quinta-feira, 12 de junho de 2014

MUNDIAL 2014 - Grupo A 1ª Jornada


GRUPO A - 1ª jornada

Brasil 3-1 Croácia - Mas podíamos pedir mais? Impossível! Mundial é isto e este Mundial tem tudo para ser um dos melhores de sempre. Isto é como ir à feira com a avó: há sempre uma fartura que nos vem parar à mão mais tarde ou mais cedo. E aqui há craques... Craques com fartura. É o melhor topping que se pode pedir para uma fartura. Comam e aproveitem para encher a barriga que a janela de transferências em Portugal é como comer peixe cozido com batata cozida ao almoço e ao jantar todos os dias. O Brasil desiludiu mas este era um jogo especial. Choraram baba e ranho no hino, entraram com a ansiedade natural de ter um país de milhões sobre uns ombros franzinos e no final a Nossa Senhora do Caravaggio deu o bónus. Mas a Croácia merecia mais. Nunca pensei que o tridente de meio campo Modric, Rakitic e Kovacic conseguisse estar tão bem tacticamente. Chegavam bem ao último terço mas depois olhavam para a área e nem Suker, nem Boksic, nem Mandzukic, só Jelavic. Fica difícil e Olic até esteve melhor a defender do que a atacar hoje, com um Olic ao nível de Perisic se calhar a história teria sido outra. Do lado do Brasil Neymar não vacilou e resolveu, com Óscar a ajudar e com muitos a complicar. Hulk esteve péssimo, Fred espartilhado e Scolari teima numa dupla de meio campo com Luiz Gustavo e Paulinho, deixando no banco Ramires ou Willian. Na minha opinião, a canarinha só tinha a ganhar ao utilizar Paulinho, Willian e Ramires mas parece-me que as ideias de Felipão não alinham por esse diapasão. Enfim, um bom jogo que nos deixa cheios de água na boca para o que aí vem!

México 1-0 Camarões - Mais um excelente jogo que pudemos observar... Pena o árbitro colombiano parecer ter contas a ajustar com os cartéis mexicanos. Caso um dos 2 golinhos mal anulados tivesse sido validado, tínhamos aqui provavelmente um festival de golos e mais espectáculo para discutir. Fiquei surpreendido com a ausência do Chicharito Hernandez - eterno suplente - e gostava de ter visto o Aquino do Villareal espalhar magia, mas este meio campo musculado chegou para limpar uma travessa de gambas com limão. Os Camarões nem com 3 médios defensivos conseguiram travar este meio campo mexicano com muita genica mas por vezes com pouco cérebro. É que a construção de jogo mexicana é uma coisa um bocado estrambólica e uma perda de bola em zonas mais recuadas pode facilmente lançar um 3 x 3 onde 2 desses 3 são lentos como caracóis (Marquez e Rodriguez). Mas o tridente ofensivo Choupo-Moting, Moukandjo e Eto'o estiveram muito passivos e não mostraram capacidade para pressionar convenientemente os 3 mais recuados do México. As principais ocasiões dos Camarões acabavam por surgir em bolas paradas e este resultado ajusta-se perfeitamente ao que foi o jogo. Camarões com um pé fora do Mundial, o duelo pela qualificação será entre Croácia e México.


CALENDÁRIO DOS JOGOS DO MUNDIAL - CLICA AQUI

5 comentários:

  1. Boa tarde,

    É Interessante verificar o Brasil regressou ao seu estilo de jogo livre que aposta tudo na capacidade de cada jogador, preterindo a organização coletiva.

    Mas atenção "interessante" não significa que ache que assim o Brasil joga melhor. Várias foram as vezes em que os canarinhos se "ausentaram" do jogo, estou em crer, por força da falta de coesão.

    O Neymar e o resto da malta vão safando mas como será quando enfrentarem equipas de idêntica valia muito organizadas?

    Parece-me que terão francas dificuldades.

    Aproveito para publicitar o meu blogue rumoaomaracana.blogspot.pt

    A página do facebook é https://www.facebook.com/pages/Rumo-ao-Maracan%C3%A3/1428763837389819?fref=ts

    Convido-vos a visitar!

    Saudações Benfiquistas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. boas! Grande blog que tens aí. Força nisso. Adicionei-te à blogroll.

      Quanto ao jogo, eu acho sinceramente que não podemos tirar muitas conclusões definitivas. Havia muita ansiedade nos jogadores, a pressão era enorme e isso depois desta vitória é algo que se pode transformar a favor do Brasil (ou então pode continuar, veremos). Quanto ao estilo do Brasil, amigo, é estilo Scolari. Quase que apostava que o Scolari vai apostar neste mesmo 11 no resto da competição. Ele tem a capacidade de unir a rapaziada e de impor respeito ao mesmo tempo, mas é muito limitado no que ao jogo diz respeito e isso ficou bem patente na sua passagem pelo Palmeiras. É como dizes, aposta tudo na capacidade individual e depois é fé em Deus. O que me faz mais confusão é a aposta no Luiz Gustavo e no Fred. O Brasil precisava de um avançado melhor em espaços curtos e provavelmente só tinha a ganhar em apostar numa frente de ataque com Neymar, Hulk e Oscar - que é um jogador que pode perfeitamente fazer a mesma movimentação do Hazard no Chelsea ou do Simão no Benfica, partindo da esquerda para o meio e usando a sua excelente meia-distância.

      Eliminar
    2. Muito obrigado pelas tuas simpáticas palavras e pela inclusão na blogroll.

      Quanto à equipa do Brasil, Fred foge à matriz de qualidade dos canarinhos. Obviamente não é mau jogador, mas Diego Costa tirar-lhe-ia o lugar com alguma tranquilidade. Sem este, Scolari parece pretender, ainda assim, um homem-de-área mas confesso o que será melhor para o Brasil: ter uma referência na área ou a hipótese mais móvel que sugeriste.

      Engraçado o facto de o Brasil ter jogado com 11 inicial do FIFA 2013.

      Saudações Benfiquistas

      Eliminar
  2. AVB,
    estás em grande no mundial!

    Segunda parte muito fraca do brasil, enquanto nao alterar o duplo pivot e colocar ramires parece-me mt dificil brasil ganhar Mundial. Faltou mais pressão em cima da bola por parte do Brasil.

    Croácia com Mandzu vai fazes estragos, creio mesmo que poderá ganhar ao méxico.. modric e rakitic estiveram muito bem, um pouco recuados de mais no território..

    ResponderEliminar
  3. Fiquei com medo que o Bujas fica-se de molho até ao fim da silly season mas é bom ver que vai haver um "especial" Mundial! Força AVB!

    ResponderEliminar