terça-feira, 30 de junho de 2015

Cocós, Ranhetas e Facadas

Maxi Pereira. 8 anos de Benfica. Possibilidade de terminar a carreira no clube com mais de 12 milhões de euros limpos no bolso, ganhos ao longo de 11 anos de carreira, com estatuto de imortal na história do Benfica. Um jogador tricampeão, que sempre pautou pela raça e pela total entrega ao jogo. Manda a história às urtigas por causa de dinheiro... Por pensar na família primeiro... Excelente exemplo dado aos filhos. O transformar de uma carreira gloriosa de águia ao peito numa mão cheia de nada. Daqui a 10 anos como será recordado Maxi se este tiver optado pelo Porto?


Godinho Lopes e outros que tais. A caça às bruxas em Alvalade era fundamental e veio no timing certo. Bruno de Carvalho está a reunir o clube, está a aglomerar os sócios à sua volta e a eliminar oposição para tentar minimizar os danos caso Jesus não traga sucesso a curto prazo. O famoso gang do croquete de Alvalade é encostado à parede e um novo Sporting parece nascer. No passado o Sporting era vítima de bullying. No presente o Sporting pratica bullying. Mas atenção, sportinguistas, normalmente são os cábulas quem pratica o bullying. É bom que tenham sempre um olho em Belém e outro no Cais do Sodré... À Jefferson.

O Pânico de Junho. Eu quando tinha 15 anos ia de férias com a minha família. Naquela altura não havia internet no telemóvel e nem tinha a sorte de ter uma barraquinha com jornais para ler as gordas à entrada da praia. A solução passava por ir 10 vezes por dia ao teletexto ver se já tinha aparecido mais alguma cenourinha no Benfica. Entretanto cresci, fiz-me homem e caguei para os jornais. É só tretas atrás de tretas. Sofrer por antecipação? Onanismos despropositados? Não, obrigado. Façam como eu, instalem o Football Manager, metam o Benfica com 2 biliões (com o FMRTE dá) e divirtam-se a contratar um plantel novo. Depois joguem 1 mês o savegame, empatem com o Rio Ave no estádio dos Arcos, saiam do jogo e repitam o processo das contratações outra vez. É o melhor remédio para a ansiedade da pré-época.

Ai ui facadinhas. Nem de propósito, caraças! Veio mesmo a calhar esta campanha de Portugal sub-21. Os Benfiquistas que andavam caladinhos com as conquistas sucessivas do Jorge Jesus podem agora clamar pelo Bernardo Silva e chorar todos os horrores que o tirano Jesus cometeu no Benfica. Vejam lá que o malandro nem deixava ver os treinos! A sério, pessoal, é tão feio agora virem com essa conversa de que nos tempos do Jesus isto era mau e que agora é que vai ser bom porque vamos apostar na formação. Nem faz sentido aproveitarem todas as ocasiões para lançar uma farpa ao Jesus (e isso tem-se visto muito na Benfica TV, infelizmente). Adoptem a postura do Vieira... Agradeçam ao homem e calem-se com o Jesus, caso contrário ou muito me engano ou vamos ter um fantasminha brincalhão na figura do Jorge Jesus. E os sportinguistas da facadinha? Aqueles que dizem que o Jesus não vai para o Sporting ganhar mundos e fundos e que a única garantia que ele quis foi a de que ia treinar o clube do coração!? Esses mesmo! Então o Jesus reduziu o ordenado para metade para ir treinar o clube do coração? Então o Jesus vai ganhar o mesmo que ganhava no Benfica? Então... Então mas... Querem ver... O Jesus vai ganhar mais no Sporting do que no Benfica e o Sporting é que é o clube do coração?! Vá-se lá entender o futebol!

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Isto é uma vergonha de estilo!


