sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Tutoriais para Totós - Nº2

Como não perder pontos em jogos fora com mijas na escada?

És dono de um clube grande e estás farto de ir à Mata Real levar com madeiradas nos cornos? Então vieste ao sítio certo. Vamos explicar-te em apenas alguns passos como nunca mais perder a porcaria dum ponto que seja contra estas equipas irritantes.

1º O Terreno. Vais ao google e escreves "terrenos OLX Brasil"

A nossa viagem começa no Brasil e o que há a fazer é comprar um terreno ao calha para lá abrir uma loja qualquer. Já tínhamos dado a ideia da lanchonete em Paysandu, agora temos aqui um terreno em Santana de Parnaíba e é lá que começamos a nossa viagem. Esta maravilhosa localidade fica perto de Barueri onde há um clube com um nome suficientemente exótico para atrair a atenção do Paços de Ferreira, Leiria, Setúbal ou, sei lá, um Tourizense qualquer.
Nesse terreno vamos então abrir a nossa lojinha, vamos chamar-lhe "sorveteria", nome que não é escolhido ao acaso - Deixo à mercê da vossa imaginação. É importante que esta sorveteria tenha um quarto confortável e um escritório com condições mínimas.

2º A Parceria. Temos nas nossas mãos um sítio onde se pode lavar dinheiro? Então está na hora de ir ter com os nossos brodas do Grémio Barueri e propor uma parceria entre o nosso clube grande e o clube patético deles. 

No primeiro ano de parceria, para eles verem que não estamos a brincar, fazemos a maior transferência de sempre do Gremio Barueri e compramos o maior cepo deles todos por 1 milhão de euros (3 milhões de reais!). Quando eles estiverem nas nuvens com a parceria está na hora de começar a canalizar jogadores da equipa de reservas deles para alguns totós da nossa Primeira Liga. Se o dirigente aceitar os jogadores, tem direito a uma de viagem de negócios espectacular (que não inclua a esposa) ao nosso quarto em Santana de Parnaíba e às instalações do Gremio Barueri, para observar in loco os próximos grandes craques do campeonato português. Por esta altura já ele anda de havaiana e calção, com a mão esquerda a dar sorvete na boca de Daiane - um travesti local - e com a direita a assinar contratos de Wesleysons... Isto claro, com a perspicácia do nosso fotografo de serviço, a acautelar tudo no cartão de memória que nos chegará umas semanas depois por correio.

3º A Chantagem

Pronto, o mais difícil já foi feito. Agora é tratar do resto em Portugal. Vão ter com esse dirigente, marcam um jantar de negócios para o Altis ou para um hotel qualquer onde o pobre homem não se aventure em dar grande estrilho e começam a debitar dados sobre a viagem.
- Então, a sua esposa está bem? E os seus filhos? - É aqui que metem a primeira foto em cima da mesa onde jantam e aguardam pacientemente pela pergunta:
- O que é que eu tenho que fazer?

E o que é que vocês têm que fazer? Imaginem que são presidentes do Sporting e imaginem que têm o número de telemóvel do Afonso Martins. É ligar ao rapaz e perguntar-lhe se ele quer ir treinar o Paços de Ferreira! Ele até bate palmas quando desligar o telemóvel e não tardará em prometer-vos que mete a equipa a correr o dobro contra os vossos rivais e metade contra vocês!

Para adoçicar ainda mais as coisas para o vosso lado, imaginando que há um ou outro jogador com proveniência do Gremio Barueri que vocês podem facilmente controlar, é só fingir uma lesão no caso do rapaz ser bonzito ou exigir um penalty, expulsão, auto-golo, enfim, é só darem azo à vossa imaginação.

Eu dou-vos ouro. Não têm que agradecer. 

Sem comentários:

Enviar um comentário