quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Tutoriais para Totós Nº4

Como ser um GRANDA PAINELEIRO em Portugal?

Se o futebol para ti é uma coisa demasiado complicada e o que gostas mesmo é de peixeirada, palavrões e mediatismo, então nós aqui no blog Ai Vale Bujas, que não quer que te falte nada, ensinamos as mais variadas vias para conseguires ser um granda paineleiro.

Tal como no trânsito da ponte 25 de Abril convém escolheres a via que tem menos carros à tua frente, também para se ser um granda paineleiro convém escolher a via que mais rapidamente te leva ao mágico horário das 22 horas. 

1ª VIA) "SER UM GRANDA GORDO" - A MAIS FÁCIL aka Via Verde. O Gobern, o Serrão e o Eduardo Barroso de bola, já toda a gente sabe, percebem ZERO. Então como é que explicam estes gordos sentarem aquele rabo adiposo à frente das câmeras? Simples. Toda a gente curte gordos. O Fernando Mendes no dia em que lhe apetecer ser paineleiro ninguém o pára. Vai ser o Deus dos paineleiros. Então e porque é que esta via é a mais fácil? Simples, só precisam de 15 ou 20€ por dia para irem fazer todas as vossas refeições ao Mac. Ai são pobres? Então se são pobres nunca podem optar pela via fácil, têm sempre que ir pela difícil, seus pobres sem dinheiro na pobreza da miséria! Odeio pobres, 'dass



2ª VIA) "POLÍTICA" - A via pela política com atributos especiais. Não é fácil, mas se tiverem estômago para segurar o vómito e se conseguirem adormecer à noite, depois de um dia pleno em trafulhices e lambe-botismo, às vezes até favores sexuais a terceiros, então esta é a vossa via. Demora mais tempo do que a dos gordos mas depois, com sorte, até dá para conseguir conciliar negócios entre as merdas que vocês administram e os vossos clubes preferidos. Isto tudo enquanto verborreiam felizes na televisão. Mas não chega ser-se político para se chegar a paineleiro. Político e... Especialista em onanismo porque uma característica comum a todos eles é o bailado de mãos que proporcionam ao telespectador.


3ª VIA) "EU QUASE FUI..." - ...Um grande artista. Conheço um rapaz que tentou com muita força ser o Eddie Vedder e que hoje em dia está na RTP/RDP a tentar dar a sua opinião sobre jogos de futebol. Este rapaz, coitadinho, fundou uma banda chamada Zero Cego que uma vez vi no Almada Forum, ao vivo, enquanto comia uns nuggets. Uma tristeza. Outro rapaz quase foi um lateral esquerdo mas nunca conseguiu ultrapassar a linha que separa o cepo do barrote. Sim, para vossa informação ainda há outra linha que separa o barrote do jogador a sério, imaginem só o nível do rapaz. Hoje em dia é um famoso especialista (lol) na Sport TV. Já sabem, portanto, tentem com muita força ser um grande artista. Não é fácil, exige muito trabalho e ao mesmo tempo DNA de loser. Só esta conjugação celeste de esforço e dedicação com falta de talento vos pode proporcionar o lugar de granda paineleiro na televisão. 

4ª VIA) "DARTH VADER DOS MEDIA" - Complicado, mas possível. Envolve skills de ninja, umpa lumpas a trabalhar para vocês numa cave e a NSA. Ninguém se importa se vocês percebem ou não de bola porque a audiência está mentalizada que vocês percebem. Os Umpa Lumpas enviam-vos reports de 20 jogos das ligas da CONCACAF todas as semanas. Vocês agarram nuns quantos nomes aleatórios e dizem umas coisas aleatórias sobre eles. Usam termos como "transição defensiva", "fase de construção" e "raio de acção". O público reage, alucinado e, quando sentirem que aquele é o momento (a NSA diz-vos), dizem a mágica frase "eu já tinha falado neste jogador em mil nove e picos". Está feito. Têm o público na mão. Podem agora dizer disparates como:
"Enquanto os adeptos do Benfica festejarem golos de Cardozo, vão ter mais dificuldade em festejar titulos, mas cada um festeja o que quer..."
"
E onde estão hoje os detractores do Costinha? Pois é, convém ver jogos, não só analisar resultados."
Um dia, quando estiverem frente a frente com o Luís Freitas Lobo, vão poder dizer-lhe "Luke Freites Lobe, Ai eme ior fáder"

5ª VIA) "SUPREMO MESTRE DOS MESTRE, DEUS DOS PAINELEIROS NA TERRA, O MAIOR, CARAL**, O ÚNICO RUI OLIVEIRA E COSTA" - Eu podia dizer que para serem o Rui Oliveira e Costa só precisam de ir tirar um curso de anti-linguística, deitar abaixo 1 Bushmills por dia e serem bons em gráficos e estatística, mas esqueçam. Este nível ninguém conseguirá atingir. Rui Oliveira e Costa. Imaginem uma portagem na ponte que tem fila desde a ponte até Albufeira no Algarve.





PS: Não falei no Rui Gomes da Silva porque sei que os Umpa Lumpas do Carlos Daniel também trabalham para o Sr Rui e estão a ver o meu blog. Por este motivo poderia vir a perder o emprego se dissesse mal dele. 

Um abraço, RGS, adoro-te muito, fofinho, és o maior.



11 Pé de Barrote Nº8

O equipamento é em homenagem aos extintos galácticos de Olhão do Abel Xavier! 3 Avançados cepos como ele bem gostava de usar.

