sábado, 7 de dezembro de 2013

12ª Jornada 2013/14


Benfica 2-2 Arouca - O génio que contratou o camião de imigrantes de leste para o Benfica devia estar neste momento agarrado à sua Canon Copicanola a imprimir fotos de bebés da internet. Sabem para quê? Para os colar num cartãozinho e os meter ao pescoço do Markovic, Sulejmani, etc, para ajudar a vender a revista Cais, até conseguirem recuperar o investimento que se fez neles. E o Lima? Não se pode elogiar que ele volta logo a ficar em modo de convocável para a selecção nacional? Para qualquer benfiquista que se preze esta malfeitoria não foi obra do senhor árbitro, nem do senhor sorte, nem muito menos obra do adversário. Esta malfeitoria foi obra de um conjunto de meninos que, coitadinhos, andam desmoralizados. Não é que o Arouca tenha feito mal o seu papel, não é isso. Mas já viram bem os golos do Arouca e o futebol (ou falta dele) deles? O primeiro golo é um frango e o segundo é um lançamento lateral em que a defesa do Benfica achou por bem começar a brincar à cabra cega, tudo enquanto o Maxi ficava tipo tronco com olhos, a fazer sombra ao Serginho que tranquilamente empurrava para dentro. Por falar em falta de futebol! A 2ª parte do Benfica. 2ª parte do Benfica parece-me uma boa frase para sinónimo de falta de futebol. Rumo à final da Champions! O sonho está vivo! Benfica entra no fim de semana em 1º lugar isolado! Com esta é que o Sporting não contava!

Porto 2-0 Braga - E enquanto a balbúrdia e alarido reinam na Luz, no Dragão silenciam-se os assobios e a estrutura mete a mão na massa. E quem comeu o pão que Pinto da Costa amassou foi o Braga desta vez. Depois de uma 1ª parte ao nível do costume, paupérrima, eis que surge o intervalo e com ele a saída de Lucho do jogo, com consequente entrada de Carlos Eduardo. Tudo mudou aqui. A equipa ganha electricidade a meio campo, acende-se uma luz em Alex Sandro e um curto circuito na cabeça de Nuno André Coelho, cuja disfunção eréctil  faz com que Jackson ilumine o placard no Dragão. Herrera também desperta. E Varela. Baiano é barata tonta no lado direito da defesa e o jogo morre numa excelente jogada do Drogba da Caparica, que centra ao 2º poste para a almofadinha Nuno André Coelho trazer bons sonhos aos portistas. Jackson letal, sempre ele, hoje com auxílio de um meio campo surpreendentemente revigorado apesar da ausência do polvo. Do lado do Braga uma exibição uns furos abaixo do que fez na Luz, mais por mérito do Porto do que por demérito próprio. Tanto neste jogo quanto no da Luz, o Braga necessitava de material bélico no quarteto ofensivo. Só que em vez de armas levaram bisnagas, que em vez de ferir chateavam apenas, com umas pinguinhas que nem para uma constipação davam.

Paços de Ferreira 0-3 Estoril - Para que é que o Santana Lopes andou a endividar a câmara de Lisboa com o túnel do Marquês? Metia-se o António Filipe a seguir ao viaduto Duarte Pacheco e estava o problema resolvido! Este jogo foi um espectáculo e não estou a ser erótico, ou irónico ou o caraças... Foi mesmo. Depois do frango do GR o Paços podia ter empatado a partida só que o lateral Helder Lopes lembrou-se de, completamente fora de jogo, chutar a bola para dentro quando ela já ia a entrar na baliza. Estão a ver o Nani contra a Espanha depois do lance do Cristiano Ronaldo? Foi ainda mais espectacular! E se de um lado a defesa do Paços fazia das dela, Vágner, do outro, voltava às boas exibições. Na 2ª parte entrou o Bruno Lopes para o ataque do Estoril. Habituem-se ao nome deste rapaz. É o substituto do Luís Leal que achou melhor dar seguimento à sua carreira na Arábia Saudita, no Al-Ahli Jeddah do Vitor Pereira, Bruno O Picanhas César e Mossoró. Ou seja, vai do 4º classificado da Liga Portuguesa para o 4º classificado da Arábia Saudita! São e$colha$. Voltando ao jogo, a buja do JP Galvão vale a pena ver, nem que seja para ficarem 5 minutos a pensar se o António Filipe não podia ao menos ter esticado o bracinho. Que dizer deste Paços? Uma defesa péssima e um ataque inoperante. Pode ser que consigam abrir a pestana ao Carlão... Vamos ver

