domingo, 1 de setembro de 2013

3ª jornada 2013/14

Vitória de Guimarães 1-4 Vitória de Setúbal - Mas eu estou a ver bem? Isto é a liga portuguesa ou é a Premier League? A equipa do Setúbal entrou em campo com 8 portugueses mais o Cohene, o Tacuarita e o Kieszek, andou ali a engonhar e vai nisto mete o Miguel Pedro em campo no início da 2ª Parte. Esfranganharam o Guimarães todo! O Tacuarita Cardozo fez torradas e barrou a manteiga o Moreno e o Paulo Oliveira. Enquanto isto acontecia o ex-Sporting André Santos assistia com as mãos nos bolsos a pensar "Roménia ou Chipre para o ano?". Olha, André Santos, um conselho de amigo, não envergonhes o nome de Portugal no estrangeiro e escolhe logo o Caçadores das Taipas que é o clube de onde o Moreno nunca devia ter saído e onde tu devias prosseguir carreira.

Sporting 1-1 Benfica

O Sporting com aquela tesão do mijo típica que costuma chegar ao Natal, recebeu um Benfica cheio de fome e com vontade de tomar o pequeno almoço dos campeões em Alvalade. Leite branco, magro e frio em jejum, é coisa para vos fazer voltar para a cama e desejar acordar só na próxima semana ou assim. O Benfica ainda desejava estar no dia a seguir ao jogo com o Nápoles. "Bem pessoal, perdemos aqui no San Paolo, nada de grave, marquem aí mais 14 amigáveis contra o Neuchatel Xamax para ver se a moral sobe a tempo do campeonato!". Não tem estômago ainda para o que o Sporting lhe serviu na 1ª parte do jogo, em especial 3 meninos portugueses e com muita de vontade de ganhar ao Benfica. Juntem-lhe dois laterais encarnados perdidos em campo, dois avançados-centro perdidos na cidade e dois extremos perdidos na enfermaria e podem imaginar a história do jogo.

O Benfica está TILT e o seu fliper direito, Maxi Pereira, fez ontem aquela que provavelmente foi a sua pior exibição com a camisola berrante. O Benfica está TILT e depois de ter perdido as fichas todas na época passada, joga hoje todo abananado e só lhe saem é duques. Acontece que o Sporting não sabe jogar poker nem pinball... E futebol também ainda joga muito pouquinho. Foi o que safou o Benfica de não ter perdido o jogo na 1ª parte. É, aliás, no final da 1ª parte, que o Benfica tem a sorte e o azar de lesionar Salvio. Saiu-lhe um ás que sozinho ganha uma mão a um royal straight flush: Markovic. Para além disto, a certeza que Salvio não será vendido neste defeso. O azar de ter um dos melhores jogadores do campeonato lesionados para muitas semanas, talvez meses e, provavelmente, o azar de que este jogador só possa aparecer em grande forma provavelmente na 2ª metade da época. Mas voltemos a Markovic... A forma como este rapaz toca a bola é mágica e só está ao alcance de muito poucos. A última vez que vi alguém tocar uma bola desta forma, no Benfica, foi através de Pablo Aimar. Ontem, por duas ou três vezes, reduziu a defesa do Sporting a uma insignificância gélida.

O Sporting fez o jogo que lhe competia. O desfecho do encontro dependeria sempre mais da forma como o Benfica actuaria. Entrou forte e com fome no jogo. Enquanto servia leite magro frio ao Benfica, bebia um primeiro cafezinho açucarado servido por Hugo Miguel e marcava o primeiro golo através de Montero. A partir daí, com a faca e o queijo na mão, era apontar a faca ao Benfica e comer o queijo. O queijo mal-cheiroso ontem foi Maxi Pereira. Eram bolas nas costas, faltas, fintas, tudo o que se quisesse sacar por ali, conseguia-se. O jogo não ficou entregue na 1ª parte porque Carrillo e Wilson Eduardo não souberam escavacar o que faltava escavacar nos laterais do Benfica. 

