segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

19ª Jornada 2013/14

Belenenses 0-0 Académica - Parabéns Fredy, Miguel Rosa e Rambé (o Rudy safou-se). Conseguiram desperdiçar uma grande oportunidade de fugir à linha de água! Tendo em conta o calendário do Belenenses, adivinham-se tempos conturbados para o lado do Restelo. A Académica, ainda na ressaca de São Valentim, viu-se privada do seu treinador e do farol de meio-campo Fernando Alexandre. Jogou de coração despedaçado, sem alma, com saudades, equipa apática que encontrou forças apenas nas estiradas do guardião Ricardo. Uma das melhores exibições da época para o guarda-redes português. Fraco futebol ofensivo, resultado adequado.

Sporting 1-0 Olhanense - Há quem diga que o Sporting recebeu o adversário ideal depois da semana que viveu. Sim... Então não! Receber uma equipa cheia de internacionais experientes e com jovens internacionais sub-21 de enorme potencial como o Sampirisi ou o Paulo Sérgio (que aos 30 anos já andou por 11 ou 12 clubes a tentar explodir com a carreira (literalmente)). Enfim, malta que não percebe nada de bola. O Sporting safou-se de boa neste jogo! O Sporting controlou o jogo? Controlou. O Sporting podia ter marcado mais? Podia. Mas e se o Dionisi não fosse banana, como era? Pois, seriam menos 2 pontos para o Sporting. Aposto que os adeptos do Sporting passaram o jogo todo a chamar nomes ao Dionisi por ele fingir lesões, depois quando o viram falhar isolado na cara do Patrício é que perceberam que a lesão afinal era a sério! Mas disso ninguém fala!

Paços de Ferreira 0-2 Benfica - Ainda os benfiquistas estavam todos a mandar o Rodrigo para sítios fálicos por ter marcado o canto daquela forma e já o Garay balançava a rede com a graça de um Lima de outrora. O futebol tem destas coisas e o Benfica está transfigurado. Hoje os protagonistas são os defesas. Vou lançar um dado estatístico polémico e que pode ter nascido fruto da minha memória trissómica: o Benfica não sofre um lance de perigo, fruto de envolvimento ofensivo adversário, há mais de 2 meses, ou seja, desde o jogo com o Olhanense. Claro que para isso contribuiu o facto do Calisto não ter nem Buval nem Carlão disponíveis para o jogo, tendo posicionando Bebé e Del Valle no raio de acção dos laterais do Benfica, com Neto e Seri a chegarem sempre tarde e a serem muito pequeninos ao pé de Garay e Luisão. O Benfica nunca foi mordido pelo Paços e foi pela mão de Markovic que o pano caiu, com os atletas do Benfica a darem a devida vénia ao mar vermelho que invadiu a capital do móvel.

Gil Vicente 1-2 Porto - Assim nasceu Herrera. Descobriu a autoestrada, pagou portagem e acelerou em boa altura para a equipa de Paulo Fonseca. Com Josué a envergonhar os seus amigos de Ermesinde a cada remate que faz e com o Quaresma a jogar sem Ray Ban ou penduricalhos de ouro, o Porto tem a sorte do mexicano começar a pagar a factura da sua transferência para Portugal. Mais vale tarde que nunca e o meio campo do Porto pode ficar bem jeitoso com Fernando, Herrera e Carlos Eduardo. Mas se o meio campo do Porto mostra sinais de revitalização já o do Gil Vicente segue o caminho oposto. Até arranjei ontem uma alcunha nova para o Luan: o zombie. Luan, o zombie. O João de Deus diz que o campeonato do Gil Vicente começa agora! Segura-te, Olhanense, vais ser a próxima vítima dos walking dead de Barcelos. Ou será que um Daryl qualquer se revelará? Walking Dead vs Galácticos de Olhão. A não perder.

Vitória de Guimarães 1-0 Rio Ave - Mandem o Hassan para o Tractor do Toni para a culpa começar a ser do Hassan, se faz favor. Se não marca golo nem quando é o Moreno na marcação então é porque tem bicho! Este jogo sublinhou todos os problemas do Rio Ave: baliza, extremos e ponta de lança. Ederson é mal batido, Hassan não conseguiu concretizar as oportunidades que teve, Braga e Ukra tentam recuperar o caminho das boas exibições mas tudo lhes sai mal. O Vitória vence o jogo mais por demérito do Rio Ave do que por mérito próprio. Rui Vitória continua a batalhar para reconstruir a muralha defensiva que tinha instalado e parece-me que Moreno dá sinais positivos (pasmem-se!). Foi um espectáculo muito fraquinho este no D.Afonso Henriques, destaco apenas o regresso ao campeonato do Filipe Augusto, que até fez uma exibição porreira ao lado do Tarantini e do Diego Lopes, precisamos de jogadores assim no nosso campeonato.

Marítimo 1-0 Vitória de Setúbal - Fraldas e um cuecão de couro. O piloto do avião deixou o plantel do Setúbal todo borrado, enjoado e a rezar ao Deus Yekini que a 39ª tentativa de aterragem finalmente lhes trouxesse o asfalto aos pés. Saiu tudo a chorar baba e ranho do avião - pudera - mas havia um homem que surgia impávido e sereno a ajeitar os tomates, enquanto descia as escadas do avião: Kieszek. O guardião que mais parece um espião do KGB parou todas as iniciativas do Marítimo e levou ao desespero os madeirenses. Só uma recarga de Nuno Rocha, depois de mais uma defesa de Kieszek, desbloqueou o resultado. O Marítimo voltou a usar um central a lateral, organização que já tinha dado resultado frente ao Porto e o Vitória pouco ou nenhum perigo criou na baliza do Salin. Ambas as equipas seguem tranquilas no meio da tabela. 

Arouca 1-1 Nacional - Grão a grão enche o Arouca o papo. Grão a grão passa o Nacional fome. Se o Arouca vencesse este jogo dava um salto valente na fuga à despromoção, assim deu apenas um saltinho. Dominou a maioria do jogo, mas a desinspiração de Nouioui não lhes trouxe os 3 pontos. O demónio Djaniny surgiu sem vontade para diabruras e o Nacional, em jornada de Estoril vs Braga, não aproveitou para descolar. Os meus parabéns aos dois treinadores que têm aqui duas equipas que dá gosto ver jogar. Foi um dos jogos com melhor futebol da jornada e para isso contribuiu e muito Pedro Emanuel ao escolher uma equipa com um meio campo de vocação ofensiva, a jogar bom futebol.

Estoril 2-1 Braga - Eu já não via um Braga tão mau desde os tempos do Abiodun. Este bidon d'or ainda joga à bola, no Merelinense, e suspeito que no Merelinense se arranja um quinteto defensivo melhor do que Miljkovic, Sasso, N.A.Coelho, Nurio e Custodio. O Estoril ainda jogou uma hora sem o Sebá mas tenho a impressão que mesmo a jogar só com defesas e médios o Estoril ganhava o jogo. Nuno André Coelho só faltou o chapéu de sol, correio da manhã e cadeirinha para parecer o verdadeiro turista de Carcavelos. E por falar em praia de Carcavelos, será que o scouting do Braga viu o Nurio a correr no arrastão e acharam que tinha velocidade para lateral? Eu acho que foi por aí. O rapaz até já está na Gestifute, na volta foi o Jorge Mendes que o viu a correr no arrastão. Grande bailinho que o Marco Silva deu no prof.Zualdo.


Sem comentários:

Enviar um comentário