segunda-feira, 3 de março de 2014

21ª Jornada 2013/14


Estoril 4-0 Olhanense - A dupla de centrais pote geração Ming eleita pelo Galderisi para defender a baliza do Belec foi Kroldrup e Mladen. E foi logo com um Kroldrup em modo Caraíbas e com o romeno Mladen a finalizar à Raducioiu na própria baliza que o Estoril descobriu o mexilhão. E se a centrais o Olhanense ostentou dois potes neste jogo, no meio campo o par de jarras Celestino-Pelé deu origem a um tridente de pastilhas elásticas que o Estoril mastigou, sem perder o sabor, até ao final do jogo. O Estoril comportou-se como um grande, ocupando zonas, equipa estendida, rápida no último terço e com bom reposicionamento no terreno quando perdia a bola. Já o Olhanense apresentou-se num 4-3-3 pré-histórico, com 3 médios colados ao quarteto defensivo e com 3 avançados desapoiados. Dionisi, um jogador que tem bons pés mas um faro para golo igual ao do Edinho, ainda incomodou algumas vezes o Vagner, mas o jogo estava perdido. Deu para João Pedro Galvão recuperar moral e para praticamente carimbar a passagem para a Liga Europa. Grande Estoril.

Sporting 2-1 Braga - Mais uma remontada do Sporting! Mas desta vez com direito a sitcom by Patrício. O que se passou no golo do Braga? Ora bem, o Patrício (que mora no rés-do-chão) foi à vizinha do 1º andar pedir salsa para o bacalhau (se é que me entendem) e a vizinha deu-lhe a salsa mas não lhe deu o bacalhau. O Patrício vem escadas abaixo com a tenda armada, desorienta-se com os degraus, tropeça e come a salsa na descida. Golo do Braga. Mas os dentes dos sportinguistas mantiveram-se intactos. As dores da queda de Patrício fizeram-se sentir e toda a equipa pareceu anestesiada, sem reacção durante grande parte da partida, com Magrão e André Martins a fazerem cabelos brancos crescer em adeptos sportinguistas. Acontece que um menino chamado Carlos Mané voltou a partir a loiça toda e, juntamente com o magrebino Slimani, salvaram o Sporting do desaire. Paixão, numa semana, deve ter achado que a salvação para os problemas do Braga passava pelo Micael a titular. O madeirense até nem foi dos piores, verdade seja dita, acredito até que no actual Braga e com tão maus jogadores no miolo do terreno, o Micael juntamente com o Custódio e com o Rafa até acabem por ser a melhor solução possível. Mauro e Luiz Carlos não são jogadores para uma equipa que lute pela Europa. Será que Paixão também acha isto?

Belenenses 0-1 Benfica - Não se ponham a pau, não. Qualquer dia, em vez de vender os Mirós em Londres, o Passos Coelho ainda vem é buscar as obras de arte que saem dos pés do Gaitán, para vender em São Petersburgo. Viram-no a ultrapassar o Kay em velocidade? Parecia o Saxo Cup do Josué! Que maravilha! E depois aquele chapéu à Gandalf do Sr dos Anéis no Matt Jones? Melhor pastel de Belém que o Restelo já viu nos últimos anos. O golo vinha com tanto açúcar que o Benfica até acusou os diabetes a partir da meia hora de jogo e o Belenenses só não empatou o jogo porque teve algum... Azar. Foi um azar parecido com o que o Benfica teve na 1ª volta no Estádio da Luz. Aimar escreve direito por linhas tortas. Jesus já lançou o alerta: cuidado com a fanfarronice. Os adversários que mais perigo criaram ao Benfica foram os últimos classificados, mais difíceis até do que os jogos com o Sporting ou Porto. É caso para reflectir. Cuidado com os facilitismos, 5 pontos em 9 jornadas não é nada do outro mundo.
(PS: O Miguel Rosa ter sido privado de jogar nesta partida, por decisão da SAD do Belenenses, é nojento.)

Vitória de Guimarães 2-2 Porto - Finalmente o Abdoulaye disponível para uma partida entre estas equipas! Finalmente! Só de pensar na sitcom que se perdeu... O Abdoulaye e o Maicon formam um estendal invertido extraordinário. Em vez de secarem os pontas de lança, molham-nos! Que o diga o Maazou que já não marcava um golo há 4 meses. O Paulo Fonseca, depois da qualificação frente ao Eintracht e a ganhar 2-0 em Guimarães, ainda deve ter imaginado por breves instantes o Jesus de gatas no Dragão, só que de gatas teve ele que sair do autocarro do Porto, com o Josué a fazer de escudo humano, não fosse uma bala perdida aterrar-lhe em cima. O Vitória foi a melhor equipa nos 90 minutos e fez uma exibição cheia de intensidade, com grande pressão sobre o portador da bola e com futebol ofensivo suficiente para vencer a partida. O Porto fez uma 2ª parte muito fraca e provou ser uma equipa psicologicamente debilitada, não conseguindo reagir aos ímpetos do Vitória.