Apresentamos ao estimado leitor duas análises possíveis a esta foto. Escolha qual delas a melhor:

a) Isto é uma vergonha. Vê-se claramente pelo bronze que o Rui Vitória esteve o tempo todo de papo para o ar na praia em vez de ter estado a ver vídeos do youtube a cada jogador que saía na comunicação social como reforço garantido do Benfica! Inadmissível! A forma como ele coloca a mão esquerda por cima do bolso só pode querer dizer que se esqueceu das chaves de casa e que agora está a ligar à mulher a dizer que mais logo ela vai ter que lhe abrir a porta! Só prova a falta de cérebro que este animal tem! 

b) Classe. Numa palavra: classe. Barba exemplar. Cabelo irrepreensível. Se não fosse o treinador do Benfica podia passar por executivo de Wall Street. Viu-se que cumpriu todos os objectivos a que se propôs na semana das Caraíbas: bronze invejável. Aquilo que ele tem ao ouvido não é um telemóvel mas sim uma arma letal com a qual ele está a matar melros. Matar melros? Arrancar cenouras da terra! Vamos ter um 11 jovem e cheio de novos Robbens, novos Enzos e novos sonhos! Reparem no pormenor de Rui Vitória parecer que está a repousar a cabeça sobre o lema do Sport Lisboa e Benfica. Isto sim é sentir a mística. O homem até se encosta ao glorioso lema E Pluribus Unum.

terça-feira, 23 de junho de 2015

Ai Vale Olheiros?

Estou a denotar alguns problemas na construção dos plantéis 2015/16 dos clubes da Primeira Liga. Como não queremos que falte nada a ninguém, avançamos com um extenso trabalho de pesquisa que nos permitiu trazer as trutas mais frescas ao mercado. 

Autênticas pérolas que só precisam de uma oportunidade para brilhar às ordens do Quim Machado no Estádio João Cardoso ou às ordens do Petit no novo relvado do Bessa.

ISAAC PUPO

Posição: Médio Esquerdo alienado do jogo
Idade: 29 primaveras
País: Libéria (23 internacionalizações... Mais do que o Theo Weeks)
Depois de passagens pelo Karabakh, Panionios e Hammarby, foi despedido do Kelantan (Libéria) devido a uma má exibição... Imaginem se o Porfírio tivesse sido despedido dos clubes por onde passou a cada má exibição. Tinha acabado a carreira com 342 clubes no currículo. Coitado do Isaac... Injustiça. Vejam só esta maravilha de vídeo do Isaac Pupo. Pode não dar para perceber se é grande jogador, mas aquele jardineiro que trata das palmeiras já merecia uma oportunidade com o relvado de Alvalade.


HARRY PANAYIOTOU

 
Posição: Avançado preto daqueles rápidos
Idade: 20 verões
País: São Cristovão & Neves (5 internacionalizações 4 golos... Pauleta? Quem?)

Este é provavelmente o maior talento por descobrir. Uma verdadeira pérola. Desde 2011 até 2015 fez 1 jogo e marcou 1 golo ao serviço do Leicester. Na época passada, no Port Vale, zero jogos. Na selecção em 5 jogos marcou 4 golos. Mesmo que só tenha feito 6 jogos em toda a carreira nos seniores, tem um rácio de golos por jogo superior ao do Jackson Martinez que também é avançado, preto e dum país tropical. No vídeo, o Harry marca o 2-3, 2-4 e 2-5. Vejam por favor a partir dos 3 minutos. Pressão alta, tiki taka, finalização siberiana!




FENEDY MASAUVAKALO

Posição: avançado mágico
Idade: 30 invernos
País: Vanuatu

Se nunca ouviram falar no Masauvakalo não sei o que andam a fazer da vossa vida. Este gajo está provavelmente, ao que eu consegui apurar, no Top 10 de melhores jogadores de sempre do Vanuatu. Em princípio é uma contratação acessível mas vão ter que fazer umas montagens para os nossos estádios parecerem menos boring em comparação com os estádios lá do Vanuatu. Parecendo que não jogar para uma plateia de canibais cobertos de cinza de carne humana é muito mais interessante do que os 40 velhos que estão na central do Estádio do Restelo. 