Vitória de Guimarães 0-0 Belenenses - O Vitória deste ano é assim. Sofre pouco lá atrás. É provavelmente uma das melhores ou mesmo a equipa que melhor defende em Portugal, tendo em conta os recursos que tem. Depois em jogos em que precisa de assumir o jogo acontece isto. As chances que cria, falha-as. As chances que podia criar, aqui morreram nos pés do Tomané. Não me leves a mal, Tó, eu acho-te um rapaz muito esforçado que dá tudo o que tem à sua equipa. E quem dá o que tem, a mais não é obrigado. Mas é pouco. O Marco Matias sai agora em Janeiro... Vamos ver se entra alguém para animar as coisas na cidade berço. Do lado do Belenenses, neste jogo Tiago Silva não teve grandes hipóteses para brilhar e já se sabe, quando não há Tiago ou Rosa, há pouco ou nada lá na frente. Um bom resultado para os lisboetas.

Marítimo 2-2 Nacional - Resultado igual ao do Benfica a mostrar que Manuel Machado e Jorge Jesus agora são brodas. Se um sofre o outro também tem que sofrer junto. Mas alguém que diga ao Gottardi que a poncha tem aguardente! O homem parecia a Vanda Stuart no Lux depois de 4 margaritas com coca. Muita forte esta poncha. Adiante. O que é que tenho vindo a dizer neste blog? Pois é. O Márcio Rozário voltou à titularidade e fica assim interrompido o ciclo curto de vitórias do Marítimo. Juntem-lhe o Danilo a trinco, que só por milagre consegue chegar à 2ª parte sem ser expulso e têm aqui o quadro do jogo feito. O Marítimo tinha todas as condições para somar uma vitória tranquila, não o consegue pelo desacerto defensivo. Caramba, bastava ter aproveitado a tremideira do Gottardi.

Olhanense 0-1 Rio Ave - E qual é o jogo ideal para dar balanço ao Ukra e ao Braga para conseguirem as suas transferências para o Chipre? Qual é? Qual é? É o jogo contra os defuntos galácticos de Olhão! Uma equipa que sob o comando do Paulo Alves tem 1 golo marcado para o campeonato dos 6 que totalizam nos 12 jogos do campeonato! O treinador responsável pela descoberta do par de jarras Celestino e Lucas Souza! E não fosse o Hassan do Rio Ave andar com a cabeça na casa do caril, este jogo tinha dado facilmente em goleada. Diego Lopes do-mi-nou.

Gil Vicente 0-2 Sporting - E por falar em Paulo Alves... Sabem quem foi que promoveu o Pecks à equipa principal e lhe ofereceu um contrato com cláusula de 10 milhões de euros? A primeira parte foi o Paulo Alves, a segunda foi o génio Fiusa! Pétáculo! Montero agradece... Neste jogo o que fez claramente a diferença foi a velocidade do processador. Sim, a velocidade do processador. Antigamente eu quase que batia no meu 386 quando ele me dizia "not enough memory" quando eu queria correr o sensible soccer. Neste jogo o 386 do Gil foi o Pecks. O Montero já vem com processador intel core i7 e nem precisou de muita coisa para emular a vitória. O Gil foi a namoradinha do Sporting, levada pela mão à beira rio, até que chegou o Pecks, pediu trocos e telemóvel, o Sporting pôs-se ao fresco e a gaja ficou ali depenada, ao frio, enquanto o Pecks seguia a correr pela margem do rio, todo desengonçado, com um Alcatel ranhoso e 42 cêntimos em moedas castanhas na mão. O Sporting quando chegou a casa meteu-se a ver o Sozinho em Casa na RTP, enquanto comia Ferrero Rocher e sentia o cheiro a couves e bacalhau a emanar da cozinha. Vamos ver se a tripa aguenta até Maio.