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

8ª Jornada 2013/14

Porto 3-1 Sporting - Um resultado que espanta mais os portistas que os sportinguistas. Apesar de toda a fanfarronice decorrente desta vitória, não conheço um único adepto dos azuis que contasse com esta exibição e demonstração de superioridade. Os sportinguistas preocupam-se agora, legitimamente, com a forma como a equipa irá reagir à primeira derrota. Acho que não têm motivos para grande preocupação já que o clube não se propõe a ser campeão. A defesa é insuficiente para tais feitos e só mesmo com um Porto e Benfica muito fracos é que o Sporting poderia aspirar a qualquer coisa. Ontem as coisas podiam ter corrido muito pior para o Sporting se o Porto depois do 3-1 continuasse a moer o Rojo e o Mauricio, jogadores que já estavam com atenções centradas nas canelas adversárias e não tanto no jogo. No entanto nem tudo foi mau ontem para os lados de Leonardo Jardim. Se por um lado percebeu de forma cruel que esta defesa é insuficiente para vôos mais altos, por outro deve ter ficado satisfeito com a forma como o seu tridente de meio campo se bateu com Fernando, Herrera e Lucho. O problema é que depois, mesmo quando Adrien ou Martins se conseguiam libertar, o ataque esbarrava numa defesa portista perfeita na antecipação, sendo Carrillo ou Wilson Eduardo ainda muito verdinhos para estas andanças.
Se por um lado este resultado serve para moralizar e muito o Porto, surge agora a dúvida no ar de como irá o Sporting reagir depois do primeiro desaire. Bruno de Carvalho, depois de inúmeras bocas que fizeram vibrar o mais medricas adepto sportinguista, ontem reagiu sereno, sem perder as estribeiras, ao que via em campo. Resignado ou realista? Resignado e realista?

Benfica 2-0 Nacional - Eu juro que vi o Jesus e o Manuel Machado abraçados um ao outro no final do jogo. Não me internem no Júlio de Matos já, eu juro pela mãe da Érica da Casa dos Segredos que eu vi! Eu vi! Também vi o Ivan Cavaleiro e o Gaitán a dançar o bailinho da madeira com o João Aurélio e com o Marçal. Tenho medo é que me internem no Miguel Bombarda se eu disser agora que vi não um, mas dois laterais do Benfica a jogar bem à bola. Dois! O Siqueira e o André Almeida a jogar bem! É demais? Então e se eu disser que o Manuel Machado disse "já fede" na conferência de imprensa? Casa amarela comigo?
O Benfica fez uma exibição segura na defesa, o Matic melhorou, o Gaitán e o Cardozo mostraram classe, o Ivan e o Rodrigo esforçaram-se e o Jesus não inventou, apesar de eu achar perigoso jogar com 2 médios centro em baixo de forma contra jogadores como o Claudemir ou o Jota, que estão num bom momento. Correu bem porque a equipa melhorou, explorou o pobre João Aurélio pela velocidade e o pobre Marçal pelos rins, mostrou determinação e vontade de resolver cedo o jogo.

Braga 0-1 Académica - Vale a pena ver jogos do Braga esta época a não ser que sejam adeptos do Braga. Ver o Edinho a jogar é um espectáculo. Eu quando era puto era um bocado sádico. Às vezes via formigas no parapeito da janela e em vez de as matar logo não, mandava-lhes só assim uma dedada para elas ficarem todas malucas a andar desnorteadas. O Edinho é isto. Parece que levou uma bardoada no cérebro e depois quando a bola é cruzada por um Pardo qualquer, ele em vez de se fazer à bola faz-se às costas dos avançados. Às vezes, em noites de lua cheia, quando um qualquer Aníbal Capela lhe dá uma abébia, em vez de acertar na baliza, acerta na lua com medo que a transformação para lobisomem comece. Mas não é fácil jogar com o Ruben Micael atrás, dizem vocês. Pois não, amigos. Mas o Prof Zualdo optou jogar com o Pardo, Micael e Edinho de início em vez de jogar com o Agra, Alan e Eder. Eu sei que é complicado jogar contra o melhor trinco do campeonato - Fernando Alexandre - mas porra, Reiner Ferreira a lateral esquerdo, Aníbal Capela a central, é preciso ser-se muito cepo para não marcar golos a esta defesa!

Vit.Setúbal 0-0 Belenenses - Horrível. Duas equipas maricas. Que o Setúbal vai piorar com o Couceiro acho que ninguém tem dúvidas, agora o Belenenses do Marco Paulo ir ao Bonfim jogar para o pontinho? Tiveram azar na lesão do Miguel Rosa, mas o Tiago Silva podia perfeitamente ter sido titular - mesmo apesar de ter feito um jogo mauzinho quando entrou. Só quando o Miguel Pedro foi expulso é que se lembraram que havia um jogo para ganhar. Safou-se o Setúbal graças ao Kieszek que fez duas defesas brutais no final do jogo. Muito fraquinho.

Olhanense 1-0 Arouca - Estou triste. O Ricardo, voz de clarinete, nunca mais deve calçar no nosso campeonato. Vou ter saudades deste jogador que tantas alegrias deu aos adeptos dos clubes rivais. O Luisão aposto que está choramingas hoje como eu. Porquê? Porque é que ele não calça mais? É que o Olhanense agora tem guarda-redes! Mais. O Olhanense agora tem defesa. Primeiro, têm na baliza um esloveno monstruoso, Vid Belec, que ontem fez defesas brutais e que tem escola do Inter. Não, não é no Inter da Foz do Iguaçu, é mesmo no Internazionale Milano. Depois, Per Kroldrup! Quem? Se não sabes quem é o Per Kroldrup tenho pena tua. Internacional dinamarquês, fez carreira na Udinese e na Fiorentina. Está nos galácticos de Olhão! Sim! No Olhanense! Ontem fez um jogo do caraças mesmo tendo ao lado um Diakhité qualquer.
O Mehmeti continua cepo todos os dias...
O meio campo do Arouca continua a pensar que os jogos de futebol são um spa ou umas termas para idosos...