O tridente de meio campo do Sporting foi, aliás, para além de Maxi, sempre a chave de todo o jogo. Com Enzo em campo, fora de forma, André Martins e Adrien seguravam o jogo como queriam e davam ouro a Carrillo e Wilson Eduardo, encarregando-se estes últimos de o transformar em lata. Com Ruben Amorim, as coisas equilibraram rápido e foi o Benfica a fazer abanar a defesa do Sporting. Surpresa agradável para os adeptos do Benfica, para além de Ruben Amorim e Markovic, foi a chamada de Cardozo ao jogo, já que Lima e Rodrigo estão a fazer crescer cabelos brancos a muita gente.  Só quando Jardim repovoou o meio campo para os últimos 20 minutos é que o Sporting consegue voltar a dominar, não podendo Jesus fazer nada em relação a isso, devido aos três na enfermaria. 

O resultado final poderia ter sido diferente não fossem 3 erros de arbitragem de Hugo Miguel: o golo do Sporting é irregular, Maxi deveria ter sido expulso, Cardozo é vítima de falta dentro da grande-área do Sporting. De qualquer forma arrisco a dizer que este é um resultado que não chateia nenhuma das duas equipas, mas que chateia e muito os adeptos do Benfica.  

Belenenses 2-3 Nacional - Manuel Machado não perdeu a oportunidade de recuperar pontos ao seu rival Jorge Jesus e cumpriu, mesmo com Djaniny em campo, que até marcou um de encostar. Paulo Jorge, do lado do Belenenses, não fosse a exibição patética de Maxi Pereira e ia directamente para o 11 Pé de Barrote da semana. O rapaz não tem mesmo jeito para a profissão e conseguiu a proeza de ser substituído aos 26 minutos pelo João Pedro que está emprestado pelo Braga. Antes da substituição, conseguiu deixar uma via rápida para o Mateus inaugurar o marcador com um golo de encostar. Mas do lado do Nacional o lateral direito não era muito melhor. Bruno Moura de seu nome, brasileiro daqueles mesmo bons, foi toureado pelo Miguel Rosa no lance do 1-1. Digno de se ver, sim senhor. Foi substituído pelo Djaniny no início da 2ª parte. Único lance de jeito da partida foi o 2º golo do Belenenses; uma buja digna de se ver, sem deixar a bola cair no chão, do rapaz que entrou para substituir o Paulo Jorge. 

Paços de Ferreira 0-1 Porto - Espectacular jogo amigável realizado em Felgueiras. A afluência de Saxos Cup kitados, Ford Escortes rebaixados e Opeis Corsa com faróis xenon foi enorme e podia-se ouvir Yves Larock até ao horizonte. Uma coisa bonita de se ver. Farturas, algodão doce e muitas grávidas com tops curtinhos e mini saia, de piercing na bochecha, falavam sobre as novidades da Primark enquanto os seus namorados falavam todos no Benfica. Outra coisa bonita de se ver foi o Sérgio Oliveira, com a bola nos pés e o Helton fora da baliza, a mandar um balão a 20 metros de altura para as mãos do Helton que entretanto já lá tinha chegado. Muito bonito, sim senhor. Também bonito foi o golo do Jackson, que sem ter que tirar os pés do chão, enquanto o Gregory se encolhia com vontade de fazer cocó, na sequência de um canto, deu a vitória à equipa que ele estima até ao dia de amanhã nunca mais ter que ver na vida. Um apontamento final para o boné na cabeça de Costinha na conferência de imprensa! (obrigado ao leitor!) Na minha opinião o Costinha quis elevar o nível de azeiteirice do Paços para não ficar a perder para os adeptos da equipa visitante. 

Gil Vicente 1-0 Braga - Confesso que antes do jogo, quando vi os onzes e não vi o Ruben Micael, pensei que isto ia ser uma vitória fácil para o Braga... Afinal enganei-me. Mas este jogo foi um jogo para mais tarde recordar. O Sr Vasco Santos, natural de Gaia e árbitro pela AF Porto tratou de montar o pandan com a expulsão dos dois centrais do Gil. O quê? O Gil joga com o Porto para a semana? E depois? Coincidências acontecem, pá. Não sejam assim... Eu só disse que o homem era de Gaia e da AF do Porto porque sou um gajo que gosta de fornecer toda a informação necessária ao leitor. Enfim, adiante. A mim deu-me a sensação que a equipa do Braga, depois de eliminada pela equipa do Panduru, foi toda para uma festa de trance meter selos e bitolas no bucho. O Edinho e o Pardo passaram o tempo todo a ver aranhas gigantes na bancada e duendes irritantes com o cachecol do Guimarães, vai disto e era chutar com o pé que tinham mais à mão, como diz o outro, a ver se matavam alguma coisa. Depois começou a bater o amor pelo Faccini, a solidariedade, a fraternidade e o resultado final está à vista. Muito bom. Os meus parabéns ao Nuno André Coelho também, esse convocável da nossa selecção, tão bom jogador que ele é mas pronto, há momentos de infelicidade e permitir ao Gil Vicente marcar com 9 jogadores na sequência dum canto é manifesta infelicidade. Braguinha, Braguinha, não vás buscar o Gaúcho ao Estrela da Amadora que não é preciso. 