Vitória Setúbal 1-0 Académica -  O Couceiro ainda não perdeu, continua a apostar na prata da casa e tem uma equipa com personalidade ao seu dispor. Isto é de louvar. Olhem para o outro lado do relvado e o que vêem? Uma data de jogadores de proveniência mais que duvidosa e que só cá estão porque os empresários mandam em Coimbra. O Vitória acordou para a realidade, baixou custos com o plantel e os seus putos portam-se melhor que Djavans e Abdis. O Horta, formado no Benfica, até marcou o chouriço da vitória! Tacuarita continua a rular. 

6 comentários:

  1. Esta merda já só vai lá com uma valente buja na tromba duns quantos gajos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. era meter o Dinda e companhia como pelotão de fuzilamento no Seixal

      Eliminar
  2. Acabei de descobrir este blog e o que eu já me ri a ver os posts anteriores! Excelente trabalho.

    Cumps

    ResponderEliminar
  3. Bem, que o génio contratou, não restam dúvidas, mas com o devido aval e aprovação do catedrático, que os observou e decidiu que estavam ali jogadores à Benfica. Já agora, manda lá aquele abraço ao Jejum, que tu tanto admiras. Ele deve estar muita triste depois de mais uma noite inesquecível. Adiante.
    Fejsa é uma vergonha. Não sabe defender sem recorrer à falta. É uma fusão entre Beto e Fernando Aguiar. Markovic Pinto é um jogador muito constante. Consegue jogar exatamente o mesmo em quatro jogos seguidos. Acreditem que não é fácil.
    Momento da noite: Entrada em campo de Funes Mori, o Mr. Bean da Argentina! O nosso excelentíssimo e catedrático treinador já tem um novo jogador fetiche para colmatar a saída de Roderick Miranda.
    Por fim, o meu apreço por Pedro Emanuel, o cara de sapo. Deu, mais uma vez, um grande bigode de tática ao mestre da Reboleira. Jogou quase todo o jogo com um médio defensivo adaptado a central, pela saída forçada de Mika. A equipa nunca se ressentiu e ao minuto 60 fez entrar o rápido Serginho para a estocada final. É fácil, é barato e dá milhões.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o Jesus ontem esteve péssimo. O mais grave de tudo: tirou o Cortez. Não te comeces já a rir... O Gaitan era o unico gajo que estava a mexer com a equipa, a partir do momento em que o metem a jogar atrás do Sulej-cruzamentos_cornos_no_chão-mani acabou o nosso lado esquerdo. O nosso scouting, aliás, genial! Não bastou terem enfiado um camião de imigrantes de leste num plantel completamente desmoralizado, ainda conseguiram fazer com que metade do camião viesse cheio de mazelas. O Fejsa na 1ª parte fez um jogo mais ou menos, na 2ª parte mostrou que realmente não sabe mais que aquilo. Eu do Funes Mori nem falo. Ou melhor... Falo do Pringle, Delibasic, Karadas que vai dar ao mesmo. Mas entrar o Funes Mori para o ataque foi mais um erro grosseiro do Jesus... É que se na 1ª parte tivemos Gaitan, na 2ª parte os unicos a lutar contra a maré foram o Enzo e o Rodrigo. Com a entrada do Funes Mori? Xau Rodrigo. Tiros no pé atrás de tiros no pé.
      Quanto ao Pedro Emanuel... Pelo amor de Aimar, o Arouca não tem mérito nenhum no empate, isto para mim é tudo demérito do Benfica.

      Eliminar