Os adeptos do Olhanense continuam revoltados com a situação do seu estádio...
Na sequência desta vitória, Abel Xavier é despedido. Motivo? É futebol, não há razões específicas.
Fim dos galácticos de Olhão... Uma pena. Portugal ainda não está preparado para descolorados.


Paços de Ferreira 1-3 Vitória Guimarães - Estou triste mais uma vez. Acreditem ou não, desenvolvi compaixão pelo péssimo trabalho do Costinha. É o mesmo tipo de compaixão que me faz recordar com saudosismo nomes como Carlos Azenha ou Luís Campos. Grande jogo na Mata Real. Grande apoio vimaranense. O jogo era decisivo e, apesar de tudo, parece-me que Costinha nunca perdeu o controlo do balneário. O problema do Costinha não é na comunicação com o plantel mas sim na preparação táctica da equipa e na falta de noção do que está a fazer ao rodar em demasiado a equipa num plantel manifestamente curto. 
O jogo até começou bem para os castores, com uma grande buja do Sérgio Oliveira, mas a resposta do Vitória foi forte e o Paços pouco esperneou até final do jogo. Mesmo no final da 1ª parte, Gregory comete um dos penaltis mais estúpidos que já vi este ano e faz com que a sua equipa vá para o intervalo empatada. Rui Vitória, que não inventou (Russi foi patético contra o Betis, joga o Tomané), viu a sua equipa entrar com uma raça determinante no desfecho do encontro. Sem Maazou na frente, o Guimarães fartou-se de moer e pressionar o Paços através do Tiago Rodrigues, André Santos (quem o viu e quem o vê) e do Leonel Olímpio. Resultado final: Costinha out. 


Rio Ave 0-1 Gil Vicente - Roderick a titular? Check. Braga e Ukra titulares? Check. Salin titular? Check. Então, sinceramente, o que é que esperavam? Se até no Rio Ave há vacas sagradas que não podem sentar o cu no banco mesmo quando estão em modo Chipre, então é bem feito o que lhes anda a acontecer. Jogo enfadonho, desbloqueado por uma buja do Luís Martins. Grande início de época do rapaz. Grande início de época do Gil do João de Deus. 

Marítimo 1-3 Estoril - Sabem aquele quarteto defensivo da Académica com o Reiner e o Djavan? Esqueçam. Decorem esta defesa: Briguel (lol, quem mais), Márcio Rozário (lol, quem mais), Gegé (internacional por Cabo Verde, GRANDE CEPO), Ruben Ferreira (o lateral palito, que até prometia o salto para um grande... LOL). Balboa, Luis Leal e Sebá, o trio "tá de noite, belhote", não saiu dos barreiros sem 3 espetadas de lulas e gambas no bucho. Golos para todos os gostos, sempre com o carimbo especial duma defesa descontrolada! O Marítimo ainda conseguiu dar uma trinca no Estoril com um penalty inventado pelo Sr Bandeirinha que deve ter tido medo de cair ao buraco da Madeira.

 

 

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

EUROPA, Fase de Grupos, 3ª Jornada


Porto 0-1 Zenit - A tendência repete-se. Na 2ª jornada do grupo escrevi que o Porto tinha realizado a melhor exibição da época frente ao Atlético, este jogo não esteve muito longe dessa exibição. Ao fantástico quarteto defensivo Danilo, Mangala, Otamendi, Alex Sandro, junta-se um polvo gigante chamado Fernando que neste jogo fez de Herrera, de Moutinho e às vezes até de Bruno Alves. O Zenit mastigava a chiclete, arrefecia o jogo para temperaturas siberianas e tentava contra-ataques transalpinos. Enquanto isso, Hulk lembrava com saudade a noite do Porto e tentava por todos os meios não levar porrada dos Super Dragões no final do jogo. O Porto tem azar neste jogo mas pode tirar algumas conclusões. As primeiras, positivas, têm a ver com a disponibilidade dos jogadores que não deixaram sair para maiores campeonatos - principalmente Fernando, Mangala e Jackson. Estes jogadores mostram rendimento tanto na Europa como no campeonato nacional, mostram profissionalismo, mostram uma forma de estar no futebol exemplar. A juntar a estes, a prata da casa: Lucho e Varela. Um transpira classe, é talvez o jogador com o futebol mais bonito de toda a liga portuguesa e o outro, que não tem nem 1/3 da classe de Lucho, mostra esforço e vontade de ir à procura do seu lugar. Ambos, enquanto os gémeos aguentam, dão tudo ao seu Porto. Depois, conclusões negativas que têm a ver com os reforços. O Porto, pela primeira vez desde Pizzi e Esnaider, não se reforça bem. A manta é curta. Se tapa o peito não cobre os pés. Josué, Licá e Ghillas não são jogadores para o Porto. Herrera e Reyes, pelo valor que custaram, não deveriam ser esta incógnita, deveriam ser certezas. Mas claro, depois recordo-me da chegada de Alex Sandro ao clube e fecho a matraca. De qualquer forma, parece-me mesmo que o plantel do Porto é curto e não tem soluções suficientes para esta época.