Paços de Ferreira 3-1 Marítimo - Duas chaves descodificam este jogo: Leão e Weeks. Com Leão e Seri o Paços de Ferreira conseguiu controlar o Marítimo que foi demasiado ousado, levando demasiados médios de características ofensivas, deixando Theo Weeks no banco e apostando apenas em Danilo. O Paços aproveitou, dominou o jogo e, principalmente na 2ª parte, mostrou porque é que o Ai Vale Bujas acredita que esta equipa não descerá de divisão. Jorge Costa teve a melhor estreia possível, alcançando Olhanense e Belenenses na classificação. De destacar o grande golo do Seri que empatou a partida com um pontapé de moinho após cruzamento do Minhoca. O Marítimo comeu o pão que o diabo Seri amassou. Vitória merecida.

Nacional 1-1 Rio Ave - Jogo animado que pudemos observar graças à Nacional TV, o principal rival da Benfica TV. Este é um clube que, aliás, se entretém a moer a paciência do Benfica. Primeiro é o Manuel Machado com a sua eloquência em oposição ao português do Richard Gere d'Alfama. Depois é o Djaniny que joga melhor que o Funes Mori. É todo um conjunto de coisas a picar e a moer. Queremos agradecer à Nacional TV a publicidade que fez à EDP no lance do golo do Rio Ave. O Miguel Rodrigues iluminou tão bem o Hassan que parecia mesmo um poste de luz, pode ser que a EDP baixe as tarifas. Podiam fazer a "tarifa nevoeiro" com electricidade a metade do preço. Mas o Manuel Machado não baixou os braços e no meio de tanta iluminação resolveu lançar o Reginaldo, jogador mais escuro que a própria noite (raaaaaciiiiistaaaas) e que nas sombras ia fazendo remates ora à figura ora para o estádio dos Barreiros. Mas foi dele que nasceu o golo do Diego Barcellos! Boa jogatana de bola. Nacional não aproveitou escorregadela do Braga e Vitória e não carimbou passagem para a Europa.

Gil Vicente 1-0 Vitória de Setúbal - Isto agora com o zombie Luan no banco é uma seca. Anda lá um bicho papão chamado Keita a assustar as crianças adversárias e um Hugo Vieira armado em Rodrigo Mora, a ver se dá nas vistas para ser vendido para o Salamanca. O Vitória fez um jogo mauzinho em Barcelos, contra este Gil Vicente exigia-se mais, e despede-se definitivamente da Europa neste jogo. O Gil Vicente tem uma sorte tremenda por ter neste momento 21 pontos. Se calhar nem 16 pontos mereciam ter pelo futebol que praticaram ao longo da época. O próximo jogo, contra o Paços de Ferreira, é vital para as ambições de ambas as equipas.

Arouca 0-3 Académica - O Arouca tinha uma oportunidade de ouro para fugir à zona de despromoção, mas o Cássio e o Nouioui devem gostar da adrenalina e acharam melhor não tirar sal ao cozinhado final da época. Pedro Emanuel montou uma equipa trabalhadora que jogou sempre melhor futebol que a Académica, principalmente pelos pés de Pintassilgo e Ceballos, mas o Nouioui fez aqui a pior exibição da época. Pé furado completo, não dominou bolas que até o Pringle dominava, há dias lixados... E que dizer do Cássio? 3 golos sofridos à figura! No primeiro o Marcos Paulo chuta rasteiro e depois o Cássio parecia um bug do Fifa, a baixar-se para apanhar a bola mas com ela a passar 10 centímetros ao lado e a entrar na baliza. Depois no segundo mamou um cuecão quando o Salvador Agra já quase não tinha ângulo. No terceiro o Diogo Valente chuta à figura e a bola bate no Cássio e entra. Com guarda-redes assim nem vale a pena usar centrais!

3 comentários:

  1. O Maazou entrou no jogo decidido a entrar no Onze Pé-de-Barrote. Várias cabeçadas sem oposição para a lua, a metro e meio da baliza, e sentido posicional nulo. Alguém precisa de lhe dizer que a baliza ACABA na trave, não começa acima dela. Acaba o jogo com um golo e uma assistência primorosa no bolso. Quem diria?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. a minha preferida do Maazou foi ele fora de jogo uns 3 metros a pedir a bola ao André André !

      Eliminar
  2. O Maazou faz lembrar o Pringle a jogar, mas não deixa de ter um físico impressionante.

    ResponderEliminar