RIDER MELGAR


Posição: múmia 
Idade: 24 outonos
País: Bolívia

Rider Melgar só precisa duma oportunidade. Rider Melgar é um excelente guarda-redes, a culpa é da defesa. Rider Melgar joga bem sob pressão. Rider Melgar tem nome de craque. Rider Melgar é da terra do Erwin Sanchez e do Ronald Garcia. Rider Melgar joga no Universitario Pando, um clube que em 22 jogos sofreu 64 golos. Rider Melgar dava um bom nome para uma série da Fox. Rider Melgar podia ser o próximo projecto de lateral esquerdo do Jorge Jesus.

 

MISIWANI NAIRUBE

Posição: Ele não tem muito bem a certeza
Idade: 19 anos
País: Ilhas Fiji

Este rapaz tornou o Mundial Sub-20 muito mais interessante. Depois de ter sofrido 8 golos da Alemanha, recuperou animicamente e ajudou as Fiji a garantir uma vitória épica de 3-0 frente às Honduras (o resumo do jogo é dos vídeos futebolísticos mais hilariantes do ano). Não se foi embora para casa sem antes borrar toda a pintura frente ao Uzbequistão numa churrascada à Botende! Vale a pena ver para crer...








segunda-feira, 22 de junho de 2015

Bloggers Camp

(Se acham que o Pinto da Costa foi um mestre na arte da coacção a árbitros nos tempos do Apito Dourado precisavam de conhecer a minha namorada )

Ora, portanto, estava eu muito entretido a ver resumos do brasileirão para enviar compilações de jogadores ao Rui Vitória, quando a minha namorada me interrompe e diz que ou eu faço um post a publicitar o Bloggers Camp ou:

- Ela não lava mais a loiça este mês
- Na cama é só para dormir
- Não me arranja a roupa que é para eu vestir no dia a seguir
- No carro não posso por blackmetal
- Nunca mais me compra tabaco no regresso a casa
- Não vai repor mais papel higiénico no WC
- Nunca mais me vai dizer, numa base diária, o quão bonito sou

Foi precisamente este último ponto que me fez repensar a minha vida. Um gajo sem blackmetal no carro ainda pode passar. Chega a casa e mete blackmetal no portátil. Mas passar um dia sem que nos digam que somos bonitos... Isso é ultrapassar já os limites do razoável.

O Bloggers Camp é um arraial para bloggers. Acho que vai ter música ao vivo, comes e bebes e umas raparigas a dar palestras. Ainda me ofereci para explicar posicionamento defensivo zonal mas elas são todas adeptas da marcação homem a homem HUAHUHUEHUEHUEHUEHUEHUEHEUHEU...

Ok...

As palestras incluem os temas: fotografia, moda, lifestyle, beleza e culinária...AHAHAHHA.. Pá, eu sei, calma, eu também me estou a rir... MAS SE NÃO SOUBERES O QUE OFERECER À TUA NAMORADA, PRIMA, IRMÃ OU TIA neste Verão, podes ter a certeza que ela vai adorar ir ao Bloggers Camp. JÁ TE SAFEI DO DILEMA DE NÃO SABERES O QUE OFERECER.

... Mas calma. Se estás solteiro e queres uma oportunidade para conhecer pessoas do sexo oposto. Pensa só... Tu sozinho + um monte de raparigas em ambiente descontraído. Queres melhor? I rest my case...


VISITEM O SITE DO BLOGGERS CAMP PARA MAIS INFORMAÇÕES: LINK

segunda-feira, 8 de junho de 2015

O Gambito Letão




Gambito Letão, também conhecido como Contragambito Greco, é uma abertura de xadrez que se produz após os movimentos: 1.e4 e5  2.Cf3 f5
O movimento caracteriza-se pela oferta do peão em f5 ao adversário. As brancas, como norma geral, não aceitam este peão, e sim o peão de e5. O gambito letão é jogado pelas pretas por jogadores agressivos que procuram um ataque directo, apesar desta abertura raramente ser utilizada em jogos de alto nível.
                                                                                                                      Senhora Dona Wikipedia


Nestes últimos dias as notícias a saírem cá para fora sobre a ida de Jesus para o Sporting parecem pipocas a saltar numa panela ao lume cheia de milho. Há 3 coisas de que já ninguém tem dúvidas: Vieira foi anjinho, Jesus traiu quem o levou ao topo e Bruno de Carvalho mostrou a todos os sportinguistas que é feito da mesma fibra que Vieira ou Pinto da Costa.

O Sporting precisava de Bruno de Carvalho. Há quem diga que ele é um Vale e Azevedo mas sinceramente não me parece que seja. O Sporting precisava de um presidente assim, mais agressivo, mais lutador e, porque não, mais polémico e populista. O futebol português, que já está cheio de personagens destas, não precisava de mais uma, claro que não, mas o Sporting, para não continuar a ser comido pelo Benfica e Porto, precisava. 

Normalmente em Junho os adeptos de futebol em Portugal começam a entrar no imaginário Football Manager. As contratações, os treinadores, as conversas são todas sobre futurologia futebolística. Na praia, no Algarve, quem não tem internet chega ao ponto de ir ao teletexto só para ler as gordas, enquanto enfia o pequeno almoço à pressa goela abaixo. É este o único motivo pelo qual existe o teletexto, não é? O teletexto existe para vermos que jogadores chegarão ao nosso clube. E ficamos o dia todo na praia, com os nossos amigos, a falar naquele defesa central russo do PSV, o Nikiforov, que se vier vai sem dúvida ser o patrão da defesa de que necessitamos para levantar o caneco.

Mas antes de começarmos a falar sobre reforços, nesta altura, falamos já sobre dinheiro, presidentes, treinadores e probabilidades de conquista do próximo título.

Começando pelo Sporting. O Sporting vai ter o melhor treinador da Liga e, ao que tudo indica, dinheiro para gastar. O Bruno de Carvalho escusa de vir com tretas. O Sporting não encontrou nenhuma árvore das patacas em Alvalade... Encontrou-a em África. Álvaro Sobrinho, um trafulha de primeira e a Guiné Equatorial, um país especialista em violar direitos humanos. Toda a gente sabe que a fórmula Jesus + dinheiro normalmente resulta em títulos. Os sportinguistas que ano após ano seguiam com a conversa do "clube diferente, com valores, com o diabo a sete e uma academia que faz Figos e Ronaldos" provavelmente vão ter que meter a viola no saco e ir festejar algumas vezes para o Marquês títulos à... Benfica e Porto. Voltando ao título do post, neste Gambito Le(t)ão, parece-me que Bruno de Carvalho optou por comer ao Benfica o peão f5. É um movimento pouco ortodoxo que acarreta riscos para a sua cor. Se o Sporting não for campeão em 2016 ou 2017, o céu pode cair em forma de trovoada em cima de Jesus e de Bruno de Carvalho. Jesus corre o risco de se tornar num treinador mal amado em todo o lado. Bruno de Carvalho corre o risco de deixar o Sporting em pior estado do que o estado em que o encontrou. 

Passando para o Porto. O Porto era mesmo disto que precisava. Depois do drama, do horror e do caos que foram estas últimas duas épocas, uma tempestade tropical em cima da 2ª Circular veio mesmo a calhar. Pinto da Costa foi buscar umas quantas brasileiras, agarrou no panamá, toalha de praia,  havaianas e aí foram eles todos malucos para o Brasil, para ver se o BMG faz umas macacadas e consegue colocar em Portugal uns quantos meninos para substituir Casemiro, Danilo, Oliver e Jackson. A tarefa não se avizinha fácil porque parece que a capacidade de investimento do clube se esgotou bastante na época passada... Mas as bases continuam lá. O trabalho de Lopetegui é bom e para consumo interno pode chegar. O Porto está na bancada a observar o jogo de Xadrez, esperando que Benfica e Sporting comam todas as peças até ficarem apenas Rei vs Rei. É nesse empate infinito entre os dois clubes de Lisboa que o Porto se ergue e regressa vencedor. Foi esse empate infinito que começou com Bobby Robson e durou até... Jesus. Mas atenção! Parece-me que um hipotético sucesso do Porto em 2016 vai passar muito pela incompetência dos rivais de Lisboa. O Porto é neste momento, em Junho, sem sabermos que plantéis existirão, quem parte atrás, em termos probabilísticos, à conquista do título.

Por fim o Benfica. O Benfica ficou sem um importante peão no tabuleiro mas... Terá ganho mais ou perdido mais com isso? A meu ver perdeu mais. Perdeu o melhor treinador da liga. Mas o jogo não está perdido e Bruno de Carvalho ignorou um factor importante no seu movimento. Atrás deste peão vem Jorge Mendes. Jorge Mendes, ao que parece, não ficou contente com a ida de Jesus para o Sporting. A relação do empresário com Bruno de Carvalho nunca foi a melhor e o sucesso do Sporting vai ser provavelmente algum do insucesso do empresário no futuro. Vieira sabe que estes dois anos serão decisivos para o Sporting e será bastante natural que, por isso, o investimento no plantel seja agora maior do que seria com Jesus ao leme, em caso de renovação. Que papel terá Jorge Mendes no reforço do plantel benfiquista? Veremos. O que se sabe é que o Benfica mantém uma estrutura organizada, mantém referências no plantel (Luisão, um autêntico 2º treinador dentro de campo, veremos se Maxi também) que facilitam a integração de novos reforços e sabe-se também que a direcção do Benfica está sedenta por demonstrar que o sucesso dos últimos 6 anos não se deveu apenas a Jesus. Eu acredito que o sucesso se deveu mais a Jesus do que a Vieira e só com muitas macacadas poderei mudar de opinião. Enquanto adepto deposito agora toda a minha confiança no próximo treinador que chegará, qualquer um que seja, mesmo apesar de saber que nenhuma das mais fortes possibilidades para o lugar me agrada particularmente. Desejo também que este não seja um projecto para apenas uma época e que ao novo treinador seja dado tempo para evoluir - tal como Jesus evoluiu - dentro do Benfica.

Voltando ao Xadrez. Voltando ao tabuleiro. Parece-me sinceramente que o futebol português está repleto de péssimos dirigentes. O Porto na época passada fez um investimento brutal, não ganhou nada, há relatos de incumprimentos salariais e de desinvestimento. Pinto da Costa é conhecido por ter conseguido elevar o clube à custa de sofisticados esquemas de corrupção, como todos sabemos e ouvimos nas escutas no magnífico processo do Apito Dourado. Luís Filipe Vieira transformou-se num dos homens mais ricos de Portugal à custa da credibilidade que conseguiu no Benfica. A promiscuidade entre o futebol e os seus negócios ligados à construção civil é evidente. É um dirigente com tiques perigosos de ditador e que muitas vezes ignora a democracia que sempre vigorou no Benfica. De futebol não lhe reconheço grande conhecimento. Bruno de Carvalho não olha a meios para atingir os fins. Foi nojento o que ele fez e está a fazer a Marco Silva. Ignorou o passado do seu clube e atacou as velhas glórias, parasitas que para ele não merecem o mínimo de respeito. Quer construir um novo Sporting ganhador e sabe que para isso precisa de se movimentar no mesmo lodo que Pinto da Costa e Vieira se movimentam.

É este o xadrez. É este o futebol que temos.

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Sobre Vieira e Jorge Jesus

Será possível defender Luís Filipe Vieira em todo este processo? Será possível defender Jorge Jesus?

O Bujas tem estado calado mas hoje saltou-lhe a tampa.

Hoje Jorge Jesus é o melhor treinador português. Jorge Jesus mudou o paradigma do futebol português e transformou o Benfica, um clube perdedor nos últimos 20 anos, num clube vencedor. Não foi Vieira que o fez, foi Jorge Jesus. Antes de Jesus já havia Vieira e com Vieira o Benfica tinha ganho 4 títulos (1 campeonato, 1 taça de Portugal, 1 taça da Liga e 1 Supertaça). Com Jesus e em apenas 6 anos, 10 títulos. Estamos conversados sobre os resultados? É preciso falar no futebol praticado ou serão por demais evidentes as melhorias?

Recuando no tempo e observando o passado de Jorge Jesus sabemos que ele é sportinguista de criação. Recuando no tempo e ao dia 26 de Maio de 2013, no Jamor, recordamos Jesus em lágrimas nos descontos, a confusão com os jogadores no final e as cuspidelas (literais) de adeptos benfiquistas nas bancadas enquanto o homem, abatido, subia aquelas infinitas escadas. Recuando no tempo, observamos o presidente Vieira a estender a mão a este homem abatido, a levantá-lo e a iniciarem naqueles dias de Verão um percurso triunfal rumo ao bicampeonato. Vieira, em grande estilo, fazia orelhas moucas aos já habituais burros adeptos benfiquistas e segurava o melhor treinador português. O mérito de Vieira na gestão desportiva nos últimos anos no Benfica, as conquistas, o futebol praticado e o futuro risonho estão à vista de todos os adeptos (ou quase todos, vá...). O que começa a falhar? Vieira. Tal como no passado, Vieira de novo. Vieira pretende mudar uma filosofia vencedora no clube e apontar baterias à formação, desinvestindo no futebol e ignorando as ideias de Jorge Jesus para o futebol. Ao que parece, o pacote de jogadores do Rio Ave e do Belenenses e o Marçal, são contratados sem consultar Jesus. Vieira, que através de DSO e outros, sempre vinha afirmando que o Benfica se destacava dos rivais nas questões financeiras, com a Benfica TV, os patrocínios sonantes e as receitas ao nível dos melhores 20 clubes da Europa, agora dizia que era para desinvestir no futebol e apostar na formação. Vieira, que tinha agarrado na mão de Jorge Jesus em 2013, achava que podia fazer isto tudo e pensar na renovação com o treinador bicampeão só no final do contrato, confiando numa suposta relação de amizade existente entre os dois. 

A isto eu chamo ser-se anjinho. Vieira foi anjinho e foi comido pelo seu homólogo da 2ª circular. 

Jorge Jesus cresceu no Benfica. O Benfica deu-lhe dimensão internacional. O Benfica deu-lhe matéria prima para Jesus poder alcançar títulos para a sua carreira. O Benfica deu-lhe a mão quando ele mais precisou. O Benfica deu-lhe infrastruturas ao nível do treino que ele nunca sonhou ter quando andou perdido por Felgueiras. O Benfica deu-lhe um ordenado colossal. O Benfica deu-lhe o reconhecimento, ano após ano, com condecorações nas galas, com o carinho da maioria dos adeptos e com, claro, o tal ordenado colossal. O que faz Jorge Jesus? Não informa Vieira da aproximação do Sporting. Não dá qualquer chance aos que acreditaram nele, de continuarem a acreditar. Provou uma enorme falta de carácter. Provou ter uma personalidade de merda. Provou ser um fraco sem coragem para, frente a frente, transmitir a sua ideia para o futuro. Vai trabalhar com alguém da mesma estirpe, não que Vieira seja muito melhor, não que Vieira seja flor que se cheire, mas pelo menos do ponto de vista do litígio desportivo e de barracadas com funcionários do clube, Vieira aí parece ser um bocadinho mais honesto do que o seu homólogo. O que fizeram ao Marco Silva, tanto Jorge Jesus - colega de profissão - quanto Bruno de Carvalho, seu presidente, não se faz. 

Acredito que Jesus continuará a ganhar títulos. Tem no Sporting matéria prima para trabalhar e para lhe proporcionar isso. Não tenho dúvidas de que continuarei a admirar o futebol das equipas do Jorge Jesus só que agora a torcer para que percam os jogos. Mas também não tenho dúvida nenhuma de que, num cenário de nenhum título de campeão em 2016 ou 2017, a bomba vai explodir bem na cara de Jesus e de Bruno de Carvalho e o Sporting pode cair numa crise bem mais complicada do que aquela em que se encontrava com Godinho Lopes.

Jesus podia ter sido um herói no Benfica. Agora será para sempre recordado como um ingrato, um cretino, um sem carácter, um cabrãozinho. Os títulos? Esses já cá cantam. Obrigado pelos títulos, Jesus, agora fode-te e vai para o caralho. Quanto a ti, Vieira, abre a pestana que ainda vais a tempo...