quarta-feira, 19 de março de 2014

Meanwhile In... #4

O Meanwhile In... de hoje é dedicado a ex-glórias do futebol português! Vamos fazer uma viagem fantástica pelo mundo. Uma viagem aos confins da terra! Segurem-se!
 

Tailândia - O BEC Tero Sasana do nosso querido Ariza Makukula começou bem a liga e leva 7 pontos conquistados em 3 jogos. A vitória no passado fim de semana não podia ter sido mais saborosa, por 3-2 frente ao campeão Buriram United, numa vitória conquistada graças a uma buja fulminante a mais de 30 metros da baliza dum jogador chamado Peerapat Notechaiya. Ariza Makukula, pela minha pesquisa, ainda não se estreou, mas tem à sua espera na frente de ataque o hondurenho Georgie Welcome. Os objectivos do clube passam pela qualificação para a liga dos campeões da AFC via playoff, tarefa que não se adivinha nada fácil. O nosso blog, no entanto, com Welcome e Makukula, não tem dúvidas em afirmar que o BEC Tero Sasana será campeão. A partir de agora vamos passar a tratar o BEC Tero Sasana por "Becas do Makukula"! Força, Becas!


Singapura - O Tampines Rovers foi campeão da S.League 2013 com 3 portugueses (da Gestifute) em destaque: guarda-redes André Martins (ex-SCP), o médio Vítor Ladeiras e o avançado Diogo Caramelo (ex-SLB). A época 2014 não poderia ter começado melhor para o campeão, com 3 vitórias em 3 jogos... Adivinhem quem é o novo astro da equipa, com 4 golos apontados nestes 3 jogos? Milan Mrdakovic! Antigo ponta de lança do Vitória de Guimarães! Este menino promete fulminar as balizas por essa Singapura fora e fazer do Tampines novamente campeão. O clube não está é com muita sorte na AFC esta época, algo que não impede Mrdakovic de violar também na AFC as balizas adversárias. Infelizmente, o golo de Mrdakovic não chegou e a equipa acabou eliminada, no prolongamento, por 2-1, frente ao South China de Hong Kong, no playoff de qualificação para a Liga dos Campeões da AFC. Na "Liga Europa" lá do sítio, a AFC Cup, o Tampines em 2 jogos não conseguiu um único ponto e está neste momento a fazer pela vida. Adivinhem? 77 minutos de jogo e Tampines 3-1 Pune FC (Índia). Adivinhem quem marcou mais 2 golos? Yep. Mrdakovic! O golo do Pune FC foi marcado pelo Mustapha Riga (alguns fanáticos devem lembrar-se desta personagem em terras europeias)


Gabão - As coisas não estão famosas para o AC Bongoville de Henri Antchouet. 11º classificado entre 14, esta modesta equipa luta desde 2011, ano em que subiu à 1ª divisão, para se manter entre os maiores do futebol gabonês. Antchouet até já marcou um golito que daria a vitória ao Bongoville no terreno do Mounana, só que pronto, árbitros ladrões e com medo dos adeptos da casa, anularam o golo ao nosso amigo. Tirando o golo anulado, o Antchouet ainda não marcou qualquer golo na presente época mas, com a ajuda do Diego Zaporo, seu amigo brasileiro com trajecto em Portugal (Vitória Setúbal, Beira-Mar, Olivais e Moscavide, Pinhalnovense e Torreense), temos a certeza que vai fazer as delícias dos habitantes desta cidade no sudeste gabonês. 


Cazaquistão - Se as pessoas só conheciam Astana por ser a antiga ou presente equipa de ciclistas como Sérgio Paulinho, Contador, Vinokourov, Leipheimer ou Nibali, agora, meus amigos, preparem-se, porque está na hora de seguir o trajecto de Cícero em terras de Borat. Eu ainda sou do tempo em que o Dínamo de Moscovo veio a Portugal, cheio de petrodólares e de pau feito, para contratar uma troupe de jogadores e serem campeões da Rússia, Urais, Crimeia e mais além. Nuno, Jorge Ribeiro, Luis Loureiro, Costinha, Maniche, Derlei, Cícero e Danny quase atiravam o Dínamo para a 2ª divisão russa, mas que se lixe, ao menos temos mais uma equipa mítica para recordar até sermos velhinhos, com a malta da sueca lá no bairro. Mas voltando ao Cícero! O Cícero no ano passado foi vice-campeão do Cazaquistão, perdeu o campeonato para o Aktobe e este ano começou a época a ser eliminado nos playoffs da Liga Europa pelo Botev Plovdiv da Bulgária, com uma humilhante goleada por 5-0 em Plovdiv. No campeonato, um 0-0 em casa frente ao Zhetysu (10º classificado em 2013) também não augura nada de bom. Vá lá, Cícero, vamos lá espevitar aí esses borats! Força!



3 comentários:

  1. por vezes penso: e se eu largar tudo e for para Singapura ou Tailandia jogar a bola? Deve ser um bom tacho e pior do que os locals não devo ser!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se não te importares de apanhar bactérias carnívoras na água das torneiras... força!
      Acho que em Singapura te safavas... Único problema é o alcool, diz que são chatinhos com bubadeiras

      Eliminar
  2. AVB!

    Espero que na proxima analise à Liga Oiropa venha um pedido de desculpas ao detentor do Saxo Cup mais sexy do momento :ppp

    abrs master

    ResponderEliminar