Benfica 1-1 Olympiakos
- Este Benfica é uma viagem pelas artes. Em meses consegue viajar desde o renascentismo do Sec XV ao dadaísmo do Sec XX. Este Benfica é Avant-garde! Para quê deixar a Mona Lisa assim se a posso desenhar com um bigode? Querem bigodes Cosme Damião? Aí os têm! Não estavam era à espera que eles aparecessem na Mona Lisa, pois não? Não estavam era à espera que o bigode fosse aparado pelo Matic, pois não? Queriam uma coisa à Duchamp... É a vida. 
O Benfica não tem ponta por onde se lhe pegue. Neste momento imagino o Jorge Jesus com a tela à sua frente e com 5 nomes na tela: Artur, Luisão, Garay, Enzo Perez e Cardozo. O artista Jorge Jesus sabe que quando a sua obra estiver pronta, o Porto deste ano dificilmente arranjará manta suficiente para a tapar. Mas que fazer quando tudo teima em ficar de pernas para o ar? Vamos por partes.
Defesa. O que se passa na defesa? Será que o nosso quarteto está assim tão mal? Não, não está. O problema do nosso quarteto é o que está à frente dele. O Matic está amuadinho, coitadinho, queria tanto ir para o Chelsea ser suplente, era tão bom viver em Londres. O Fejsa, o nosso maravilhoso scouting não foi suficientemente longe para perceber que o rapaz faz 4 jogos e lesiona-se. Os nossos meninos extremos, defender está quieto, pressionar está quieto. O que é bom é receber a bola e esperar pelo apoio do Enzo, ele que resolva mesmo que eu tenha só um cepo lateral adversário à minha frente. O Ola John está bem é à 1 da manhã, durante a semana, a pedir nuggets no MacDonalds do Fogueteiro. E depois há o Lima, que era suposto ser o nosso primeiro tampão, em vez disso ele é que precisa de um tampão para meter vagina acima a ver se lhe estanca o período.
Depois há o nosso ataque. Maravilhoso ver tanta criativi... Perdão. Tanta previsibilidade. O Siqueira está a justificar bem a festa noite dentro por parte de alguns adeptos. Temos lateral agora!!! Viva o Siqueira, abaixo o Cortez! Poupem-me, nunca vi um flanco esquerdo tão amorfo, tenho a impressão que até o Emerson sabe dar uma linha de passe no ataque, sem se esconder. Tenho a impressão que vi mais vezes o Emerson a chegar à linha de fundo e a partir para dentro da área. O que é o Siqueira até ver? É um cepo ao nível do Emerson ou do Cortez mas com uma ou duas diferenças. Primeiro não é preto, o que desde logo faz com que o adepto benfiquista vire as sinapses logo para o Coentrão em vez de as virar para o Emerson, como fizeram com o Cortez. Sugestão: comecem a olhar para ele como quem olha para o Peixoto. Talvez resulte para perceberem. Depois, a outra diferença, é que o Siqueira ainda consegue ser mais sarrafeiro que o Emerson e que o Cortez. É durinho, dizem! Não, amigos, não é durinho, ele não sabe é o que anda a fazer nem sabe quando deve ser durinho.
Portanto, meus amigos, está na hora do Jesus se armar em moisés e dividir o Mar Vermelho. Calha bem porque até temos uma equipa B e tudo. Quem vai para a margem da equipa B? Simples. Ola John, Lima e a princesa Djuricic. Mas não é ir para a B para serem titulares, amigos. É sentar o cu no banco a ver os miúdos que têm vontade a jogar à bola. Quem vem para a equipa A? Urreta e Ivan Cavaleiro. Joga-se com o Gaitán ou com o Markovic atrás do Cardozo. Fica o Rodrigo como alternativa ao Cardozo. Mete-se gente com velocidade e vontade de jogar à bola nas alas. Reza-se para que o Sulejmani prove os pezinhos que tem. Atrás, devolvam a lateral direita ao Maxi e entreguem a esquerda ao André Almeida, se faz favor. Fica o Silvio para o que der e vier, encostem o Siqueira, devolvam o Cortez.
Algo tem que mudar. Não tenhas medo, Jesus, arrisca. Agita as águas. Devolve a alegria ao clube. Só tu o podes fazer, mais ninguém, no meio de tanta mediocridade.

Paços de Ferreira 0-2 Dnipro - Costinha contra Juande Ramos. E quem o viu e quem o vê. Lembram-se daquele Sevilha do Kanoute, Luis Fabiano, Navas e Adriano? Pois é, aquele futebol de ataque parece que congelou quando este técnico virou agulhas para os gasodólares. O seu Dnipro, com um plantel temível, é uma equipa que se deixa engonhar por um Paços ingénuo do Costinha, que já não sabe mais o que experimentar para dar a volta à situação. Ontem experimentou jogar sem ponta de lança, sem uma referência no ataque, a equipa criou perigo através de algumas bujas ocasionais e pouco mais. Deu-se mal, mais uma vez, num jogo onde também não era expectável que conseguisse muito mais do que uma derrota. Mas contra este Dnipro, dum Juande Ramos que me parece sem a chama de outros tempos, acho que o Paços dos bonés JCA não teria perdido isto. Pessoal, o Mota está desempregado! É só o que tenho a dizer!

