sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Tutoriais para Totós - Nº3

Como contratar um lateral esquerdo para o Benfica?

Toda a gente sabe que a culpa de todas as derrotas do Benfica, desta e de épocas anteriores, é sempre do lateral esquerdo. Um exemplo disso foi o golo marcado pelo Gil Vicente este ano na Luz. Pirilice do Maxi Pereira, está certo, mas que com um lateral esquerdo adequado que não faça os 100 metros barreiras à velocidade dum Paulo Almeida, tudo ter-se-ia evitado facilmente.

No entanto, comprar um bom lateral esquerdo é tão fácil quanto nos fazermos passar pelo neto de um velhinho qualquer com Alzheimer... Ora vejamos:

1º Não pode ser feio. O jogador tem que ir aos confins do adepto Benfiquista e descobrir lá lantejoulas perdidas ou uma nesga de Cláudio Ramos por baixo duma unha do pé. O adepto tem que olhar para o nosso lateral esquerdo e os seus olhos têm que brilhar, tem que se formar ali uma conjugação cósmica que lhe desperte uma atracção homoerótica.
É fácil comprovar a razão do aivalebujas neste capítulo. Atente-se ao olhar sedutor de Leo ou Coentrão em contraste com o dos nossos amigos Cortez e Emerson:


 

2º Contratar um central cepo para jogar ao lado dele OU vender o Garay e dar a titularidade ao Jardel.
Quando perguntas a um Benfiquista qual o melhor lateral esquerdo pós 93-94 a calçar no Benfica nos anos 90, todos te respondem "Scott Minto". Acontece que o Scott Minto jogava ao lado de épicos do futebol encarnado como Jorge ou José Soares, Ronaldo e Paulo Madeira. Meus amigos, por contraste com estes rapazes o Cortez era um Roberto Carlos, ok? Então é muito simples: METAM O JARDEL! Vão ver que quando comparado com o trabalho defensivo do Jardel o vosso lateral vai brilhar ao nível de um Coentrão! Então se ao lado estivesse um Roderick, jazus, tínhamos aqui lateral esquerdo para fazer carreira. 

3º Se possível, escolher um jogador natural de um país que não figure na seguinte lista:
- Brasil (Emerson)
- Marrocos (El-Hadrioui)
- Portugal (Jorge Ribeiro, César Peixoto, Quim Berto, Cabral, Miguelito, etc)
- Itália (Pesaresi)
- Inglaterra (Steve Harkness)
- Chile (Escalona)
- Paraguai (Rojas)
- Roménia (Sepsi)
- Argentina (Shaffer)
Assim evitam logo que o vosso jogador seja o novo Emerson, novo Sepsi, novo Pesaresi, etc

4º Selecções sub-21. Os adeptos do Benfica adoram camadas jovens pelos mais variados motivos. É raro terem jogadores da formação na equipa principal. Como é raro... O Miguel Rosa é uma vergonha ter ido para o Belenenses. O Cancelo é um Cafu que está para ali escondido. O Lindelof é o novo Thern. Até o Carole ainda hoje é visto por muitos como um rapaz que dava uns toques na bola! Isto porquê? Então, porque se era internacional pelas camadas jovens francesas, é porque é bom! Lembram-se do Wass? As saudades que esse escandinavo deixou na Luz!

5º O Preço. Depois de terem identificado o alvo está na hora de ir negociar com o clube dono do passe do atleta. Nunca contratem um lateral por menos de 5 milhões ou por mais de 7,5 milhões. Se custa 8 milhões está tudo tramado. Esse foi o "preço" do Roberto e 8 milhões seriam negociatas com certeza. 2 milhões e picos? É porque gastam tudo em extremos e não sobra para laterais. Custo zero? É o Marc Zoro que aí vem. Já sabem, o valor para não levantar estrilho é ali entre os 5 e os 7,5 milhões. 

6º  O Psicólogo. Pronto, agora que já escolheram o rapaz, pagaram e ele é nosso jogador, temos que contratar o psicólogo que vai ter que andar diariamente com o nosso lateral e ser o seu amigão. O Raminhos é o primeiro nome que me vem à cabeça... Manda umas larachas. É benfiquista. Mas numa abordagem mais profissional se calhar não era mal pensado escolher o Gabriel Alves para desvendar os mistérios do futebol português ao nosso lateral. Assim quando o rapaz for jogar a Alvalade no inverno já sabe que em vez de pitons de alumínio tem que levar galochas. Dizer-lhe que não há água quente no Estádio do Arouca e que em Olhão é preciso ser muito forte mentalmente para não passar a tarde toda antes do jogo a mamar patinhas de sapateira com pão. Tudo coisas muito úteis e que no fim fazem a diferença.







2 comentários: