segunda-feira, 16 de junho de 2014

MUNDIAL 2014 - Grupo D 1ª Jornada


GRUPO D - 1ª Jornada

Costa Rica 3-1 Uruguai - A grande surpresa da 1ª jornada! E que bonita surpresa. A Costa Rica encantou o mundo com uma exibição fabulosa a todos os níveis. Muito demérito uruguaio? Sem dúvida. Não lembra ao diabo alinhar de início com o Cáceres a lateral esquerdo e com o Cebola e o Stuani nas alas, tendo Alvaro Pereira, Lodeiro ou Gastón Ramirez no banco. O castigo chegou pela mão do implacável 5-4-1 que se desdobrava em 3-4-3 a atacar dos costa-riquenhos. Espectaculares as exibições de Joel Campbell, Celso Borges e Bryan Ruiz. O Uruguai, tirando um ou outro lance do Cavani, esteve sem ideias e foi completamente manietado por toda esta genica e frescura do Caribe. O Maxi já deve estar cheio de saudades do Jorge Jesus por esta altura...

Inglaterra 1-2 Itália - Que grande jogo de bola mas, mais uma vez, vejo alguma burrice proveniente do banco. Roy Hodgson tem que perceber que não pode jogar com Gerrard e Henderson no meio contra 5 médios, todos eles de técnica refinada, da Itália. Nem era preciso ser muito inteligente para perceber que a Itália ia jogar neste 4-5-1. A linha avançada inglesa, por mais que pressione, por mais que lute, seria sempre insuficiente para tapar os caminhos até à baliza de Hart, principalmente quando existem coelhinhos duracell como Marchisio, Candreva ou até Immobile servidos pelo génio de Pirlo. Para mim é um crime deixar Ross Barkley no banco e tenho a convicção que caso ele tivesse alinhado de início, sem Wellbeck, a Inglaterra não saíria deste jogo derrotada. Eu sei que as coisas não são assim tão simples e o alterar de um número numa táctica não dá em nada, mas a Itália ter mais bola contra Inglaterra, desculpem lá, mas é no minímo estranho tendo em conta o estilo de jogo que adoptaram. Ross Barkley é a chave.

1 comentário:

  1. Inglaterra fez um bom jogo, Sterling a partir a defesa toda, Sturridge em forma e o Rooney é o verdadeiro pau para toda a obra. Também achei que o Roy não fez o suficiente tendo em conta o que tava no banco e quem estava em campo (o meio campo precisava de renovação para a 2parte e Welbeck tanto joga como desaparece). Costa Rica, deixou-me com um sorriso na boca, Joe Campell mais uma promessa do Arsenal a deitar por terra os 3ºclassificados do Mundial passado, Cavani quando tem que descair não rende, as escolhas não foram as melhores e agora vão rezar ao Santo Suarez que resolva a bagunçada

    ResponderEliminar