Friburgo 1-1 Estoril - O pior resultado da época para o Estoril do Marco Silva! Empatar com a equipa do Gelson Fernandes? Onde já se viu? O Friburgo está a pagar bem a aposta neste cepo e ainda não conseguiu ganhar um único jogo esta época. Nem a contratação do Darida (ex-Plzen) serve para contrabalançar o efeito nefasto que Gelson tem na equipa! De qualquer forma há aqui uma coisa que não percebo muito bem. O Estoril dominou o Friburgo na 2ª parte... O Gelson Fernandes foi substituído aos 46'... Hum... O futebol tem razões que a própria razão desconhece. Primeiro ponto do Estoril nas competições europeias. Só custa o primeiro, a qualificação é difícil mas neste grupo é possível.

Betis 1-0 Vitória de Guimarães - Fernando Russi: Barueri, Limeira, Ituano, Limeira outra vez, Noroeste, Treze (Paraíba, sô, Campina Grande, mané, 4º classificado do campeonato Paraibano!) et voilá... Vitória. Meteu pena. Isto meteu dó. Ver uma equipa cheia de vontade, disciplinada, a chegar bem ao último terço, para depois este rapaz ou estar fora de jogo, ou se esconder ou nem sequer conseguir dominar uma bola. É mau demais. Nunca pensei que o Maazou fizesse tanta falta! O Vitória não é inferior ao Betis (pelo menos ao Betis que joga na Europa) e vai mostrá-lo no Afonso Henriques. O Vitória é a maior esperança portuguesa na Liga Europa. Não vejo o Lyon ou o Betis a ganhar em Guimarães!


domingo, 13 de outubro de 2013

11 Pé de Barrote Nº7

Pensavam que nos tínhamos esquecido? Ai não faz sentido fazer o 11 Pé de Barrote uma semana depois?
O atraso dá-se devido ao facto de o Ai Vale Bujas saber que vocês estão todos entediados com as selecções e têm saudades do campeonato. Com este 11 podem voltar a recordar-se do Ricardo a cair com a bola para dentro da baliza ou do Rafael Martins a fazer aquele atraso à Secretário!
DE NADA.

O equipamento é a fazer lembrar o Rio Ave do Peu, Niquinha e Gama.

PS: Obrigado aos facebookeiros que nos deram muitas dicas para este 11

terça-feira, 8 de outubro de 2013

7ª Jornada 2013/14

Académica 0-1 Rio Ave - Estreia a titular de Roderick no campeonato! Um dia feliz para a Académica? Nem por isso. Este jogo, salvo raras excepções, deu pena. O Ukra jogou um bocadinho melhor mas no Rio Ave continuam a brilhar apenas Tarantini e Diego Lopes, tudo o resto está péssimo. O Salin cada vez que vê um cruzamento começa a pensar nos teletubbies lá do monte onde ele vive. Do lado dos estudantes se eu vos disser que a estrela maior foi o Diogo Valente e as suas bujas então estamos conversados. Tinha que ser o nosso amigo Reiner a desbloquear o resultado! Nós aqui no blog gostamos muito dos quartetos defensivos da Académica. Gostamos tanto que a partir de agora a Académica não tem defesa, tem quarteto fantástico! O Tocha-Humana é o Reiner, óbvio, quem melhor para queimar os colegas? Não percam os próximos episódios onde revelaremos quem é o Coisa.

Sporting 4-0 Vitória Setúbal - Hino à alegria. O Sporting encontrou em Bruno de Carvalho o seu Beethoven, em Jardim o seu maestro e em Montero o seu tocador de piano. Vejo putos sorridentes com camisolas do Sporting a irem na direcção do estádio, vejo pessoas orgulhosas do seu clube que foi remodelado e que agora exibe no relvado, orgulhoso, os seus putos da formação, tudo como mandam as leis. E os resultados estão aí para toda a gente ver. Mas este jogo não começou fácil, o Sporting ainda se viu um bocado à rasca porque o Vitória do Mota não se entrega por dá cá aquela palha... Foi então que no finalzinho da 1ª parte, contagiado por toda esta alegria leonina, Rafael Martins resolve homenagear o grande rei dos atrasos: Carlos Secretário. Montero agradeceu o secretariado e o Sporting embalou para uma vitória trucidante. Mais uma.
Este blog ficou muito feliz com esta vitória do Sporting. Porquê? Porque fez com que o José Mota, o mítico, tenha agora as portas abertas para regressar ao Paços, isto quando o Paços resolver o imbróglio da indemnização ao Costinha. Mas acham que este é o único motivo? Estão enganados! Couceiro de regresso à 1ª Liga! Sitcom sem parar! Está encontrado um dos principais candidatos à descida, eu que pensava que o Vitóriazinho do Tacuarita que tem pouco dinheirinho até ia fazer uma época tranquila. Enganei-me.

