barcelona, como o Ivan Balliu, andava a contratar jogadores ao Badalona. Portanto o mérito da primeira vitória estamos conversados, já sabem para quem vai. Agora o que eu gostava de salientar aqui é uma substituição que ocorreu ao minuto 90. O Nuno Espírito Santo entendeu que tirar o Ukra e meter o Roderick para os descontos era boa ideia. Com esta substituição ele obrigou o Roderick a suar um bocadinho e a ter que tomar banho. Ora, toda a gente sabe que o estádio do Arouca nem água quente deve ter e, por isso, o Roderick teve o merecido banho frio que tantos milhões de adeptos pelo Mundo desejavam desde o final da época passada. Obrigado, Rio Ave.  

Estoril 1-1 Académica - A confirmação de um astro: Reiner Ferreira. Este jovem promissor de 27 anos, para quem não sabe, veio há coisa de 2 ou 3 anos para Portugal proveniente do Corinthians Alagoano, um dos mais famosos entrepostos de jogadores para Portugal (Pepe, Wênio... Djavan). Confesso que fiquei com pena do Djavan não jogar, estava mesmo com vontade de vê-lo contra esta equipa do Estoril que até ataca bem. Mas o seu substituto, Reiner Ferreira, ali no lado esquerdo da defesa da Académica fez-me a certo ponto querer agarrar no telemóvel para ligar à APAV, a denunciar todas as crueldades que o Sebá, o Luis Leal e o Carlitos lhe fizeram nesta noite. O 1º golo da Académica foi bonito de se ver. O empate do Estoril foi mais uma sitcom do nosso astro Reiner! Jogo animado. Que bonita é a nossa Primeira Divisão!