sábado, 21 de junho de 2014

MUNDIAL 2014 - Grupo F 2ª Jornada


GRUPO F - 2ª Jornada

Argentina 1-0 Irão - Saímos todos do cinema com vontade de atirar com a embalagem das pipocas e do sumo para o meio do chão. Então o realizador deixou o vilão ganhar? Mas que brincadeira é esta? Nojo total, injustiça, uma revolta imensa. Aquele golo genial do Messi a deixar o nosso querido Haghighi sem a mínima chance equivale a uma morte do Rambo, a um combate perdido do Rocky, a um dinossauro comer uma criança no Jurassic Park e ao Van Damme desaprender danças sexy. A história do jogo é simples: um aglomerado de grandes jogadores a jogar contra uma equipa, uma verdadeira equipa extremamente bem orientada por Queiroz. O Queiroz estava tão à vontade com a sua equipa que até deu para fazer uma brincadeira e meter o Alireza Haghighi a jogar ao mesmo tempo que o Reza Haghighi! Se Deus descesse à terra e trocasse Sabella por Queiroz provavelmente Queiroz teria espetado 7 ou 8-0 no Irão de Sabella. É que se existisse uma brain cam no cérebro do Sabella essa cam iria mostrar um macaco sentado no chão a tocar pratos de bateria. Mau demais. A Argentina, se existir uma pinga de justiça nos deuses antigos do futebol, não vai longe.

Bósnia 0-1 Nigéria - Que se passou com a nossa querida Bósnia? Simples, o seleccionador Safet Susic meteu os pés pelas mãos e enterrou-se forte e feio. Tirou Kolasinac do onze e puxou Lulic para defesa esquerdo, entrando Medunjanin para o meio-campo e puxando Misimovic para o lado esquerdo do ataque.  Ora, o seleccionador nigeriano Stephen Keshi foi esperto e espetou com o Odemwingie e com o Emenike nesse flanco, ficando o armário Efe Ambrose a fazer de lateral direito. Não só o golo surgiu por esse flanco como a Nigéria ganhou o jogo por aí. O velhinho Misimovic, com os seus 30 e tais anos e com ritmo de jogo de campeonato chinês (Guizhou Renhe), cedo desistiu de ajudar Lulic e a Nigéria sempre que se sentia pressionada - e a Bósnia esteve várias vezes por cima neste jogo - bastava meter a bola no lado direito que o Odemwingie tratava do resto. Grande exibição de Onazi a afirmar-se como principal pronto socorro nigeriano. A Bósnia está fora do Mundial e tinha obrigação de neste grupo se qualificar. Falhou Susic.

6 comentários:

  1. Em Dezembro sai Lopetegui e entra Sabella...

    ResponderEliminar
  2. Que nervos me dá esta Argentina, tanta qualidade e à frente dela está uma borrado de todo o tamanho.
    Mais uma roubalheira e espero mesmo que esta Argentina se afunde. (Gago em vez de Enzo? Pócaralho pa)

    ResponderEliminar
  3. O Irão ainda pode passar mas também pode acontecer um fenómeno inédito em fases de grupos (creio).

    Se o Irão vencer a Bósnia por 1-0 e Nigéria perder 1-0, ambos terão 4 pontos e 1-1 de goal average.

    Perante esta situação, funcionará o último critério de desempate, que é o sorteio. Podem ver uma explicação melhor em http://rumoaomaracana.blogspot.pt/2014/06/argentina-qualifica-se-para-os-oitavos.html.

    Pode ser que Queiroz consiga.

    Hoje, Força Portugal!

    ResponderEliminar
  4. Hagi, não é propriamente inédito, aconteceu no mundial de 1990 com Irlanda e Holanda, não para decidir o apuramento (na altura os melhores terceiros também se apuravam) mas para decidir quem seria 2º e 3º (a Inglaterra ficou com o 1º lugar). A fava saiu aos holandeses que levaram com a Alemanha e foram eliminados.

    ResponderEliminar
  5. Koba,

    Desconhecia desse momento.

    Obrigado pela informação

    ResponderEliminar