Belenenses 2-0 Olhanense - O que se passa com os nossos galácticos de Olhão? Mais ou menos o mesmo que se passou com o Besiktas quando contratou o Guti e o Quaresma... Acabou-se o dinheiro, acabou-se a vontade de correr. Já o Belenenses, com uma gestão realista dos recursos, arma-se em laranja mecânica mas o sumo em vez de sabor a laranja, teve sabor a marisco. O domínio do Belenenses foi tal que eu já estava mesmo a ver a substituição do Overmars pelo Reiziguer só para fazer pirraça do Abel Xavier.
Mas o que eu gostava mesmo que vocês vissem, mesmo, mesmo a sério, era o golo que inaugura o marcador neste jogo. O 1º golo do Miguel Rosa é o motivo pelo qual o Ricardo "voz de clarinete" é um dos nossos preferidos para a titularidade do 11 Pé de Barrote. Vejam aqui

Gil Vicente 2-1 Paços de Ferreira - Substituiçoes! O Paços teve no jogo com o Pandurii uma das melhores exibições da época, principalmente por culpa do Rodrigo António - que substituiu o Tony nesse jogo -, Felipe Anunciação - que substituiu o Romeu Rocha - e pelo Tiago Valente - substituiu o Ricardo. Estes deram maior estabilidade à equipa e o Pandurii pouco perigo criou na baliza do António Filipe. Ora, que é que se lembra o Costinha de fazer para este jogo? Exacto. Tony, Ricardo e Romeu Rocha de regresso à titularidade. O Gil Vicente, com um plantel mais curto, já leva 11 pontos. Qual é a defesa deles? Gabriel, Hallisson, Danielsson (ou Pecks) e Luis Martins. Estável. Mesmo com o cepo do Pecks mantêm-se estáveis. Mas porque é que eu estou a falar tanto em substituições? Porque este jogo foi resolvido por elas. O Pecks entrou aos 69' e aos 71' estava na área a inaugurar o marcador, com o Ricardo a fingir que é um congelado pescanova. Sabem o que faz o Costinha? Mete o Sérgio Oliveira! Que é que acontece 2 minutos depois? Este astro, de carrinho a tentar cortar uma jogada do Avto, assiste o João Vilela para um golo fácil. Substituições. Tudo uma questão de substituições. Por falar em substituições... O José Mota está disponível para substituir o Costinha!

Nacional 3-0 Braga - Manuel Machado não quis deixar o seu rival Jorge Jesus escapar na classificativa e com a eloquência habitual, citou Marquês de Sade na recepção ao Braguinha do Zualdo: "A destruição, tal como a criação, é um dos mandatos da natureza". Está bem que o sádico Manuel Machado teve sorte porque o Mateus se lesionou, mas o Sr Zualdo meteu-se a jeito. Custódio, Mauro e Ruben Micael no miolo foram violentados pelo Jota, pelo Al-Ghazal e pelo enorme Claudemir (excelente início de época) enquanto que o Edinho justificava, sempre que recebia a bola, o porquê de já ter sido convocado para a selecção nacional: ou a perdia, ou mandava ao lado! Grande exibição do tridente ofensivo madeirense. O Djaniny está numa forma muito superior à do Mateus e provou-nos isso. 

Vitória de Guimarães 1-0 Marítimo - Briguel. Vamos falar no Briguel? 34 anos de dedicação à ilha da Madeira. Consta que quando nasceu já vinha com a carapuça madeirense e a falar duma forma esquisita. Predestinado, dizem uns. Um cancro, dizem outros. Nós gostamos do Briguel e de jogadores como o Briguel, desbloqueadores de resultados. O Marco Matias agradeceu a dádiva de ter o Briguel na marcação para inaugurar o marcador. Este Vitória do Vitória conseguiu alcançar mais uma vitória. O Vitória joga à italiana. É cínico. 3 Dino Baggios ali no meio, um Marco (Matias) Simone, um quarteto defensivo disciplinadíssimo - Moreno e tudo! - e dois palancas lá na frente, a correr, a moer o adversário, pacientes de que o seu tempo irá chegar. No final do jogo o Pedro Martins chorou mais uma vez as arbitragens... A ironia de exibir cepos como o Márcio Rozário e o Briguel para depois vir queixar-se das arbitragens.


Arouca 1-3 Porto - Eix! Se o Porto a jogar mal, ganha, imaginem se o Porto jogasse bem! Eix! Aquele Mangala joga tanto à bola que podia ser dentista pela quantidade de dentes que arranca aos adversários! Eix! O Josué é tão caridoso! O Josué lê o blog Ai Vale Bujas, sabe que não há água quente no estádio e por caridade dá banho de cuspo ao Luís Dias! Eix! O Herrera custou 8 milhões! Que estrondo este Porto! Rennie nos mouros todos! *penduricalho do saxo cup a abanar no regresso à Rebordosa*

Estoril 1-2 Benfica - Tensão sem tesão. Os jogadores tinham aqui uma oportunidade para mandar o Jesus regressar ao presépio, mas resolveram correr pelo gajo que lhes passa o cheque do ordenado, enquanto sonham com um qualquer Mónaco ou West Bromwich Albion. Os adeptos estão cada vez mais pelos cabelos, mas isto mais umas 3 ou 4 vitórias seguidas e não tarda está aí tudo com penteados à Fejsa, com fitinha à volta da testa, a criar a onda vermelha. Nem sei como é que a Pantene ainda não se lembrou de shampôo que cria caracóis com ondas à Benfica ou madeixas à Jesus. Enfim, damo-vos ouro, este blog dá ouro.
Quanto ao jogo, o Benfica melhorou ligeiramente com o Matic e o Enzo no meio, mas com o Lima a jogar com esta vontade - eu sei, marcou um golo - e com o Rodrigo que parece estar a regredir mais do que a evoluir, torna-se complicado. A 2ª parte foi mais durinha, reinaram agressões e o Cardozo. O golo do Cardozo é considerado agressão tal foi a violência com que ele tratou a redondinha.
Vêm aí duas semanas para descomprimir. Estamos curiosos com o Benfica que se avizinha.

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

EUROPA, Fase de Grupos, 2ª Jornada




Porto 1-2 Atlético Madrid - Melhor jogo do Porto esta época mas... Muito longe do passado recente do clube. Nos últimos 3 anos vimos um Porto que depois de estar em vantagem se tornava quase imbatível. Arrefecia o jogo, mantinha percentagens altíssimas de posse de bola nem que para isso tivesse que passar minutos a circular a bola pelo Helton. Esta gestão acabou, não neste jogo porque seria difícil mantê-la contra uma equipa deste nível, mas acabou no que já vimos do Porto esta época, dentro e fora de portas - lembrem-se de Viena. Esta equipa é demasiado imatura na frente e vai cumprindo apenas por ter um quarteto defensivo de classe mundial. Neste jogo não chegou e, apesar da muito boa primeira parte, o Atlético voltou para a 2ª com o Porto bem estudado - dedinho do Simeone na leitura do adversário? A substituição do Villa pelo Cebola não fazia muito sentido na minha cabeça mas o que é certo é que esta substituição e a do Koke pelo Baptistão, fizeram com que o meio campo do Atlético mastigasse o Porto e mesmo sem um único avançado puro em campo, o Atlético era quem chegava melhor ao último terço do terreno. O resultado não surpreende pela classe que o Atlético demonstrou na 2ª parte. O Tiago está como o vinho do... Porto. 

PSG 3-0 Benfica - Antes de irmos ao jogo quero dizer-vos que vi quase todos os jogos do PSG esta época. O Laurent Blanc é contestado pelos adeptos do seu clube porque com o orçamento e jogadores que tem à sua disposição, não mostra futebol condizente. E não mostra mesmo. Lembro-me por exemplo da exibição que esta equipa fez contra o Ajaccio ou contra o Valenciennes e não seria escândalo nenhum se eles tivessem perdido estes jogos. O ataque funciona com base no rendimento do Zlatan. O Lucas não se percebe como não entra de caras na equipa. O Cavani não está a justificar os milhões investidos. O Lavezzi está longe dos anos de Nápoles. O Pastore é uma sombra do Pastore do Palermo, não evoluiu nada enquanto jogador.
Neste contexto, posso dizer sem sombra de dúvidas, que o Benfica foi o adversário mais tenrinho que o PSG apanhou esta época. Quando o Vieira vai à CMTv dizer que não vendeu jogadores porque tem o sonho da Champions League um gajo ri-se. Quando o Matic vem a público dizer que jogar na Champions é outra motivação, um gajo zanga-se e depois larga um "bem, ao menos contra o PSG comem a relva". Mas não comeram. Foram desmamados. Foram patéticos. O PSG fez-lhes o que quis. Primeiro tirou-lhes os 3, a seguir foi-se embora sem deixar número de telemóvel e deixou-os todos a chorar de amor, amor que perdurará até à chamada telefónica do empresário a dizer-lhes para apanharem o avião para S.Petersburgo. Amar o Benfica é que não amaram nesta noite. Ficaram-se pelo sonho de uma dia representarem uma grande conta bancária.

Slovan Liberec 2-1 Estoril - O Estoril merecia pelo menos o empate. Jogar com 10 praticamente uma hora neste estádio não é fácil e depois do que vi, parece-me que o Slovan não ganha no António Coimbra da Mota. O desgaste que o Estoril sofreu pode beneficiar o Benfica... Mas já contra o Porto se achava isso e depois foi o que se viu. O Luís Leal está um senhor ponta de lança. O Gonçalo Santos está um senhor nº6. O Sebá está-me a surpreender muito. 

Paços de Ferreira 1-1 Pandurii - A equipa que eliminou a constelação de internacionais portugueses das competições europeias voltou a Portugal! Umas 500 pessoas viram este jogo no Afonso Henriques! Tenho que dizer uma coisa... O Costinha está a mudar... Para melhor. O Paços está a encontrar o seu caminho, não sei é se será coisa para durar. Sem Tony e sem Ricardo na defesa, assumiram a titularidade Tiago Valente e Rodrigo Antonio. Com o Tiago Valente ao lado, o Gregory parece que ganhou um cérebro e estou crente que este é provavelmente o melhor quarteto defensivo da equipa, precisa é de ser mais rotinado e trabalhado. O Seri é uma pulga que aparece muito bem no ataque, só é pena o homem ter um timing de entrada à bola tão... Africano. De resto e voltando ao jogo, o que vi foi uma equipa do Paços sempre mais próxima da vitória, com mais chances e mais bola e uma equipa de Pandurus muito fraquinha e a apostar mais nos erros defensivos do Paços e em bolas paradas do que em iniciativas próprias. Gostei da defesa pacence, do Seri, do Bebé e do Caetano.

Lyon 1-1 Vitória de Guimarães - À italiana. Disciplina. 2 toques e bola na frente. Um ponta de lança tanque. Coitado do Lyon. Quem o viu e quem o vê. Uma equipa que há um par de anos tinha Juninho, Essien ou Elber, tem hoje Malbranque, Pléa e Ferri. Vítima dos milhões dos seus rivais, no entanto, entregou-se ao jogo de ontem com vontade de vencer, tentou parti-lo e arriscar, mas o seu adversário ganhou calo. Calo pelo dedo de Rui Vitória. Excelente empate. Não fosse o Plange falhar aquele cabeceamento escandaloso no final e a surpresa tinha sido ainda maior.