Marítimo 1-1 Olhanense - O Abel Xavier foi aos Barreiros fazer um resultado melhor que o Jesus e o seu Benfica. Acontece que o Abel Xavier tem o Ricardo voz de clarinete na baliza, tem o Luís Filipe (esse mesmo) a lateral direito e tem o Celestino como maestro do meio campo. É que este menino não tem cá o Mr Sérgio "cláusula 30 milhões" Oliveira como o Costinha! Os galácticos do marisco ainda vão dar muito que falar neste campeonato e não fosse o Marítimo ter a sorte do jogo, ou seja, o Briguel ter sido expulso, isto teria terminado com uma vitória incontestável do Sr Celestino e seus pares

Arouca 1-0 Rio Ave - Qual Pedro Emanuel qual quê. Não fosse o Jorge Gabriel e este clube em vez de contratar jogadores ao Barcelona, como o Ivan Balliu, andava a contratar jogadores ao Badalona. Portanto o mérito da primeira vitória estamos conversados, já sabem para quem vai. Agora o que eu gostava de salientar aqui é uma substituição que ocorreu ao minuto 90. O Nuno Espírito Santo entendeu que tirar o Ukra e meter o Roderick para os descontos era boa ideia. Com esta substituição ele obrigou o Roderick a suar um bocadinho e a ter que tomar banho. Ora, toda a gente sabe que o estádio do Arouca nem água quente deve ter e, por isso, o Roderick teve o merecido banho frio que tantos milhões de adeptos pelo Mundo desejavam desde o final da época passada. Obrigado, Rio Ave.  

Estoril 1-1 Académica - A confirmação de um astro: Reiner Ferreira. Este jovem promissor de 27 anos, para quem não sabe, veio há coisa de 2 ou 3 anos para Portugal proveniente do Corinthians Alagoano, um dos mais famosos entrepostos de jogadores para Portugal (Pepe, Wênio... Djavan). Confesso que fiquei com pena do Djavan não jogar, estava mesmo com vontade de vê-lo contra esta equipa do Estoril que até ataca bem. Mas o seu substituto, Reiner Ferreira, ali no lado esquerdo da defesa da Académica fez-me a certo ponto querer agarrar no telemóvel para ligar à APAV, a denunciar todas as crueldades que o Sebá, o Luis Leal e o Carlitos lhe fizeram nesta noite. O 1º golo da Académica foi bonito de se ver. O empate do Estoril foi mais uma sitcom do nosso astro Reiner! Jogo animado. Que bonita é a nossa Primeira Divisão!

10 comentários:

  1. Bujas ... duas notas. Analisas bem e escreves de um modo que dá vontade que a coisa não acabe!
    Digamos que, no panorama do actual mundo blogoesferista em torno do Universo Benfica, é coisa para te tornares titular indispensável!

    ResponderEliminar
  2. oxalá este blog tenha sempre leitores como tu. Obrigado pelas palavras!

    ResponderEliminar
  3. Não sei se seremos campeões com estes 2 laterais. Até o 7º classificado da época passada tem 2 melhores que nós....

    ResponderEliminar
  4. O relógio do blog está 8 horas atrasado. parece o Max...

    ResponderEliminar
  5. é caraças já vou corrigir isso do blog. Isso dos laterais tem muito que se lhe diga... É que o 7º classificado tem lá o Evaldo que desequilibra logo a balança toda.

    ResponderEliminar
  6. Com o Cedric e o Peidoso a marcar livres....Alguem podia ter dito ao JJ que o Cedric é sérvio. O nome engana.

    PS. tira lá a história do Robot, sff

    ResponderEliminar
  7. um gajo para comentar, ter escrever umas letras e numeros. uma chatice....

    ResponderEliminar
  8. Caro Bujas, os teus posts são simplesmente imperdíveis. Carrega, Bujas!

    ResponderEliminar
  9. De notar que o Costinha já usa boné nas conferências de imprensa!!!

    ResponderEliminar