sexta-feira, 13 de junho de 2014

MUNDIAL 2014 - Grupo B 1ª Jornada


GRUPO B - 1ª Jornada

Espanha 1-5 Holanda - Ainda estou todo arrepiado e com pele de galinha. Que épica vitória. Robben e Van Persie rufias imortais em cenário de Kubrick. Uma cena de sova, uma coisa surreal ultra rápida, ultra violenta, porrada de classe - isto existe? Existe. Foi uma Laranja Mecânica com 11 Alexanders e uma casa de velhinhos por escavacar, bocadinho por bocadinho, até ao fim. Mas eles treinaram isto a semana toda. Basta verem as imagens do Robben e do Indi à batatada no treino. Foi tudo estudado enquanto a Espanha treinava o passe para o lado e o Fernando Torres via o Benny Hill. O Diego Costa que ignorou o seu berço em Sergipe para representar a campeã mundial teve aqui a estreia oficial que merecia. Diego, veado, saiu machucado! As últimas palavras vão para o Sr Casillas: Sr Casillas, acho arriscado uma exibição destas à hora de jantar, olhe que muito espanholito ficou com vontade de o enfiar no forno. 

Chile 3-1 Austrália - Quem viu o início avassalador do Chile esperava de certeza uma barrigada de chili pela sanita abaixo da Austrália... Mas quem saiu com o rabinho assado acabou por ser a selecção do Escalona. Este 3-1 é enganador e a Austrália, depois do 2-0, reagiu com muita bravura e deu ao mundo mais paninis para a sua colecção! Falo-vos de Matthew Leckie, ponta de lança do FSV Frankfurt (2ª Liga Alemã) que ontem, a jogar nas alas, escavacou o Chile enquanto teve pernas para correr. O sono que o Chile tentou induzir poderia ter resultado num pesadelo dos grandes caso as pernas da selecção australiana não tivessem deixado de funcionar aos 70 minutos. Pareceu-me a selecção pior preparada fisicamente de todas as que vi alinhar até agora e apenas e só este facto garantiu uma vitória ao Chile, demasiado fanfarrão para merecer esta vitória por 2 golos de diferença. 

5 comentários:

  1. Foi o enterro do tiki-taka?
    Já há uns tempos que parece moribundo mas ainda não me tinha convencido de que estava mesmo morto...

    Duas apostas:
    1-A Espanha vai passar esta fase e vai dar grande luta ao Brasil nos oitavos.
    2-A Holanda é isto: exibições fantásticas em dois ou três jogos e depois pufff...

    A arbitragem neste Mundial é um factor a ter em conta. A coisa não está a correr bem...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me parece... Eu na 1ª parte admito que ainda pensei que a Espanha ia limpar o Mundial outra vez... Mas o Xavi está uma sombra do que era, esconde-se do jogo, parece que as pernas não acompanha já aquele cérebro de géniozinho. O Iniesta parecia lutar contra o mundo.

      Agora imagina que o David Silva tinha espetado o 2-0... Se calhar estávamos aqui a falar da goleada da Espanha à Holanda. O futebol é lindo. O Mundial é lindo. Este jogo foi um épico muito especial, não dá para tirar grandes conclusões.

      Uma curiosidade. A odd (factor multiplicativo) da Holanda para ganhar o Mundial, na Betfair, antes do jogo, era 60, durante o jogo essa odd bateu nos 12... As pessoas tiram conclusões à velocidade da luz mas para mim este jogo não espelha absolutamente nada.

      Temos que ter presentes as exibições recentes da Holanda em amigáveis como por exemplo contra o País de Gales (sem o Bale). Ganharam mas o País de Gales não merecia ter perdido! E há ainda os casos do Sneijder com o Indi no treino. Não nos podemos esquecer que esta defesa da Holanda é a defesa do Feyenoord + Vlaar. É uma defesa provavelmente pior do que a do Chile...

      Eliminar
    2. Sinceramente este modo de jogar da Espanha a chouriços já enche um bocado a paciência!! Aquela segunda parte foi fantástica, só de ver o casillas a correr às redes foi espetacular! já na final da champions podiam ter perdido tudo graças a esse Sr.

      No entanto, creio que na segunda jornada o del bosque vai continuar a apostar no casillas! De resto boa surpreta do blind e magia de van persie (principalmente com aquele golo astronómico) e robben que ia de mota enquanto os espanhóis se arrastavam!

      Eliminar
  2. Boas AVB,
    uma achega, para mim acho impressionante que uma equipa tão capaz de jogar com a bola no chão, com critério, na transição ofensiva seja "obrigada" a bola pá frente po "preto" correr. A culpa não é de Diego, o problema está em quem o mete a jogar, como é possivel que em 10m de jogo a Espanha tenha tentado 4! x o movimento Piqué - Diego Costa?? e sem nenhum sucesso como é obv io ainda por cima com uma Holanda a jogar HxH com 5 marmanjos lá atrás. Não faz sentido, apesar de quem te dou toda a razão do mundo, tivesse Silva feito o 2-0 a historia seria outra, e mesmo Diego também teve uma oportunidade. Portanto uma primeira parte que a Espanha poderia ter feito para ganhar o jogo. Finalmente, é o que o Roberto Baggio diz no seu Posse de Bola, não estão a jogar os melhores espanhois do ano, não vou entrar em discussoes sobre a organização da equipa com duplo pivot, sempre jogaram assim nas ultimas competiçoes e ganharam portanto concorde-se ou não, tem funcionado, devemos sim é questionar os jogadores. Carvajal, Pedro, Cesc ou Mata no banco é um crime.

    abr! Bem vindo de volta

    ResponderEliminar
  3. Boas AVB,

    tenho que concordar que o tiki taka morreu. O enterro começou com o Inter de Mourinho, depois o Bayern do Jupp e a machada final julgo que foi o 3-1 que o Real de Mourinho espetou no barcelona. Para não falar do Real de Ancelotti ao Bayern e agora a Holanda à Espanha.

    Eu gosto do seleccionador, gosto da maioria das escolhas (no fundo a diferença é quase só o gosto pessoal, a qualidade é semelhante e elevada!) mas se o Silva tem feito o 2 0, que dizer do Sneijder e do Robben que falharam na final do Mundial? Ou do Euro 2012 que o Ronaldo falha o contra ataque contra os nuestros hermanos.

    Tem que se dar o crédito à Espanha por construir uma equipa cheia de talento, óptimos jogadores e que ainda se dão ao luxo de deixar muitos de fora que seriam titulares nas restantes equipas do Mundial. No entanto é visivel não só no Barcelona, como no Bayern e agora na Espanha que o tiki taka tem uma kriptonite, o futebol simples. O que a Holanda fez, não foi nada que o as equipas que eu referi não tenham já feito. Para mim, a diferença foi o Van Gaal a ter adaptado o estilo aos jogadores que tinha.

    Gostei do jogo, gostei da tareia, gostei do Casillas mas não gostei do Robben a fuçar e do desperdicio da Holanda nos minutos finais!

    Umas palavras de confiança para o Torres, sou dos poucos que acredita que o El Nino ainda ali anda algures!

    ResponderEliminar