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Benfiquistas, tenho uma prenda


Esta VHS do jornal O Jogo (única coisa de jeito que O Jogo fez na sua existência) aguentou a minha adolescência. Tenho esta VHS mais vista que a minha mãe tem o meu baptizado. Devo ter visto isto pelo menos uma vez por semana, entre os meus 12 e 18 anos de idade. Ai o Gil Vicente ganhou-nos 1-0 com um golo do Mangonga? Deixa-me só acabar de chorar mais um bocadinho no quarto que a mágica VHS já entra em acção.
GOOOOOOOOLOOOOOOOOOOOOO Aílton, de cabeça, fora da área, mama Brassard!

Ontem voltei a vê-la. Fez-me bem.

(...)

Ai viste isto e continuas aí todo chorão?

Toma...


quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Reflexão, Flexão

Quando o Benfica renovou com Jorge Jesus em Maio defendi a ideia da direcção mas achei que existiam várias questões que ficavam no ar. A primeira, desde logo, a provável saída de vários elementos chave da equipa como Garay, Matic ou Cardozo e a forma como a - inábil - estrutura Benfiquista colmataria as saídas. Fomos brindados, na semana passada, com uma entrevista do presidente na qual o mesmo defendia que não tinham sido vendidos jogadores para o Benfica poder continuar a alimentar o sonho de chegar longe na Champions. Surreal. Ou a direcção vive num universo de fadas e dragões ou então, confirma-se, não percebem mesmo nada da poda. Outra questão seria a forma como os jogadores reagiriam à continuidade de um homem que perdeu tudo juntamente com eles na época passada. Aqui entram dois factores ao barulho: a capacidade do treinador e equipa técnica para os motivar e a fibra de que estes rapazes são feitos. Jesus vive isolado no Benfica. Tem um braço direito competente - Raul José - e depois tem uns quantos senhores que, a meu ver, fazem figura de corpo presente - Quaresma e Pietra. Já a fibra dos jogadores parece a fibra de uns Kellogs Light, fora de prazo, moles e prontos a dar uma bruta de uma caganeira a quem os come. Observei, desconfiado, a chegada de um batalhão de sérvios. Pensei na forma como o núcleo do Luisão, o núcleo dos sul-americanos e o núcleo menos influente dos portugueses os iria receber. Como os rapazes mostravam ser jogadores interessantes, não me preocupei.

Eu pensei nisto tudo. A direcção pensou no quê? Pensou que fazia sentido orquestrar mundos e fundos (fundos, literalmente) para contratar opções para o ataque, muitas, mesmo tendo o nosso clube uma centena de jogadores com contrato e mesmo tendo esta mesma direcção investido recentemente em jogadores para esta posição. Lembrem-se que estes senhores ainda nem há muito tempo contratavam Yannick Djaló. Lembrem-se que o Benfica tem Ola John, Urreta e sub-21s portugueses como Ivan Cavaleiro ou Bernardo Silva. Mas a direcção achou que fazia sentido contratar. Contratou muito, só não gastou milhões para colmatar as posições que necessitavam verdadeiramente desses milhões. Apesar de todo o turbilhão que o clube viveu no final da época passada, a direcção achou que este era o momento ideal para introduzir uma quantidade absurda de jogadores novos.

Luis Filipe Vieira e Jorge Jesus entenderam, no início da época enquanto a planeavam, que a cisão do plantel era o melhor para o Benfica. O Cardozo tem um processo disciplinar? Os jogadores estão arrasados mentalmente? Temos jogadores nas selecções e sem férias? Momento ideal para introduzir um batalhão de jogadores no plantel! Isto... É varrer o lixo para debaixo do tapete. Se o raciocínio foi "vamos introduzir sangue novo e esperar que o corpo doente o aceite" isto é varrer o lixo para debaixo do tapete. Ou isto é... Construir uma casa pelo telhado. Se o raciocínio foi "vamos contratar jogadores tão bons que sozinhos vão carregar a equipa e fazer esquecer o resto do plantel do pesadelo passado" deviam ter-se lembrado que a casa não se constrói pelo telhado.

Jesus é um treinador espectacular e Vieira sabe disso. Mas Jesus tem limitações e Vieira ignora-as, não faz nada para as contrariar. O primeiro problema de Jesus é a comunicação. Por este motivo perdeu o plantel e não conseguiu adaptar, no timing que se exigia, tantos sérvios.Vieira e Jesus devem ter pensado que o Matic podia ser tradutor, jogador e ainda ter tempo para aprender uma nova posição no 11 inicial. Enganaram-se. O segundo problema de Jesus são os adeptos do Benfica. Os adeptos do Benfica, na sua maioria, de bola percebem o mesmo que eu percebo de cosméticos. Por este motivo Jesus inicia a época pressionado pela massa associativa, que agora comprou saquetas de exigência em pacote, juntou com água e despejou tudo a ferver em cima de um homem que se tivesse sido devida e estruturalmente apoiado, teria de certeza resultados diferentes. Há mais problemas, como a equipa técnica -- por exemplo, não se percebe como Cardozo e Fejsa, que não fizeram a pré-época no clube, são os jogadores em melhor forma. Poderia continuar a enumerar problemas, mas todos eles seriam mais ou menos abafados se este clube tivesse uma direcção que em vez de marketing, olhasse para futebol de vez em quando.

O Ai Vale Bujas fez as suas reflexões. Estes meninos do Benfica têm que começar a fazer flexões.

11 Pé de Barrote Nº6

  

Equipamento: Varzim do Alexandre. Conseguiu fazer umas 40 faltas sobre o Mantorras no célebre empate 2-2 com o Benfica, tendo visto a cartolina amarela apenas aos 80 minutos de jogo.

Buja da Semana: Claudemir (Nacional)